Ornette Coleman em “Lonely Woman”

Faz quase duas semanas que ele partiu. Na noite desse dia fiquei lendo sobre a sua vida e a sua morte. Ao mesmo tempo, ouvindo seus álbuns suas músicas. Só assim, me aprofundei na sua obra, ao longo da madrugada. Nos dias recentes, a música “Lonely Woman” vem me acompanhando.

 

https://www.youtube.com/watch?v=DNbD1JIH344 align:center]

 

Aqui no GGN, Ornette foi muito bem homenageado no post  do Henrique Torres (http://jornalggn.com.br/comment/667525#comment-667525).

Apenas acrescentaria que Ornette Coleman era a própria liberdade, não apenas em relação ao Free Jazz, mas a intensidade de buscar novos caminhos, para onde a música pudesse carregá-lo.

Essa liberdade, ele desejava também para as pessoas, numa sociedade mais livre. Naqueles conturbados anos do final dos 60, grava o álbum “Crisis”, destaque para “Song For Che”, do baixista Charlie Haden.

 

[video:https://www.youtube.com/watch?v=d1Jyt8Cx5ls align:center

 

Sonhar com liberdade e solidariedade combatem a solidão.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Donald Trump piscou, traiu seus radicais, em um ensaio do que será Bolsonaro amanhã, por Luis Nassif

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome