EUA voltam a menosprezar discurso de Greta Thunberg

Secretário do Tesouro manda menina “estudar economia” ao ser questionado sobre abandono de combustíveis fósseis; por outro lado, príncipe Charles elogia posicionamento da adolescente

A ativista sueca Greta Thunberg. Foto: World Economic Forum / Manuel Lopez (via fotospublicas.com)

Jornal GGN – O discurso da ativista sueca Greta Thunberg continua a ser menosprezado por representantes políticos norte-americanos, mesmo que o posicionamento dela seja replicado por outras autoridades.

Segundo informações da Epoca Negócios, o secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin, foi questionado sobre o chamado da ativista para que se abandone o uso de combustíveis fósseis. A resposta: “Ela é a economista-chefe?… Depois de estudar economia na faculdade, ela pode voltar e explicar isso para nós”.

A declaração foi vista com piada, e ocorreu depois que Trump e Greta se alfinetaram a distância durante o Fórum Econômico Mundial, realizado em Davos. Depois que Trump afirmou que os EUA se comprometeram a aderir à iniciativa de plantar um trilhão de árvores, Greta respondeu que corrigir a crise climática não era apenas sobre árvores.

Todo o discurso de Greta não tem a mesma reação quando as mesmas palavras são pronunciadas por outras pessoas. Por exemplo: durante sua palestra em Davos, o príncipe Charles conclamou autoridades e executivos a ajudar o setor privado a afastar o mundo “da catástrofe que se aproxima”, ressaltando que não se pode mais perder tempo a respeito do assunto.

De acordo com o jornal Daily Mail, o britânico afirmou que considera Greta Thunberg “notável”, e “representa uma das principais razões pelas quais eu tenho tentado fazer todo esse esforço todos esses anos porque, como eu disse, não queria que meus netos me acusassem de não fazer algo sobre isso a tempo”.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Sanders: esse é o começo do fim de Trump, por César Locatelli

1 comentário

  1. “Having now listened to Greta’s remarks, I confess that I disagree with the content of what she says. She explicitly advocates a sort of purity-based carbon absolutism—demanding that companies and governments immediately implement, not merely net zero emissions (i.e. offsetting their emissions by paying to plant trees and so forth), but zero emissions period. Since she can’t possibly mean literally zero, I’ll interpret her to mean close to zero. Even so, it seems to me that the resulting economic upheavals would provoke a massive backlash against whoever tried to enforce such a policy. Greta also dismisses the idea of technological solutions to climate change, saying that we don’t have time to invent such solutions. But of course, some of the solutions already exist—a prime example being nuclear power. And if we no longer have time to nuclearize the world, then to a great extent, that’s the fault of the antinuclear activists—an unbelievable moral and strategic failure that may have doomed our civilization, and for which there’s never been a reckoning.”

    https://www.scottaaronson.com/blog/?p=4536

    Em outras palavras, as “sugestoes” dela eram burras e afundariam a economia mundial da noite pro dia. Tou ficando longe do assunto “Greta” desde o comeco pois desde o comeco os sinais de sua burrice ja estavam claros.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome