Lewandowski libera mais dois jornalistas e uma TV para entrevistar Lula

"Ainda que se encontre em execução antecipada da pena, [Lula] não pode ter seus direitos fundamentais restringidos pelo Estado, dentre eles a liberdade de expressão", diz ministro

Jornal GGN – O ministro do Supremo Tribunal Federal Ricardo Lewandowski autorizou que mais dois jornalistas e uma emissora de TV a entrevista o ex-presidente Lula, que está preso em Curitiba há mais de um ano.

Nesta quinta (26), Lula falou pela primeira vez à imprensa desde que foi obrigado a cumprir provisoriamente a pena do caso triplex. Os jornalistas Monica Bergamo (Folha) e Florestan Fernandes Jr. (El País) esperaram quase 8 meses o trâmite na Justiça até que o Supremo, enfim, suspendeu a censura ao petista.

O jornalista Glenn Grenwald, do site The Intercept Brasil, e Eleonora de Lucena, do Tutaméia, conseguiram decisão de Lewandowski no dia 24 de abril.

A TVT também tem permissão para entrevistar Lula. Na decisão, o ministro anotou que “ainda que se encontre em execução antecipada da pena, [Lula] não pode ter seus direitos fundamentais restringidos pelo Estado, dentre eles a liberdade de expressão.”

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Bolsonaro trata PF como Ministério e diz "quem manda sou eu"

7 comentários

  1. O Lula lembrando que enquanto no governo o Brasil foi chamado para reuniões importantes do G8, o Bolsonaro é rejeitado até por restaurantes em NY foi um tombo na família Bolsonaro. E o duplo pisão na globo e no Dallanhol (criança esperança do Dallanhol)?

  2. Já tive oportunidade de ver meu país em melhores dias… A História é implacável e o tempo mostrará a todos quem está falando a verdade. Fico feliz em ver que a Justiça volta a exercer o seu papel fundamental que é assegurar que o Direito de um termina exatamente onde começa o Direito do outro

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome