O que a Espanha decidiu fazer para lidar com o coronavírus

A Espanha, que inicialmente não fez muito para reagir ao surto, mudou de curso nesta semana

Foto: Reuters

Por Belén Carreño e Ingrid Melander

Espanha anuncia pacote para lidar com “tsunami” do coronavírus

Da Reuters

A Espanha anunciou nesta quinta-feira medidas para lidar com o impacto econômico da epidemia de coronavírus, que os hoteleiros do país descreveram como um “tsunami” que ameaça a sobrevivência de seu negócio.

Recursos serão encaminhados a autoridades de saúde central e regionais, os preços de remédios e equipamentos médicos serão reduzidos e o setor turístico também receberá auxílio financeiro.

Mas há pouco dinheiro novo no pacote de 18 bilhões de euros anunciado pelo primeiro-ministro, Pedro Sánchez, e parte do montante já contingenciado simplesmente será adiantado.

O grosso do pacote almeja permitir que pequenos negócios façam pagamentos de impostos parcelados ou atrasados ao longo dos próximos seis meses.

“Estes são momentos difíceis, mas os superaremos”, disse Sánchez em uma coletiva de imprensa. “Superaremos isso com união e responsabilidade de todos.”

A Espanha, que inicialmente não fez muito para reagir ao surto, mudou de curso nesta semana depois que as infecções dispararam, ordenando uma proibição de voos vindos da Itália, desaconselhando viagens domésticas e internacionais e fechando algumas escolas.

O total de mortes de coronavírus no país subiu para 84 nesta quinta-feira, um aumento de quase 80% em relação ao dia anterior. A Espanha só fica atrás da Itália em número de casos da doença na Europa.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  MPF pede multa de R$ 500 mil à União caso governo desrespeite recomendações da OMS

1 comentário

  1. Uma diferença grande, foi que a China (no que pese a submissão popular às determinações impostas por seu governo) conseguiu determinar uma quarentena em uma região e população imensa. Isto foi determinante no controle à propagação e tratar dos casos (até onde se sabe).
    Isto é mostrado pela progressão atual dos casos no mundo:
    em 22/01 > China, 31 novos casos – outros países, 0 casos – mortes 0
    pico na China (05/02) > China, 3893 novos casos – outros países, 32 casos – mortes 66
    há um mês (13/02) > China, 1820 novos casos – outros países, 6 casos – mortes 254
    um mês após o pico na China (05/03) > China, 143 novos casos – outros países, 2098 casos – mortes 84
    ontem (12/03) > China, 26 novos casos – outros países, 6703 casos – mortes 321

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome