Novo chefe da Polícia Federal, Ramagem é íntimo de Carlos Bolsonaro

O deputado federal Marcelo Freixo comentou a relação promíscua e disse que está com uma ação judicial pronta para contestar a nomeação

Jornal GGN – Alexandre Ramagem, escolhido por Jair Bolsonaro para substituir Maurício Valeixo no comando da Polícia Federal, é amigo pessoal do filho Carlos Bolsonaro, implicado no inquérito das fake news. A informação sobre a investigação e a foto que atesta a intimidade foram divulgadas na tarde deste sábado (25) pela Folha de S. Paulo.

O deputado federal Marcelo Freixo (PSOL) comentou a relação promíscua e disse que está com uma ação judicial pronta, aguardando a nomeação de Ramagem no Diário Oficial, para contestá-la.

“Será que ainda precisa desenhar? Esse aí [na foto, circulado de roxo] é o Alexandre Ramagem passando o réveillon com o Carluxo. É esse amigo íntimo da família que Bolsonaro quer colocar na chefia da Polícia Federal. Não permitiremos. A PF não pode ser transformada numa guarda pessoal do presidente”, disse o deputado.

Ramagem era chefe da Abin desde julho do ano passado. Sua ascensão à direção-geral da PF ocorre depois que Bolsonaro exonerou Valeixo, provocando a saída de Sergio Moro do Ministério da Justiça.

O ex-juiz caiu atirando: afirmou que a intenção de Bolsonaro é interferir na PF para ter acesso a informações privilegiadas sobre inquéritos em andamento, sobretudo os que estão no Supremo Tribunal Federal, envolvendo o gabinete do ódio (e eles apontam para Carlos Bolsonaro) e outras ações nos tribunais do Rio de Janeiro e Pernambuco.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora