7 comentários

    • Tem um problema básico

      Funciona apenas quando não superfragmentação partidaris. Como no Brasil a superfragmentação partidaris é uma realidade…

      Aliás, o que funciona como planejado aqui? Deus é brasileiro (dizem), mas o Diabo deve ter residência fixa em Copacabana!

  1. Otavio Barros da
    Otavio Barros da Silva
    Correspondente do jornal “Diário de Pernambuco” em Ouricuri.
    Correspondente do “Jornal do Commercio” em Ouricuri.
    Fundador do jornal “O Sertão”, Ouricuri, PE.
    Repórter do jornal “O Progresso” (1970), Imperatriz.
    Repórter do jornal “Tribuna de Carolina”, 1971 a 1972.
    Diretor do jornal “Tribuna da Amazônia”, 1973 a 1975, Araguaina.
    Diretor do jornal “O Estado Tocantins”, a partir de 1975, Araguaína.
    1º Prêmio Qualidade Imprensa – 2001 – pelo Sistema Fieto.
    Autor do primeiro livro sobre a história do Tocantins – BREVE HISTÓRIA DO TOCANTINS (Edição FIETO/1987).
    Membro da Academia Tocantinense de Letras.
    Escritor homenageado do 4° Salão do Livro.
    Do Conselho Estadual de Cultura (Governo Moisés Avelino).
    Da Comissão História Viva – criada pelo Governo para resgatar a memória do Tocantins.
    Homenagem da Câmara Municipal de Araguaína com o título de Cidadania.
    Patrono da primeira turma de jornalismo da Unitins.
    Condecorado pelo Governo com a medalha de Comendador.
    Condecorado pela Assembleia Legislativa com o título de Cidadão Honorário.
    Condecorado com a Comenda da Ordem Macamekran, pelo município de Carolina (MA).
    Condecorado com a medalha Dr. Francisco Ayres, pelo município de Porto Nacional.
    Fundador do Instituto Cenog-Conorte, Palmas

    Bibliografia

    Filme “Otavio, a Boca do Eterno”. Direção do escritor Alexandre Acâmpora. Parceria com a Agência Public para produção de cópias.
    Cultura Popular do Tocantins, edição do autor, Araguaína, 1975.
    Dicionário do Tocantins, edição do autor, Araguaína, 1981.
    Literatura do Tocantins, edição do autor, Araguaína, 1988.
    Breve História do Tocantins, FIETO, Araguaína, 1º e 2ª edições, 1997 e 1998.
    Tocantins – Conhecendo e Fazendo História, Secretaria estadual da Educação, Palmas, 1998.
    História da Imprensa no Tocantins, SECOM, Palmas, 2003.
    Petite Histoire du Tocantins, Fundação Cultural do Estado, Palmas, 2005
    Cronologia Histórica do Tocantins, edição do autor, Palmas, 2007.
    A Nova História do Tocantins, edição do autor, Palmas, 2009.
    Presença da França no Tocantins, edição do autor, 2012.
    História do Ministério Público do Tocantins, MP-TO, Palmas, 2012.
    Memória do Tocantins, edição do autor, Palmas, 2014.
    Historia de Carolina – 2015.
    História de Filadéfia (pesquisando).
    Theotonio Segurado, o patrono do Tocantins (Obra inédita).
    Siqueira Campos, o fundador do Tocantins (Obra inédita).
    Palmas, a capital planejada (Obra inédita).

    ——————————-

    Otavio, meus parabéns, por suas conquistas literárias, me lembra as decisões da construção da paróquia de São Sebastião em Ouricuri, daí surge a cidade em volta, ação do Comendador Padim Padre… Um abraço. Adelmo Aquino.

    Parabéns Otávio Barros! Ícone tocantinense! Mary Sonia Matos Valadares, presidente da Academia Tocantinense de Letras.
    Grande amigo e conterrâneo Otávio que honra e agiganta as mais sublimes tradições de nossa terra. Deolindo Aquino, Ouricuri, Pernambuco.

    (I)Caro confrade Otávio Barros. Parabéns. Você é o grande – o maior de todos – historiador do Tocantins. Partícipe ativo do processo de criação do Estado, pesquisador persistente e incansável, vem registrando, com isenção e fidelidade aos fatos, todo o caminho, por vezes penoso, até a consolidação de nosso Estado. Você é credor do respeito e da admiração de todos os tocantinenses. Felicidade e vida longa é o que desejo. Parabéns, Otávio, pelo rico currículo. Darci Coelho. Ex-vice governador do Estado do Tocantins.

    (II) Há um cidadão bem na foto do jornal “O Estado do Tocantins”, fazendo a entrega da emenda popular como presidente do Comitê Pró-Criação do Estado do Tocantins. O jornal do Otávio Barros sempre presente. O grande jornalista publicou a íntegra do discurso do Ulisses Guimarães em seu livro “Breve História do Tocantins e de sua Gente”. Otávio Barros é excelente historiador e também testemunha ocular – mais que isso: artífice – da história. Darci Coelho.

    Esse é dos nossos, é de Ouricuri. Aldemiro De Medeiros Aquino.

    Só quem conhece a luta ingente deste homem pode aquiltar a importância deste reconhecimento. Eu poderia dar meus parabéns a Otávio, por receber esta honraria. Mas prefiro parabenizar o governo do Estado do Tocantins por concedê-la. Um governo que sabe reconhecer e enaltecer as inteligências locais, que presta em vida o tributo de glória àqueles que como Otávio, sempre se sacrificaram pelo bem maior de sua gente, é um governo que deve ser respeitado pelos governados. O Estado do Tocantins está dando um exemplo que deveria ser seguido pelo governo de Goiás. Aqui, no passado, transcorreu em brancas nuvens o centenário de Bernardo Elis, nossa maior glória literária. Longa vida a Otávio Barros! Helvecio Cardoso, advogado e jornalista, Goiânia, Goiás.

    Ao nobre escritor Otavio Barros as minhas considerações e meu muito obrigado por conhecer e escrever como ninguém a história do nosso estado do Tocantins! Eu que sou natural aqui desse pedaço de chão e estou aqui desde o dia em que o presidente da República José Sarney falou na voz do Brasil em que a capital provisória do mais novo estado da federação seria a cidade de… Miracema do Norte! Otavio Barros você merece ser reconhecido pelo brilhante trabalho de formiguinha com toda escassez de recursos e incentivos para escrever de forma tão verdadeira e na maioria das vezes presencial a história do nosso estado do Tocantins. José Alves Neto. Helvecio Cardoso

    Otavio Barros é um profissional que merece credibilidade, pois conta a história da criação do Estado do Tocantins como aconteceu, sem paixões. Parabéns a este grande jornalista. Antonio Luiz Coelho, advogado.

    Otávio Barros como já falei pessoalmente, você é um dos injustiçados deste Tocantins. O nosso estado tem uma dívida enorme com você. Você para mim é o pai dos historiadores do Tocantins, aliás, ninguém faz, por estas plagas de Theotonio Segurado, uma pesquisa histórica séria sem beber na fonte de suas obras. Elas são riquíssimas, todas, sem nenhuma exceção. Parabéns por tudo. Que Deus lhe abençoe. Juarez Moreira Filho, advogado, membro da Academia Tocantinense de Letras.

    Grande jornalista e escritor Otavio Barros…, de nossa querida Ouricuri-PE, que todos amigos e parentes,juntos, desejosos de vê-lo bem de vida, feliz, escrevendo grandes obras e o melhor, abençoado por Deus. Parabéns. Bernardino Granja Campos.

    Acompanhei de perto a mobilização política de Santilho e posso afirmar com precisão que se o governador tivesse uma posição contrária à criação do Estado, o Tocantins não teria sido criado naquela época. Nem se Siqueira Campos morresse de fome. Otávio Barros tem razão: o papel de Santilho na criação do Estado teria que constar em todos os registros históricos nas escolas sobre a luta da emancipação do Tocantins. Anésio Junior.

    Nossas congratulações ao Otávio pelas comendas, e mais ainda pelo registro histórico da nossa região. Fernando Storni, sociólogo, Brasília.

    Parabéns, Otavio Barros, pelo conjunto de livros publicados. Conheci o senhor na minha infância, no hotel de minha madrinha Dona Tita, aqui em Carolina. Ausonio Junior.

    Otavio Barros, fico muito feliz em poder confraternizar-me com Você, no momento que vejo estampadas nesse aparelho de comunição a relação de tantas conquistas alcançadas pelo ilustre amigo. Parabéns Otavio. Felicidades. Antonio Paiva Amigo.

    Tive a honra de conviver e conversar com o amigo Barros em Carolina-MA. Um grande homem, um grande amigo! Um exemplo de vida! Que Deus te ilumine, abençoe sempre! Onde estiver meu saudoso papai está orgulhoso de você e comunga com todas as honrarias que você tem recebido na sua vida. Parabéns!!! Magna Aspasia Fontenelle, Uberaba, MG.

    Bem merecido os títulos, Otavio. Osias Amorim.

    Parabéns ao grande ícone da imprensa tocantinense. A família do jornal “O Girassol” sente orgulho desse grande desbravador. Que Deus ilumine seus caminhos. Abraço fraterno e nordestino. Wibergson Estrela Gomes e Sonielson Luciano de Sousa, diretores do jornal “O Girassol”.

    Otavio, grande personalidade! Inteligência rara. Olga Maria Bezerra Cavalcante, Miracema.

    Parabéns ao meu amigo, Comendador Otávio Barros, pelos feitos e pelo muito que realizou, pela cultura tocantinense e do Sul maranhense. Sebastião Virginio de Oliveira, Petrolina, Pernambuco.

    Otávio Barros é um pesquisador a quem todos os tocantinenses deveriam reverenciar. Jorge Luiz Medeiros da Cunha

    Que beleza! Trajetória maravilhosa do Otavio! Diego Britto.

    Orgulho da filha Andreana! Merecido reconhecimento! Andreana Barros.

    Orgulho grande da família Barros! Otávio Augusto.

    Parabéns mestre. Muito sucesso na sua caminhada. Saudade! Neca Portz.

    Tiro o chapéu para este incansável pesquisador, historiador! Minha admiração e respeito pelo o legado que seu trabalho significa para o Tocantins Lucielia Aquino Ramos.

    Parabéns meu considerado. Você é mais que todas as condecorações que possam lhe oferecer. Você é um garimpeiro na busca e difusão da informação, seja do ponto de vista jornalístico ou histórico. Everton Dos Andes, Porto Nacional.

    Otavio, grande escritor, merece o nosso aplauso. Assis Junior.

    Parabéns Otavio Barros. Marcia Santo.

    Merecidamente! Belgna Ribeiro Ramos.

    Parabéns!!! Deus seja louvado! Elza Da Silva Cunha.

  2. Pois é. Gilmar esteve ontem

    Pois é. Gilmar esteve ontem numa reunião com empresários em SP, fotografado ao lado do risonho e anti-político (só para os abestalhados), Dória, e, entre outros, resolveu atacar, de novo, pra variar, o Tribunal Superior do Trabalho, que ele diz ser manipulado (em outras palavras) pela CUT. Nas entrelinhas quer dizer que o desemprego fantástico no Brasil é culpa desse TST.

    Ou seja, em qualquer país sério, Gilmar, mesmo como presidente do TSE, pelas posições tomadas diuturnamente contra os petistas, teria que ser impedido para julgar Dilma no processo que a envolve sobre a campanha de 2014. Embora não saibamos como votarão os seus pares, ninguém pode duvidar de que ele já tem sua estratégia para blindar Temer e jogar Dilma pro escanteio. Se duvidar, segundo as previsões, é capaz de ser ele a pessoa a pedir vistas, se tudo correr contra Temer. Não sei se ele pode fazer isso. O fato é que, a depender de Gilmar, Dilma tá frita e Temer prosseguirá na sua cadeira, ditando os destinos do Brasil, equanto entrega a Nação aos estrangeiros na cara de pau.

    Moro não pode julgar ninguém do PT, e Gilmar, do mesmo modo. São juízes que não respeitam suas togas, não tem compromissos, senão com a imprensa, que os mimam, e lhes dão visibilidade a qualquer momento, só dependendo deles mesmos pedirem audiências, e pronto, tá lá a cara no vídeo.

     

  3. Apenas reclamar…

    Apenas reclamar que esses baners (Face, Twitrer etc) que aparecem em vertical aqui à esquerda estão perturbando bastante e retornam após mandados ocultar com a setinha quase apagada logo abaixo da coluna

    Obrigado pela atenção

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome