Brumadinho: 169 mortos e 160 desaparecidos

Dos 169 corpos encontrados, 160 já foram identificados e nove permanecem ainda sem identificação.

Jornal GGN – Brumadinho segue sua rota, com as buscas ainda em andamento por desaparecidos na tragédia ocasionada pela Vale. No último boletim do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais, 169 mortos foram resgatados da lama da barragem rompida, de propriedade da Vale. Dos 169, 160 já foram identificados e nove permanecem ainda sem identificação.

Ainda estão desaparecidas 160 pessoas, entre funcionários da Vale, terceirizados que prestavam serviços à mineradora e membros da comunidade. 

Ontem, 18º dia de buscas, estavam mobilizados um efetivo de 376 homens, incluindo 158 militares de Minas Gerais, 132 de outros estados e 63 da Força Nacional. Além desses, 22 voluntários auxiliam nas buscas.

138 pessoas estão desabrigadas.

Os bombeiros continuam as buscas por vítimas em Brumadinho, onde ocorreu o crime da Vale, crime ambiental e tragédia humana. A barragem da mineradora Vale se rompeu no dia 25 de janeiro, e um mar de rejeitos tóxicos atingiu casas, uma pousada, o refeitório da empresa e outras instalações. O crime ocorreu por volta de 12h30, horário de almoço, quando o refeitório deveria estar cheio.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Fora de Pauta

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome