Mourão ironiza Leonardo DiCaprio e diz que Amazônia ‘não está queimando’

Vice-presidente rebate críticas de ator e diz que queimadas na floresta ocorrem em ‘área humanizada’; região bate recorde de focos de incêndio em julho

Foto: Reprodução

Jornal GGN – O vice-presidente Hamilton Mourão declarou nesta quarta-feira que as queimadas registradas na Amazônia ocorrem no que ele chamou de “área humanizada”, e ironizou as recentes declarações do ator norte-americano Leonardo DiCaprio sobre a preservação da região.

“(Existe) Muita desinformação sobre a Amazônia. Uma primeira coisa que tem que ficar clara: onde ocorre queimada na Amazônia é naquela área humanizada. A floresta não está queimando”, disse Mourão, segundo informações do jornal O Globo. “E, no entanto, a imagem que é passada para o resto do Brasil e para a comunidade internacional é que tem fogo na floresta. E não adianta mostrar o mapa da Nasa, o mapa do Inpe, que a turma não aceita o dado”.

O vice-presidente também falou das críticas de DiCaprio, convidando o ator a fazer uma “marcha” na floresta para ver que a região não é uma “planície”. Recentemente, o ator publicou em sua conta na rede Instagram dados sobre o aumento de queimadas na Amazônia e que, mesmo com o aumento da pressão internacional, o presidente Jair Bolsonaro duvidou da gravidade das informações, sob a alegação de que as comunidades indígenas e os opositores eram responsáveis.

Enquanto Mourão fala que as queimadas na Amazônia estão em áreas restritas, a região apresentou recorde de focos de incêndio em julho: foram 1.007 pontos de calor incluídos no sistema de monitoramento do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o maior resultado para o mês em 15 anos, e dados incompletos sinalizaram um número de focos 14,5% maior ante o mesmo mês de 2019.

 

Leia Também
Governo propõe mais recursos à Defesa do que Educação em 2021
O vírus da desigualdade, por José Lorenzato de Mendonça
Ano escolar é flexibilizado, mas Bolsonaro veta apoio federal para redes de ensino
Banco Mundial: Covid-19 empurra as nações mais pobres ‘da recessão para a depressão’
MPF colocará Flávio Bolsonaro e Paulo Marinho frente a frente em acareação

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora