Dilma diz que manterá o BNDES como principal instituição para financiamento a grandes projetos

Lúcia Nórcio

Repórter da Agência Brasil

 

 

Curitiba – A candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, disse que, se eleita, vai manter o Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) como principal instituição para financiamento de longo prazo para grandes projetos. “É impossível uma sociedade se desenvolver sem crédito. E o nós [o governo Lula] aumentamos o crédito de R$ 400 milhões para R$ 1,5 trilhão”, disse a ex-ministra na noite de ontem (30).

Dilma discursou para cerca de 300 empresários na sede da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep). A candidata chegou ao encontro acompanhada do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
 

Assim como Lula, ela fez um balanço dos quase oito anos do atual governo, destacando sua participação nos bons resultados. Deu ênfase a uma política industrial ativa e defendeu mais investimentos em educação profissionalizante. A sustentação do crescimento da economia está ligada, segundo Dilma, a um maior investimento no ensino técnico.

 

“Um dos maiores orgulhos que terei é de continuar a política do ensino profissionalizante. Em 100 anos foram construídas 140 escolas técnicas no país. Nos oito anos do governo Lula foram construídas ou serão entregues 214 novas escolas técnicas. Nós precisamos de profissionais qualificados”, afirmou.

 

Esse investimento também está relacionado à capacidade de inovação do país, disse a candidata, prometendo formar mais físicos, engenheiros e químicos.

Dilma se comprometeu, se eleita, a dar continuidade aos programas sociais do governo. Segundo ela, o Brasil precisa crescer para os 190 milhões de brasileiros. “Saímos de um longo período de estagnação e não se pode retroceder. Crescemos incorporando milhões de pessoas, mais do que isso, mostramos que é possível crescer distribuindo renda.”

Dilma e Lula participam hoje (31) pela manhã de um comício na Boca Maldita, no centro da cidade, mesmo local escolhido pelo candidato José Serra para lançar oficialmente sua candidatura no início do mês. No palanque estarão também o candidato ao governo do Paraná Osmar Dias (PDT) e os candidatos ao Senado pela coligação A União Faz Um Novo Amanhã (formada pelo PDT, PMDB, PT, PCdoB, PSC, PR), Roberto Requião(PMDB) e Gleisi Hoffmann (PT).

 

 

Edição: Lílian Beraldo

 

http://agenciabrasil.ebc.com.br/web/ebc-agencia-brasil/enviorss/-/journal_content/56/19523/1009799

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome