O caso do repórter que divulgou sigilo policial

Da Folha.com

Procurador critica ‘alarde’ sobre indiciamento de repórter 

DE SÃO PAULO

O procurador do Ministério Público Estadual de São Paulo, Álvaro Stipp, publicou nesta quinta-feira nota em que defende o indiciamento do repórter Allan de Abreu, do “Diário da Região”. Ele nega que tenha se tratado de cerceamento da liberdade de imprensa.

Abreu foi indiciado após publicar duas reportagens com dados obtidos por meio de escutas telefônicas feitas pela polícia na Operação Tamburutaca.

A operação investiga um esquema de corrupção de fiscais do Ministério do Trabalho suspeitos de exigir propina para livrar empresários de multas trabalhistas.

Segundo Stipp, a divulgação prejudicou as investigações, que correm em segredo judicial porque a operação envolve um número grande de envolvidos de “influência econômico social” e para “garantir que ela alcançasse de forma efetiva e contundente a verdadeira extensão dos responsáveis e aprofundamento na aferição das condutas de cada um deles”.

O procurador afirmou ainda que “o alarde que se faz sobre o indiciamento do jornalista não possui fundamento” porque indiciamento “não é acusação”.

De acordo com Stipp, Abreu não foi indiciado porque se recusou a revelar sua fonte, mas porque ele quebrou o segredo judicial e, portanto, agiu contra a lei.

“Entendo a liberdade de imprensa como imprescindível ao fortalecimento da democracia”, disse Stipp. Ele acrescentou ainda que “a liberdade de imprensa não é absoluta. Sofre restrições de ordem legal, assim como todos nós também sofremos restrições de ordem legal visando o convívio pacífico e a garantia do exercício de nossas liberdades”.

Leia também:  Chile terá plebiscito sobre nova Constituição

http://www1.folha.uol.com.br/poder/937264-procurador-critica-alarde-sobre-indiciamento-de-reporter.shtml

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome