GGN Covid Mundo: em uma semana, média de casos aumenta 79% na Itália e 51% na Alemanha

A 2a onda se acelera na Europa. Os quadros das médias móveis dos últimos 7 dias deixam esse quadro mais nítido.

Não apenas isso. A variação da média diária de casos em uma semana chegou a 78,88% na Itália. E a França registrou 178 mil novos casos em uma semana.

Não apenas isso. Pelos gráficos, a Alemanha parece ter sido menos afetada. Mas quando se mede a variação diária da média nos últimos 7 dias, vê-se uma aceleração enorme na Itália – que aumentou 11,4% em apenas um dia – e na Alemanha, onde o aumento foi de 10%.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Lava Jato de Curitiba deve fornecer cópia de dados sigilosos à Corregedoria

1 comentário

  1. Esses países ditos “desenvolvidos” se deixaram cair feito patinhos, na lábia dos grandes laboratórios mundiais ao rejeitar os tratamentos precoces e impingir na população medidas impopularesd e isolamento e fechamento economico, só para aumentar a procura pelas vacinas, um mercado de centenas de bilhões, senão trilhões de dólares.

    Com estudos desenhados para dar errado e ainda mal executados se rotulou a hidroxicloroquina como remédio ineficaz e pior, perigoso à saúde, isso quando foi vendido por mais de 70 anos, sem receita e por pessoas que fazem uso contínuo, Um absurdo.

    Corretamente administrado, nas doses mais baixas (sem riscos à saude do paciente) e de forma precoce, o tratamento precoce é capaz de reduzir absurdamente a taxa de utilização de hospitalizações e mortes.

    Vejam o exemplo de Sertãozinho.

    “Após uso de cloroquina, ocupação de leitos de UTI cai de 100% para 30% em Sertãozinho
    Publicado em: 06/08/2020 Atualizado: 14/10/2020 12:00

    Decisão de usar medicamento foi efetivada em 22 de julho; na enfermaria, vagas ocupadas vão a 25% após novo protocolo

    Imagem ilustrativa de uma cartela de cloroquina – Foto: Agência Brasil

    Menos de duas semanas depois de iniciar o tratamento precoce dos casos de covid-19 com hidroxicloroquina, Sertãozinho registrou uma diminuição na ocupação de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) de 100% para 30%. Os dados foram fornecidos pela prefeitura da cidade e confirmados pela reportagem.”

    Não foi fácil. médicos fizeram boicote pesado à adoção do tratamento precoce:

    “Médicos deixam comitê da covid-19 após prefeito adotar tratamento com cloroquina
    Infectologistas afirmam que, além de não haver comprovação do benefício do uso do medicamento para o paciente, existem evidências de efeitos adversos, até com desfechos fatais

    SOROCABA – Quatro médicos infectologistas pediram o desligamento do comitê municipal para a covid-19, depois que a prefeitura adotou a cloroquina no tratamento precoce da doença, em Sertãozinho, no interior de São Paulo. ”

    https://saude.estadao.com.br/noticias/geral,medicos-deixam-comite-da-covid-19-apos-prefeito-adotar-tratamento-com-cloroquina,70003373849

    Por isso a Europa tem de erguer a cabeça e seguir em frente sem esmorecer. Os resultados virão rapidamente e o boicote cairá no vazio.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome