Juízes cobram investigação e possível expulsão de Sergio Moro da Ajufe

"Nos afigura inadequado, como sugerem determinadas mensagens publicadas [pelo Intercept], que a Ajufe possa ter sido utilizada para tentar influenciar a opinião pública ou mesmo defender o mérito de decisões judiciais"

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – Magistrados que fazem parte da Ajufe (Associação dos Juízes Federais do Brasil) apresentaram nesta segunda (24) um pedido de instauração de processo administrativo disciplinar contra Sergio Moro e eventual exclusão do “herói” da Lava Jato dos quadros societários da instituição.

Os juízes querem que Moro seja punido caso fique comprovado, no procedimento investigativo, que a Ajufe foi utilizada para os fins políticos da Lava Jato.

Em conversas divulgadas pelo Intercept Brasil neste mês, Moro apareceu discutindo com Deltan Dallagnol a possibilidade de acionar a Ajufe para defender a Lava Jato de uma manifestação feita pelo PT.

Um dia após esse vazamento vir à tona, a cúpula da Ajufe informou que pediu investigação sobre a interceptação ilegal que teria resultado no dossiê do Intercept.

Agora, juízes pedem que a Associação se debruce sobre a postura questionável de Moro.

“Nos afigura inadequado, como sugerem determinadas mensagens publicadas [pelo Intercept], que a Ajufe possa ter sido utilizada para tentar influenciar a opinião pública ou mesmo defender o mérito de decisões judiciais”, afirmaram.

Para os signatários da reclamação, a “categoria de sócio benemérito”, na qual Moro foi enquadrado em 2018, “pressupõe que o homenageado tenha contribuído com serviços relevantes à Ajufe. Mas “a confirmação da prática de tais condutas impede a homenagem ou o título honorífico”, “sob pena de comprometimento da credibilidade da Associação e do próprio Poder Judiciário perante a sociedade.”

“Requeremos, dessa forma, a abertura de processo administrativo disciplinar, com
rigorosa observância do contraditório e da ampla defesa, com vistas à apuração interna dos fatos relatados. (…) se configurado o desrespeito ao Estatuto e o prejuízo moral causados à Ajufe, ao Poder Judiciário e ao Estado Democrático de Direito, requeremos a exclusão do quadro social da Ajufe do sócio benemérito Sérgio Fernando Moro”, diz o documento (leia, abaixo, em anexo).

Os juízes também defenderam que as atividades associativas e participação de Moro na Lista Ajufe sejam suspensas a partir do momento em que a representação for recebida.

CRÍTICAS A MORO

Os juízes também afirmaram no pedido que as condutas de Moro expostas pelo Intercept, “caso confirmadas, são totalmente contrárias aos princípios éticos e às regras jurídicas que devem reger a atuação de um magistrado, pois quando um juiz atua de forma parcial, chegando ao ponto de confundir sua atuação com a do órgão acusador, a credibilidade do Poder Judiciário é posta em xeque.”

Confira:

Ajufe - Sergio Moro

Caro leitor do GGN,

Abrir caminhos para privatizar a aposentadoria do povo é a principal agenda de Paulo Guedes na reforma da Previdência.

Estamos em campanha para financiar uma série de reportagens especiais e um documentário sobre Previdência Social, tomando o exemplo da capitalização no Chile como ponto de partida para discussão.

Para ajudar o GGN a contar essa história, clique aqui.

10 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Sônia regina piassa

- 2019-06-25 13:30:39

No cavalo de Tróia não havia ninguém montado, eles estavam dentro. Horripilante o capitão do mato que tomou o Brasil pra si, hj dia 25 de junho liberou mais 44 agrotóxicos e agora são 202, não tem limites mais dos males que estão nos causando.

Zé Sérgio

- 2019-06-25 10:50:50

Derrubaremos Moro e continuaremos com AJUFE?! 'A Velha Política, o Estado Fascista' não se emenda mesmo !!! E não Nos fazem um favor se implodindo. Teremos que ser Nós mesmos, a fazer isto pelo Brasil.

Laercio junior

- 2019-06-25 10:07:49

Você deve torcer pro Moro como se fosse um time de futebol e odiar o outro lado como se fosse um corinthiano falando do Palmeiras... Analisa c a razão e veja se não tem nada de anormal...

Jane Aparecida Oliveira Barreto

- 2019-06-25 07:54:33

Está bem evidente a conspiração...de todos os lados, conspiração ...

Joaquim junior

- 2019-06-25 07:37:24

Mais politicagem do que justiça uma vergonha para AJUFE agindo como órgão acusador e nao defensor de seus membros igual a OAB

- 2019-06-25 07:26:38

Infelizmente vivemos no Brasil das panelas democracia no Brasil é abstrata é só faças

AC

- 2019-06-25 03:19:10

Bobagem!! Não sabem o que é sabotagem? Até agora nada de anormal.

peregrino

- 2019-06-24 23:45:51

em tempo... há pelo menos 3 mil anos

peregrino

- 2019-06-24 23:43:27

Coisa que se alerta há pelos 3 mil anos... nunca abra a sua porteira para alguém que vem montado num cavalo de Tróia

C.Poivre

- 2019-06-24 23:16:28

Poucos comentaram mas a mim chamou a atenção a referência à AJUFE nos diálogos revelados pelo Intercept que deixam a entidade numa posição bastante desconfortável, como se fosse um mero instrumento de suporte de toda a farsa judicial conspirativa protagonizada pelo ex-juiz de Curitiba. Ainda bem que a Associação decidiu tomar estas providências para restabelecer sua credibilidade.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador