GGN Covid Brasil: 6 estados com altos índices de crescimento

A média diária semanal de novos casos finalmente rompeu o piso dos 30 mil casos e aproxima-se do piso das 700 mortes. Em ambos os casos, mostra uma desaceleração de mais de 20% nas duas curvas em relação a 28 dias atrás.

Pelo gráfico de linha fica nítida a desaceleração da curva de casos e óbitos no país. Nos últimos dias, percebe-se uma certa resiliência na curva de casos e uma alta moderada na curva de óbitos.

Na variação sobre 14 dias atrás, no entanto, há saltos em vários estados. Em novos casos, em Alagoas, Acre, Rio de Janeiro e Amazonas. Nos casos de óbitos, saltos em Roraima, Pernambuco e Amapá.

No Mapa dos aumentos de casos,há 4 estados com alto crescimento, outros 2 com crescimento moderado. 14 em estabilidade, 6 em queda moderada e 1 em queda drástica.

Nos casos, há também aumentos expressivos em 6 estados e 2 com crescimento moderado, contra 9 estados em estabilidade, 7 em queda moderada e 3 em queda drástica.

Os gráficos das regiões geográficas permitem enxergar uma tendência mais ampla em todos os estados, reforçando a ideia das curvas amenizadas.

Nos aumentos em 28 dias das Regiões de Saúde, Santo Antônio de Jesus, na Bahia, e Pedra Azul, em São Paulo, lideram.

Quando se calcula a população em regiões de alto crescimento de novos casos (mais de 20% em 28 dias) há uma estagnação na faixa dos 123 milhões de habitantes.

Aqui, 4 estados com taxas altas de crescimento. Entre eles, apenas Goiás tem crescimento sustentado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Exclusivo: governo testou antiparasitário Nitazoxanida em pacientes com pneumonia e não divulgou resultados

1 comentário

  1. “Nos casos, há aumentos expressivos em 65 estados”, obviamente existe um erro aí na quantidade de estados.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome