Governadores e prefeitos devem indenizar comerciantes, diz Bolsonaro

Bolsonaro é contrário ao isolamento nacional e crítico de prefeitos e governadores que decretaram o fechamento de serviços não essenciais

Jornal GGN – Jair Bolsonaro disse nesta sexta (27) que governadores e prefeitos que fecharam serviços não essenciais durante a epidemia de coronavírus podem ter de indenizar os comerciantes afetados.

Ele disse: “Tem um artigo na CLT que diz que todo empresário, comerciante, etc, que for obrigado a fechar seu estabelecimento por decisão do respectivo chefe do Executivo, os encargos trabalhistas, quem paga é o governador e o prefeito, tá ok?”

Na CLT, o artigo 486 diz que “no caso de paralisação temporária ou definitiva do trabalho, motivada por ato de autoridade municipal, estadual ou federal, ou pela promulgação de lei ou resolução que impossibilite a continuação da atividade, prevalecerá o pagamento da indenização, que ficará a cargo do governo responsável.”

Porém, segundo reportagem da Folha de S. Paulo, como a COVID-19 é responsável por um estado de calamidade pública, o artigo da CLT citado por Bolsonaro não será facilmente aplicado sem um debate antes.

Bolsonaro é contrário ao isolamento nacional e crítico de prefeitos e governadores que decretaram o fechamento de serviços não essenciais. Ele tem dito que os governantes estão prejudicando a economia.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

9 comentários

  1. “We may be destroyed, but if we are, we shall drag a world with us – a world in flames”.

    Adolf Hitler

    O Bolsonaro quer que os Idosos se explodam a fim de aliviar o sistema de saúde e o sistema previdenciário e, dessa forma, ele possa abofelar mais cascai

    Cadê o Queiroz?

  2. Bolsonaro tem falado tanta besteira que ninguém mais tem paciência para analisar as suas falas. Riem, debocham, fazem troças e piadas. Com isto, ele acaba se afirmando como uma figura folclórica, o que é péssimo, pois há muita gente que gosta de figuras folclóricas. Vide Enéas, Tiririca, etc.
    Em seu último pronunciamento, ele fez uma manifestação extremamente nazista, sem que ninguém tivesse o ânimus de apontar. Quando ele diz que tem histórico de atleta (o que não é verdade), e por isto a “gripezinha” não o atinge, ele está fazendo uma declaração segregacionista. Está a afirmar que os atletas, os fortes, os arianos, sobreviverão. Neste mesmo contexto, pouco se importa com os fracos, com os deficientes, com os portadores de patlogias, com os vulneráveis. Por esta forma de pensamento dele, “este tipo de gente” não tem importância alguma e pode morrer. Na ideia do nazista, a atual crise pode se comportar como um fator de “depuração”, em que sobreviverão “os melhores”.
    Já passou da hora de parar de fazer piada com as palavras deste insano e denunciar para a sociedade o ser asqueroso que ele é.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome