Pandemia avança e preços seguem em alta, mas Guedes programa férias

Ministro da Economia terá férias de 18 de dezembro a 08 de janeiro de 2021, deixando para trás uma série de assuntos pendentes – como o Orçamento 2021

Paulo Guedes, ministro da Economia. Foto: Marcos Corrêa/PR

Jornal GGN – O ministro da Economia, Paulo Guedes, terá 22 dias de férias já autorizadas pelo presidente Jair Bolsonaro e publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (11/12), em meio à paralisia da agenda econômica, à sucessiva alta de preços e ao avanço da pandemia de covid-19.

O mais recente exemplo sobre a paralisação das medidas econômicas pode ser visto no andamento do pacote fiscal para controlar despesas públicas, que era considerado uma prioridade da equipe do governo, mas que entrou na geladeira e só deve voltar ao debate em 2021.

Outros pontos que só serão discutidos no próximo ano são o Orçamento de 2021 – e o governo só poderá gastar 1/12 avos do previsto por mês enquanto texto não for aprovado -, o PLDO (Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias), que está estacionado no Congresso desde abril, a reforma tributária e a reforma administrativa.

Em meio a tal paralisação, os casos de coronavírus não param de avançar no Brasil e os governadores e prefeitos voltam a cogitar o fechamento de atividades para conter o avanço da pandemia – o discurso oficial é de que não existe risco de suspensão, mas isso também foi dito em março e a adoção de medidas restritivas forçou o governo federal a criar o auxílio emergencial. As informações são da Folha de São Paulo.

 

Leia Também
Governo projeta déficit primário de R$ 232 bilhões em 2021
Corte em incentivos fiscais deve ser apresentado ainda neste ano
Taxa de juros é mantida em 2% na última reunião do ano
Com atraso, novo Fundeb só terá início em abril de 2021
Corte em incentivos fiscais deve ser apresentado ainda neste ano
Bolsonaro ainda aposta em crescimento econômico para garantir reeleição

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora