IPCA-15: em setembro, o vilão foi a gasolina; mas apenas em setembro

calculando o peso de cada setor nos gastos finais, a alta maior foi no grupo Transportes, com 0,16 pontos do IPCA de 0,45.

IPCA-15: em setembro, o vilão foi a gasolina

Acompanhe os gráficos: na variação nominal, as maiores altas foram em Artigos de Residência e Transportes.

Mas calculando o peso de cada setor nos gastos finais, a alta maior foi no grupo Transportes, com 0,16 pontos do IPCA de 0,45.

Vamos analisar, então, o que pesou nos Transportes. Transportes Públicos e Veículos Próprios se anulam, com baixo impacto. Sobra combustíveis.

E aí se chega ao vilão Gasolina.

Mas quando se analisa desde fevereiro, percebe-se que o efeito-gasolina foi negativo sobre a inflação.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Alimentos respondem pela alta total do IPCA-15 desde fevereiro

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome