Moro se impõe sobre MP e PF para defender Bolsonaro de caixa 2

Na mensagem disparada no Twitter, Moro diz que Bolsonaro "fez a campanha mais barata da história", como se isso fosse defesa para suposto uso de caixa 2

Jornal GGN – O ministro da Justiça Sergio Moro saiu em defesa de Jair Bolsonaro neste domingo (6), depois que a Folha de S. Paulo publicou reportagem mostrando que o presidente pode ter sido, na visão da Polícia Federal, beneficiado pelo caixa 2 do PSL em Minas Gerais.

Para defender o presidente, Moro se impôs não apenas sobre a PF, mas também sobre o Ministério Público, numa tentativa de desautorizar o uso de informações do inquérito pela Folha.

Na mensagem disparada no Twitter, Moro diz que Bolsonaro “fez a campanha mais barata da história”, como se isso fosse defesa para suposto uso de caixa 2. Na sequência, o ministro acrescentou: “Nem o delegado, nem o Ministério Público, que atuam com independência, viram algo contra o PR [presidente] neste inquérito de Minas. Estes são os fatos.”

Segundo a reportagem da Folha, no inquérito da PF consta os investigadores concluíram que o PSL em Minas Gerais desviou verba eleitoral (portanto pública) carimbada para uso exclusivo de campanhas femininas e abasteceu, com estes recursos, outros candidatos.

Uma planilha de pagamentos e o depoimento de um investigado indicam que Bolsonaro foi beneficiado pelo esquema, assim como o ministro do Turismo Marcelo Álvaro Antônio, estrela do “laranjal” do PSL.

O valor destinado para Bolsonaro teria sido pequeno: de R$ 4 mil “por fora”, sendo que outros R$ 1 mil teriam sido gastos com nota fiscal.

Bolsonaro declarou à Justiça Eleitoral que gastou pouco mais de R$ 2,4 milhões em sua campanha presidencial.

9 comentários

  1. “Nem o delegado, nem o Ministério Público, que atuam com independência, viram algo contra o PR [presidente] neste inquérito”
    Só o juiz viu!
    O “TRIPEC” pertencia à OAS e estava “grampeado” no Registro de Imóveis pela CEF como garantia de empréstimo!
    Estes são os fatos.

  2. De 4mil em 4mil o caixa2 enche o cofrinho e vai bem além dos parcos 2.4 mi declarados.
    Mas nem e esse o grande problema e, como é sabido, apressado come cru. Afinal, ao insinuar que “nem delegado nem ministerio público teriam detectado irregularidades” não teria o sr moro insinuado conhecer detalhes de uma investigação sigilosa?

  3. Sei que estamos em tempos difíceis para a expressão, mas vou me arriscar…o Sergio está mais para Sérgio bobo…do que para outra coisa qualquer…e falei!

  4. Lembra cabeça ou testa de ponte…
    muito usada para segurar a barra dentro de qualquer território inimigo

    e se procurarem direitinho, encontrarão uma em cada um dos que ainda não foram completamente aparelhados, digo, ocupados

  5. “Depois, Moro sorriu docemente e perguntou ao patrao: “ja ta na hora de beijar o centro das suas nadegas de novo? Deixe me colocar o baton cor de rosa perfeito pra contrabalancear o maron do seu dia-sim, amado mestre.”

    “Zeh fini.”

    • rs……………com as novas investigações, Moro nem faz ideia da toxicidade que um pum inesperado pode ter…………………………..

      ou sabe e exatamente por saber já está providenciando filtros pro nariz e lança perfumes

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome