Ministro da Saúde diz que intoxicação por agrotóxicos ocorre por mau uso

Para Henrique Mandetta, contaminação só acontece porque pessoas ‘não lavam as mãos' ao manusear produtos

Foto: Reprodução/Ministério da Saúde

Jornal GGN – A intoxicação por agrotóxicos só ocorre devido ao mau uso dos produtos, uma vez que as pessoas não leem as informações de uso e não lavam as mãos após a manipulação. A afirmação foi feita pelo ministro da Saúde, Henrique Mandetta, durante audiência na Câmara dos Deputados.

“A principal causa de intoxicação é porque as pessoas não lavam as mãos após manipular [o agrotóxico]”, disse. “Há manipulação de pesticidas dentro de casa, o que não deveria ser utilizado [dentro dos domicílios]”, afirmou o ministro, segundo informações do portal Huffington Post, ressaltando que a pasta detectou que 74% das pessoas não leem as informações de uso do produto.

Mandetta também argumentou que a regulamentação brasileira exige capacitação das pessoas que compram agrotóxicos, mas que isso não acontece entre os pequenos produtores – ressaltando que muitos não seguem as recomendações de uso e sequer usam máscaras ou outros equipamentos de segurança. “O mau uso é endêmico”, disse.

Para o ministro da Saúde, a diferença entre o remédio e o veneno é a dose administrada, e usou o consumo de água como exemplo – segundo ele, até o excesso de água pode levar à morte por insuficiência renal.

O debate também contou com a presença da ministra da Agricultura, Tereza Cristina, e dos deputados Ivan Valente e Felipe Carreras, que fizeram o requerimento para a audição.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

1 comentário

  1. A ignorância não apenas venceu, como ainda se dispõe a nos dar lições: a pueril explicação do Ministro de Estado da Çaúde, só pode ser uma crítica velada aos ignorantes que elegeram seu chefe, afinal, 100% não leram o rótulo que esta pespegado em Bolsonaro, há muito tempo: utilize EPI, lave as mãos e olhos, entre outros. O resíduo biológico ambulante que constitui o presidente, atrai como imã estas explicações leves, como a ausência de fiscalização para a emissão de receituários agronômicos; sim, a teimosia do agricultor em não atender às especificações do receituário e embalagem; a despreocupação com o descarte das embalagens. Mas se eles são os causadores da desgraça própria, pior ao submeterem outros a sua irresponsabilidade, mais grave ainda, quando um mentecapto acredita que “basta lavar as mãos” ao invés de seguri as emdidas recomendadas, aí sim, por especialistas. Viva a ignorância!!!

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome