Estados Unidos autorizam uso emergencial de vacina da Moderna

Imunizante atestou 94% de eficácia em testes clínicos. Brasil não manifestou interesse em comprar esta vacina

Jornal GGN – A agência reguladora de medicamentos dos Estados Unidos, a FDA, autorizou nesta terça (15) o uso emergencial da vacina para coronavírus desenvolvida pela empresa Moderna.

A vacina demonstrou segurança e eficácia de 94,1% dos testes da fase 3. Ainda é preciso a aprovação para uso generalizado nos EUA. Mas, com a decisão, o País já tem duas vacinas no plano de imunização nacional, que já está em andamento desde ontem, com a aprovação da vacina da Pfizer.

O Brasil não tem protocolo de intenção de compra com a vacina da Moderna.

O governo Bolsonaro apostou todas as fichas na vacina de Oxford, que deve atrasar a entrega ter sua metodologia de testes e aplicação questionada pela comunidade internacional.

Pressionado, o general Eduardo Pazuello, ministro da Saúde, manifestou intenção em comprar mais de 70 milhões da vacina da Pfizer. Mas o laboratório só deve entregar a maior parte a partir de 2021.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora