Hans River na mira da CPMI das Fake News

Relatora faz pedido de investigação contra depoente; parlamentares acreditam que ele mentiu após negar repasse de documentos sobre operação a jornalista

Hans River do Rio Nascimento, suspeito de falso testemunho e na mira da CPMI das Fake News. Foto: Reprodução/TV Câmara

Jornal GGN – A deputada Lídice da Mata (PSB-BA), relatora da comissão parlamentar mista de inquérito (CPMI) das Fake News, encaminhou pedido de investigação contra Hans River do Rio Nascimento, o ex-funcionário de uma empresa acusada de usar CPFs para disparar material eleitoral durante a campanha de 2018.

Segundo informações do jornal Correio Braziliense, a solicitação encaminhada à Procuradoria Geral da República pede apuração por suspeita de falso testemunho, uma vez que River é acusado de mentir em seu depoimento à comissão, na última terça-feira.

Parlamentares acreditam que ele mentiu após negar o repasse de documentos sobre a operação à jornalista Patrícia Campos Mello, do jornal Folha de São Paulo. Ela foi a primeira a mostrar o envolvimento de empresas no esquema de envio de mensagens favoráveis à candidatura de Jair Bolsonaro.

Hans também causou indignação ao dizer que a jornalista se insinuou sexualmente para obter as informações.

Ao mesmo tempo, um parlamentar disse que, nos bastidores, os membros da CPI estranharam a relação de Hans com a bancada do PSL, “que se colocava favorável a tudo que ele fazia”, o que sinalizou uma possível articulação.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  ESTREIA: Último episódio da série "Lava Jato Lado B" expõe a indústria do compliance

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome