Em viagem à Ásia, Bolsonaro afirma que Amazônia “tem que ser explorada”

Em conversa com jornalistas no Japão, presidente diz que floresta “está aberta”; proposta é defendida desde 2016

Presidente Jair Bolsonaro chega à Tóquio no Japão - Foto: José Dias/PR - Agência Brasil

Jornal GGN – O presidente Jair Bolsonaro defendeu a exploração da Amazônia nesta segunda-feira, ressaltando que a floresta “está aberta e tem que ser explorada”.

“Tem que ser explorada, é nossa a Amazônia, não abro (mão) disso”, disse Bolsonaro, segundo informações publicadas no jornal O Globo. O pronunciamento foi feito durante conversa com jornalistas no Japão, onde o presidente cumpre agenda para a cerimônia de entronização do imperador Naruhito.

A exploração da Amazônia é defendida pelo presidente há muito tempo. Em 2016, o então deputado federal defendeu em entrevista que a floresta não era nossa e que era preciso entrega-la aos Estados Unidos, “país democrático e com poderio nuclear” para exploração.

A viagem ao Japão integra um giro de duas semanas da comitiva presidencial pela Ásia e Oriente Médio. A agenda de Bolsonaro em Tóquio prevê ainda encontros com o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenski, com o primeiro-ministro do Japão, Shinzō Abe, com empresário japoneses e com a comunidade brasileira no Japão.

Na quinta-feira (24), a comitiva presidencial partirá para a China, depois Emirados Árabes, Catar e Arábia Saudita, segundo informações da Agência Brasil.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  O que Roland Barthes diria sobre Lula versus Bolsonaro?, por Wilson Ferreira

2 comentários

  1. Um exemplo para militares que deixaram de ser nacionalistas e patriotas (como vemos em outros países latinoamericanos onde agem mais violentamente contra seu povo), é a Petrobras que ao ter descoberto o pré-sal que muito ajudaria o país a se desenvolver, vemos de braços cruzados ela sendo entregue a quem não tem compromisso conosco.

    Veja a lista das empresas que exploram petróleo no Brasil, e no final, das empresas que estão ajudando a limpar as praias do Nordeste:
    1 – Anadarko
    2 – Aurizônia Petróleo
    3 – Barra Energia
    4 – BG Brasil
    5 – BHP Billiton
    6 – BP do Brasil
    7 – Chevron
    8 – Engevix
    9 – Exxon Mobil
    10 – HRT
    11 – Karoon
    12 – Maersk Oil
    13 – Nord Oil and Gas
    14 – OGX
    15 – PetraEnergia
    16 – Petróleo de Venezuela
    17 – Petrorecôncavo
    18 – Premier Oil
    19 – Queiroz Galvão Exploração e Produção
    20 – Repsol Sinopec
    21 – Shell
    22 – Starfish Oil & Gas
    23 – Statoil
    24 – Total E&P do Brasil
    25 – Perfuração (Drilling)
    26 – American Drilling do Brasil
    27 – Archer
    28 – Delba Perfurações
    29 – Diamond Offshore/Brasdrill
    30 – Dolphin Drilling Brasil
    31 – ELFE
    32 – ENSCO/Pride
    33 – Etesco
    34 – Etx Drilling
    35 – Five Star
    36 – Noble Corp
    37 – Deep Water
    38 – Odebrecht Óleo e Gás
    39 – Odfjell
    40 – Pacific Drilling
    41 – Perbras
    42 – Queiroz Galvão
    43 – Saipem
    44 – San Antonio Internacional
    45 – Schahin
    46 – Seadrill/Seawell
    47 – Sete Brasil
    48 – Sevan Drilling
    49 – Stena Drilling
    50 – Transocean
    51 – Tuscany Drilling
    52 – Ventura/Petroserve
    53 – Petrobras

    Empresas que estão ajudando a limpar as praias afetadas pelo vazamento de petróleo:
    1 – Petrobras
    Petrobras recolheu mais de 200 toneladas de resíduos de óleo nas praias do Nordeste
    A Petrobras completou um mês de apoio permanente ao Ibama nos esforços para limpeza das praias atingidas por óleo no Nordeste. Desde o dia 12 de setembro, a companhia coletou mais de 200 toneladas de resíduos oleosos (mistura de óleo e areia). Ao todo, a Petrobras mobilizou cerca de 1700 agentes ambientais para limpeza das áreas impactadas e mais de 50 empregados para planejamento e execução da resposta.

    Também foram acionados cinco Centros de Defesa Ambiental (CDA) e nove Centros de Resposta a Emergência. Os CDAs são instalações da Petrobras distribuídos estrategicamente em diversas regiões do país, de modo a complementar os recursos de resposta a emergências de vazamento de óleo das unidades operacionais da companhia. Além dos CDAs, cada unidade possui equipamentos e recursos para resposta imediata nos seus Centros de Resposta a Emergência. Essa estrutura garante os tempos, os recursos e capacidade de resposta das instalações sob gestão da companhia.

    Fonte: twitter do Alberto Carlos Almeida

    • Os militares estão preocupados com a reforma da previdência….
      Segundo eles, essa reforma é só pra civil…
      E quem diz isso não são os milicos de “alto posto”, os “generais”, tipo Villas Boas, Heleno, Mourão, etc. esses “brasileiros honrados e maravilhosos”. Quem diz isso são os “concursados”, tipo sargento ( que ingressa com o 1 grau completo).
      E, também, reclamam os “praças”.
      Ser militar está ficando melhor que ser juiz, por que nem têm trabalho…
      Esse é o brasilzão!
      O Chile de 1973 é o Brasil hoje!

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome