PF intimida Ciro Gomes por críticas a Bolsonaro

Ex-governador se manifestou sobre o caso em suas redes sociais e disse considerar grave a tentativa de Bolsonaro de "intimidar" opositores e adversários

Reprodução

Jornal GGN – A Polícia Federal instaurou um inquérito contra ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT) por suposta prática de crime contra a honra de Jair Bolsonaro (sem partido). O político criticou o mandatário durante uma entrevista, concedida à Rádio Tupinambá em novembro do ano passado, e o chamou de ladrão.

“Qual foi o serviço do Moro no combate à corrupção? Passar pano e acobertar a ladroeira do Bolsonaro. Por exemplo, o Coaf, que descobriu a esculhambação dos filhos e da mulher do Bolsonaro, que recebeu R$ 89 mil desse [Fabrício] Queiroz, que foi preso e é ladrão, ladrão pra valer, ligado às milícias do Rio de Janeiro. E onde estava o senhor Sérgio Moro? Acobertando”, disse Ciro na ocasião.

O pedido de investigação foi assinado pelo próprio Bolsonaro, por meio da Subchefia de Assuntos Jurídicos da Secretaria-Geral da Presidência e encaminhado ao ministro da Justiça, André Mendonça.

Ciro se manifestou sobre o caso em suas redes sociais e disse considerar grave a tentativa de Bolsonaro de “intimidar” opositores e adversários.”Particularmente não ligo para esse ato contra mim, mas considero grave a tentativa de Bolsonaro de intimidar opositores e adversários. Entendo que é um ato de desespero de quem vê sua imagem se deteriorar todos os dias pela gestão criminosa do Brasil na pandemia”, escreveu no Twitter.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora