Pazuello abrirá caminho para que compradores da vacina sejam questionados por efeitos colaterais

O general Eduardo Pazuello tem dito a aliados que vai elaborar uma MP (Medida Provisória) para "dar segurança jurídica"

Foto: Agência Câmara

Jornal GGN – O general Eduardo Pazuello tem dito a aliados que vai elaborar uma MP (Medida Provisória) para “dar segurança jurídica” a contratos do governo com fornecedores de vacina contra o novo coronavírus.

Segundo o Painel da Folha, a intenção de Pazuello é “criar o arcabouço para que o comprador no Brasil possa ser questionado por eventuais efeitos colaterais.”

O presidente Jair Bolsonaro, que tem desestimulado a vacinação, inclusive sugerindo que as pessoas podem ter alterações graves, tem dito reiteradamente que o governo federal não vai se responsabilizar em caso de efeitos colaterais.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

1 comentário

  1. Quem vai querer nos vender vacina com tais exigência?
    Se o congresso ou STF não barrar a MP no nascedouro, adeus vacina.
    Mas é exatamente para isso que a MP será criada, o que o governo nos pergunta em meio a pandemia é: “Como podemos te FuD hoje?”

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome