Bolsonaro esconde que Israel, seu parceiro, já vacinou mais de 14% da população

Presidente divulgou lista parcial de países na tentativa de passar a ideia de que a vacinação contra Covid não está parada apenas no Brasil

Jornal GGN – Na tentativa de mostrar que a vacinação contra Covid não está travada apenas no Brasil, mas em todo o mundo, Jair Bolsonaro divulgou nesta quarta (6) uma lista com dados proporcionais à população de cada país que começou a imunização. Mas escondeu o nome de países que estão em estágio mais avançado, caso de Israel, parceiro do atual governo.

Israel começou a vacinar sua população há menos de 3 semanas e já atingiu a cobertura de 14%, segundo dados divulgados pelo The Economist. Em levantamento feito pela CNN Brasil, a cobertura chegou a 16%.

São 1,2 milhão de israelenses vacinados. Até o final de fevereiro, o país deve vacinar mais de dois terços dos idosos com mais de 60 anos e profissionais de saúde com as duas doses da vacina. Enquanto isso, no Brasil, Bolsonaro atrasa a compra de seringas e ainda não assinou protocolo de intenção de compras com a Coronavac, que está em fase mais adiantada de testagem.

Segundo o The Economist, “o feito de Israel é impressionante e conta com algumas vantagens exclusivas.” A começar pelo fato de que seus 9 milhões de cidadãos estão espalhados por apenas 21 mil quilômetros quadrados, o que facilita a logística da vacinação, mesmo com o imunizante da Pfizer, que demanda mais estrutura de armazenamento.

Depois de Israel, o Bahrein, segundo o jornal The Economist, é o segundo país mais adiantado. No levantamento da CNN Brasil, em segundo lugar vem os Emirados Árabes, com 8% de cobertura nacional, e depois o Bahrein, com pouco menos de 4%.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora