Moro corre o risco de perder comando da Polícia Federal com mudança de Bolsonaro

Bolsonaro acabará esvaziando os poderes de Moro novamente, se prosseguir com o plano de recriar o Ministério da Segurança

Jornal GGN – A ideia de Jair Bolsonaro de recriar o Ministério da Segurança e entregá-lo a um aliado do DEM acabará esvaziando, novamente, os poderes de Sergio Moro. E, dessa vez, o ex-juiz da Lava Jato ainda corre o risco de perder o controle sobre a Polícia Federal.

Pelos planos até então comentados por Bolsonaro, a ideia é criar o Ministério da Segurança e entregar a Alberto Fraga, do DEM. Moro ficaria com o Ministério da Justiça. Há expectativa de que a configuração seja a mesma do governo Temer, ou seja, a PF ficará sob o comando da Segurança.

Se isso ocorrer, com uma jogada só, Bolsonaro tira não só a PF da alçada de Moro, mas também a sua principal bandeira até agora: os setores responsáveis pela queda nas taxas de homicídios e outros crimes.

Nesta quinta (23), Bolsonaro disse que Moro era para ter ficado, desde o início, apenas com a Justiça. “Tanto é que, quando ele foi convidado, não existia ainda essa modulação de fundir com o Ministério da Segurança”, comentou.

Bolsonaro justificou a medida dizendo que recebeu “demanda” de toda a sociedade, incluindo prefeitos, governadores e secretários de segurança.

“Isso é estudado. Estudado com o Moro. Lógico que o Moro deve ser contra, mas estudado com os demais ministros”, afirmou.

Em 2019, Moro já sofreu uma grande derrota, quando perdeu o controle do antigo Coaf, hoje subordinado ao Banco Central.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Manchetes dos jornais dos EUA

2 comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome