Brasil não reconhece eleição de Evo Morales, diz Itamaraty

Em mensagem publicada no Twitter, governo brasileiro avisa que aguarda auditoria completa no resultado do primeiro turno, seguindo OEA

Jornal GGN – O governo brasileiro divulgou na sexta (26) uma mensagem no Twitter avisando que não reconhece, pelo menos no momento, a reeleição do presidente da Bolívia, Evo Morales.

Na mensagem divulgada na conta do Itamaraty, o Ministério de Relações Exteriores defendeu uma “auditoria completa” no primeiro turno da eleição, que registrou a vitória de Morales.

“Considerando-se as tratativas em curso entre a @OEA_oficial e o governo da #Bolivia para uma auditoria completa do primeiro turno das eleições naquele país, o Brasil não reconhecerá, neste momento, qualquer anúncio de resultado final”, afirmou a Pasta.

A eleição de Morales gerou polêmica porque o presidente foi reeleito por uma margem apertada, e os opositores alegam fraude na apuração. 

A vitória saiu com 47,07% dos votos contra 36,51%, um resultado que o candidato opositor não reconhece.

Em meio à discussão, a OEA defendeu um segundo turno e que uma proclamação final ocorra apenas depois de uma auditoria que deverá ser realizada pela organização, um discurso que conta com o apoio de Brasil, Estados Unidos, Argentina e Colômbia, informou o jornal O Globo.

Os protestos decorrentes da polêmica já deixaram 29 pessoas ficaram feridas e 57 detidos em diferentes pontos da Bolívia.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora