Desta vez o marketing não escondeu os problemas, por Bernardo Mello Franco

Em artigo, jornalista explica que campanha de elogios ao governo não encobriu denúncias do Ministério Público do Rio de Janeiro

Jornal GGN – Governo mal nas pesquisas? O problema está na comunicação, e vamos gastar mais dinheiro para exaltar o governo. Esta é a visão que já se tornou rotina entre os integrantes da equipe de Jair Bolsonaro, que vão gastar R$ 40 milhões para elogiar a gestão. Mas isso não foi suficiente.

Em artigo publicado no jornal O Globo, Bernardo Mello Franco explica que a ofensiva para incensar Bolsonaro foi anunciada no salão nobre do Palácio do Planalto. Na ocasião, o secretário Fábio Wajngarten apresentou 49 filmetes de propaganda da campanha batizada de “Agenda Positiva”, que busca “resgatar o orgulho” do brasileiro.

Porém, uma das peças apresentadas mostra o presidente abraçando populares, sorrindo ao lado do presidente norte-americano Donald Trump e, ao final, uma foto da família Bolsonaro acompanhada da logomarca do governo federal. O articulista lembra que tal peça atinge diretamente o princípio da impessoalidade, que veta a exaltação de políticos com o uso do dinheiro público.

Apesar dos ataques à imprensa e os sucessos elogios de correligionários a Bolsonaro durante o evento, isso não foi suficiente para desviar o foco do Rio de Janeiro. Antes do anúncio da campanha, o Ministério Público do Rio realizou buscas em endereços ligados ao senador Flávio Bolsonaro e seus assessores, e um total de R$ 2 milhões em depósitos efetuados a Fabrício Queiroz já foram rastreados pelos investigadores.

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador