Exportação de vacina da Índia começa até quarta, sem informações sobre Brasil

Butão e Bangladesh receberão as primeiras doses, de acordo com apuração da Reuters

Jornal GGN – É destaque na agência Reuters, na manhã desta terça (19), que a Índia anunciará o início das exportações das vacinas contra Covid-19 até a quarta-feira (20). Mas países vizinhos, como Butão e Bangladesh, serão os primeiros da lista a receber os imunizantes de um dos maiores produtores do mundo. Não há informações, ainda, a respeito do lote de 2 milhões de doses esperados pelo Brasil.

“O primeiro lote exportado irá para o Butão, disseram as autoridades, que pediram para não terem seus nomes revelados pois um anúncio formal ainda será feito pelo governo indiano”, escreveu a Reuters. Bangladesh também pediu 2 milhões de doses e deve receber o lote fabricado pela Astrazeneca na quinta (21).

O Instituto Serum recebeu pedido para exportar 2 milhões de doses ao Brasil e o ministro da Saúde Eduardo Pazuello chegou a enviar um avião para buscar o material, mas ele sequer chegou a sair do País porque a Índia não confirmou a entrega. Pazuello diz que segue em conversas com as autoridades indianas, mas ainda não tem um prazo para receber as vacinas.

A Índia começou a vacinar seus profissionais de saúde no último sábado (17) com o imunizante de Oxford/AstraZeneca, além da vacina da Bharat Biotech, que vem sendo negociada por clínicas privadas brasileiras.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora