Causos do jornalismo: o correspondente americano, os pracinhas e a juventude negra

Conheci Henry Bagley em um curso do Departamento de Estado, do qual participei no início dos anos 80. Era um antigo jornalista da Associated Press, que cobriu a frente brasileira na guerra da Itália

Conheci Henry Bagley em um curso do Departamento de Estado, do qual participei no início dos anos 80. Era um antigo jornalista da Associated Press, que cobriu a frente brasileira na guerra da Itália, e agora atuava como intérprete do DoJ.

Falava com saudades do Brasil. Lembrou de seu tempo na Itália, da amizade que fez com os jornalistas brasileiras, Rubem Braga, Joel Silveira, Egydio Squeff, correspondente de O Globo.

De volta ao Brasil, Egydio deixou o Globo e foi dirigir a Voz Operária, revista oficial do Partido Comunista. Bagley continuou seu trabalho de correspondente e de bom boêmio, que acabou se apaixonando perdidamente por uma negra do teatro de revista.

Certo dia, em casa, ouve barulho na porta. Alguém tinha jogado em seu alpendre a última edição de A Voz Operária. Na capa, a manchete com estardalhaço, narrando o caso do gringo que namorava a vedete negra: “Imperialismo ianque corrompe nossa juventude negre”.

E o velho Bagley me olhando, com olhos de quem até hoje não entendeu nada, admitiu:

– Foi ela que me ensinou tudo.

A frase terminou com um suspiro profundo.

Na foto, Bagley com os colegas brasileiros.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Com ‘liberdade’ para trabalhar sete dias por semana, pessoas se resumem a dados de planilha

2 comentários

  1. E o escândalo do Paraguai com a quadrilha que queria roubar dos paraguaios o dinheiro da energia? O Lúcio de Castro da agência Sportlight investigou que envolvido no “Itaipu Gate” abriu offshore no Panamá às vésperas da eleição presidencial. Suplente do PSL retirou participação em empresa de energia 10 dias depois da filiação e deixou filho no lugar. Pelo jeito já havia um acerto onde vários estariam faturando muito às custas do erário de ambos os países.

    https://agenciasportlight.com.br/index.php/2019/08/15/exclusivo-envolvido-no-itaipu-gate-abriu-offshore-no-panama-as-vesperas-da-eleicao-suplente-do-psl-retirou-participacao-em-empresa-de-energia-10-dias-depois-da-filiacao-e/

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome