PORQUE A DILMA É A MELHOR OPÇÃO!

DILMA TAMBÉM APOIA A DEMOCRACIA DIRETA!

I – Vejam suas realizações, para trazer MAIS DEMOCRACIA ao Brasil:

1) PLEBISCITO NACIONAL

Foi ela quem articulou o plebiscito, que poderá ser votado em breve:

http://g1.globo.com/politica/noticia/2013/08/partidos-apresentam-projeto-de-plebiscito-para-reforma-politica.html

http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/fichadetramitacao?idProposicao=589488

2) DECRETO PARTICIPATIVO

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2014/Decreto/D8243.htm

Sozinho ninguém faz nada, não adianta elegermos uma boa presidenta, se não elegermos deputados e senadores da mesma qualidade…

Por isso, não importa o seu partido, dê preferência para candidatos novos, não reeleja os que aí estão. Salvo quem comprovadamente luta por nossa efetiva democratização.

3) PLEBISCITO POPULAR PELA CONSTITUINTE EXCLUSIVA DA REFORMA POLÍTICA

Embora esse seja um plebiscito informal, e não tenha a mesma força de um plebiscito legal; será uma forma de pressionar os deputados e senadores, para a criação de uma Constituinte exclusiva para a reforma política. O que é bem vindo, e está em sintonia com os protestos de 2013.

https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=ae2MB0dhMTo

http://www.plebiscitoconstituinte.org.br/o-que-é-o-plebiscito-pela-constituinte

Foram quase 2 milhões de apoios à Constituinte exclusiva apenas na internet, mais de 95%.

4) PLANO DE GOVERNO DA DILMA COM MAIS DEMOCRACIA:

“Precisamos oxigenar o nosso sistema eleitoral , definindo regras claras de financiamento. O cidadão deve ter mecanismos de controle mais abrangentes sobre os seus representantes, bem como mais espaços para participar das decisões do governo em todos os níveis. Mais ética, mais democracia, mais oportunidade de participar e ser ouvido. Este é um dos clamores de todos os cidadãos no Brasil e também pelo mundo a fora.”

5) UNIVERSALIZAÇÃO DA INTERNET NO PLANO DE GOVERNO:
“universalização do acesso a um serviço de internet barato, rápido e seguro … uso da Internet como ferramenta de educação, lazer e instrumento de participação popular, em especial nas decisões do governo.“

Fonte: http://divulgacand2014.tse.jus.br/divulga-cand-2014/proposta/eleicao/2014/idEleicao/143/UE/BR/candidato/280000000083/idarquivo/194?x=1405365151000280000000083

6) ESCOLA DE PERÍODO INTEGRAL: Se nossa juventude não receber uma boa formação, para desenvolver seu raciocínio crítico, e compreender a importância do processo político; não teremos o que é mais importante em nossa democracia, a PARTICIPAÇÃO!

II – COMENTÁRIOS

1) Acho que aqui ninguém é criança, nem acredita em papai noel, coelhinho da páscoa, político perfeito, e coisas do tipo. Muito menos em TVs, jornais, e revistas. Sem contar nos posts sem fontes e sem fundamento da internet. Acusações assim são feitas até pelos cotovelos no mundo político, mas sempre é bom conferir. Vejam as principais críticas à Dilma, e suas respostas:

http://globotv.globo.com/rede-globo/jornal-nacional/v/dilma-rousseff-e-entrevistada-no-jornal-nacional/3572518/

2) Como todos sabem, os programas de governo são cartas de compromisso, que podem ser inviabilizadas, caso deputados e senadores não apoiem. Ou seja,

DEPUTADO E SENADOR É MAIS IMPORTANTE QUE PRESIDENTE!

3) Não dá nem pra culpar a Presidenta pelo enterro de nossa reforma política, diante de todas as manifestações de apoio e boa vontade em relação à reforma política. No fundo os culpados somos nós mesmos, que não escolhemos bem nossos deputados e senadores. Vejam:

https://www.facebook.com/democracia.direta.brasileira/photos/a.300951956707140.1073741826.300330306769305/472102509592083/?type=3&theater

PIOR DO QUE TER VOTADO NESSES DEPUTADOS E SENADORES, É REELEGÊ-LOS EM 2014!

VOTE APENAS EM DEPUTADOS E SENADORES NOVOS!

4) Por isso a roubalheira continua. A Dilma aceitou a participação do povo no poder executivo, na tomada de decisões de seu governo. Só que os deputados e senadores não aceitam, não querem que o povo interfira em seus trambiques no Congresso. O que precisamos no Brasil para acabar com a roubalheira, é um “decreto participativo” do Congresso; mas isso só teremos, se forem eleitos deputados e senadores comprometidos com isso. Vejam a lista dos maiores inimigos da DEMOCRACIA DIRETA:

https://www.facebook.com/media/set/?set=a.353408031461532.1073741837.300330306769305&type=3

5) A roubalheira começa, quando assinamos um cheque em branco, para eles fazerem tudo o que quiserem, sem nos consultar, nem nos dar o direito de desfazer suas falcatruas ou demiti-los. Para isso, precisamos ter acesso aos instrumentos de democracia direta, e poder convocar por iniciativa popular o plebiscito, referendo, e recall (cassação de político). Saiba mais a respeito:

Leia também:  GGN Covid: Brasil passa das 90 mil mortes

https://www.facebook.com/democracia.direta.brasileira/photos/a.300951956707140.1073741826.300330306769305/314356765366659/?type=3&theater

6) Vejam quem são os principais defensores de MAIS DEMOCRACIA ao Brasil. Se alguém tiver notícia de outros nomes, que mereçam entrar na lista, por favor, entrem em contato:

https://www.facebook.com/media/set/?set=a.353345524801116.1073741836.300330306769305&type=3

7) Enfrentamos talvez a maior crise econômica, que o mundo já teve. Vejam:

http://www.onu.fr/pt/actualidade/31371-relatorio-da-onu-sobre-economia-mundial-e-perspectivas-2014recorde-historico-de-desemprego-persistira-na-europa-durante-os-proximos-dois-anos

O PIB europeu deve crescer pouco mais de 1% este ano, e o desemprego ficará em mais de 12%. Ou seja, terão quase três vezes mais desempregados, que aqui. Enquanto isso, o Brasil avançou 6 posições no ranking mundial de qualidade de vida:

http://en.wikipedia.org/wiki/List_of_countries_by_Human_Development_Index

(Não podemos fazer comparações com a época do FHC, pois os critérios de avaliação eram diferentes)

Parece que nosso governo não está tão ruim assim. Afinal, não se resolve todos os problemas de um país de uma hora para outra. Reclamar é fácil, politizar-se, e ter uma análise crítica suficiente, para compreender a fundo o problema, isso já é mais difícil.

III – POR QUE A DEMOCRACIA DIRETA?

1) Sem o acesso aos instrumentos de democracia direta, jamais acabaremos com a roubalheira:

REFERENDO: Se eles fizerem uma lei que nos prejudica, poderemos derrubá-la.

PLEBISCITO: Se acharmos, por exemplo, brechas à corrupção, poderemos propor leis para acabar com o problema;

RECALL: Se um político é apenas suspeito de corrupção (não precisa comprovar), descumpre promessas, ou desagrada ao povo, poderemos cassá-lo.

2) COMO FUNCIONA ISSO?

Plebiscitos, referendos e recalls, precisam comprovar o interesse da população no assunto. O que é feito através de abaixo assinados. Uma vez juntadas as assinaturas necessárias, as propostas com as perguntas são colocadas na mesma cédula, e votadas junto com as próximas eleições, sem custo algum ao país.

3) POR QUE RESOLVE O PROBLEMA?

Porque quando o povo participa, não tem como deputado e senador vender o voto, e aprovar medidas contra a população. Quando o povo tem direito de cassar os políticos, acaba a impunidade, e a corrupção diminui. Aí sobra mais dinheiro pra saúde, e educação; aumento de salário mínimo, aposentadorias, e funcionalismo público; tudo sem gerar inflação, como nos países desenvolvidos. A corrupção retira 120 bilhões por ano do governo, e isso não é culpa do poder executivo, mas sim dos deputados e senadores.

IV – CRÍTICAS

1) O PLEBISCITO: Essa articulação da Dilma acabará com o financiamento de empresas à campanha, e instituirá nosso direito de apresentar projetos de lei com assinaturas pela internet; mas não aborda nosso direito de convocar plebiscitos, referendos, e cassação de políticos. Ou seja, a PEC 286/2013 é um avanço muito maior, desde que reintroduzidos o direito do povo convocar referendo, e o regime de urgência das iniciativas populares. Ela deveria ter focado seus esforços, e da bancada mais democrática do Congresso, nessa PEC. Substituí-la pelo plebiscito, na prática seria até um golpe. Embora tenham sido constituídos em processos e épocas distintas.

Reparem, que embora haja uma bancada mais democrática e progressista, nenhum desses deputados apresentaram emenda à PEC 286/2013, para reintroduzir o direito do povo ao referendo, nem para dar regime de urgência às iniciativas populares de lei. E por isso precisamos trocar praticamente todos eles, colocando sangue novo no Congresso.

2) >>>>DENÚNCIA<<<<

A INICIATIVA POPULAR DA REFORMA POLÍTICA “DEMOCRÁTICA”

Existe uma reforma política no Congresso, para introduzir a LISTA PRÉ ORDENADA, retirando nosso direito de mandar os deputados pro olho da rua. Acho que essa discussão não pode ser feita antes da instituição do recall, referendo revocatório de mandato. Na lista preordenada, você não vota nos deputados, vota numa lista com a ordem de eleição escolhida pelo partido. Assim, políticos como Renan Calheiros, Maluf, Collor, Lindberg Farias, Romero Jucá, Cândido Vaccarezza, e coisas do tipo, que estão no centro das jogadas políticas contra a população, sempre estarão nos primeiros lugares da lista, e será praticamente impossível ao povo deixar de elegê-los.

Leia também:  Ministério não compra insumos, e Brasil tem mais testes armazenados do que feitos até agora

Observem que alguns deles até assinaram essa iniciativa popular de lei, que tende a perpetuá-los no poder; mas não impulsionam a PEC 286/2013, nem emendam a ela o regime de urgência das iniciativas populares, e o direito do povo convocar referendo, retirados pelo senado da PEC 03/2011. Por isso afirmamos que é preciso sangue novo Congresso.

A LISTA DOS HIPÓCRITAS!

Vejam também a lista de quem aderiu à INICIATIVA POPULAR DE LEI pela reforma política:

http://www.reformapoliticademocratica.org.br/camara-dos-deputados/

Eles se negam a reintroduzir na PEC 286/2013 o que foi retirado da PEC 03/2011, mas querem o voto em lista, para que seja praticamente impossível o povo deixar de reelegê-los. Pois assim, os caciques de cada partido é que escolherão quem será eleito. Não teremos mais o direito de eleger as melhores propostas, não votaremos mais em deputados, mas sim numa lista pré determinada pelos partidos, onde eles escolherão quem vai se eleger primeiro. Se a gente der 2 milhões de votos a um candidato, e ele não estiver no ínicio da lista, não será eleito. Isso tem nome, chama-se:

TRAIÇÃO

CONTINUISMO

FISIOLOGISMO

A iniciativa popular de lei acolhida por eles, embora traga algumas melhorias, não propõe DEMOCRACIA DIRETA, mas sim uma forma de democracia semi direta, onde algumas questões deverão ser obrigatoriamente introduzidas na legislação, através de plebiscitos convocados pelos políticos. Como não fala do nosso direito em elaborar e convocar plebiscitos, significa que essa parte não será alterada. Ou seja, continuará sendo um direito exclusivo de deputados e senadores.

Embora não seja de sua alçada, seria muito bom se a Dilma se posicionasse contra o voto em lista pré ordenada.

MANDEM EMAIL COBRANDO ISSO DA DILMA!

3) O DECRETO PARTICIPATIVO: Esse foi um grande exemplo da Dilma, mas que nem de longe é seguido pelo Congresso, inclusive por seu partido. Esse decreto é muito positivo, pois o povo poderá participar das decisões, que determinam onde serão aplicados os recursos do orçamento. Só que não é grande coisa, dizer se queremos mais dinheiro aqui, ou ali. Na DEMOCRACIA DIRETA o povo ganha um “decreto participativo do Congresso”. Isso é indispensável, para que tenhamos o direito de fechar todas as brechas deixadas por eles à corrupção. Precisamos ter direito de propor lei por iniciativa e voto popular; assim como cassar políticos.

4) PLEBISCITO POPULAR (informal) POR UMA CONSTITUINTE EXCLUSIVA: Essa proposta para a reforma política não cabe crítica alguma, é o mesmo que propomos durante as manifestações, o mesmo que foi feito na Islândia. Apenas frizamos a falta de apoio no Congresso. Ou seja, o plebiscito só é informal, porque o Congresso não quis fazer, quando a Dilma tentou articular.

5) PLANO DE GOVERNO: É positivo, porém muito vago e impreciso. Aparentemente o PT não quer se comprometer de forma efetiva com a DEMOCRACIA DIRETA, porque falar genericamente de controle sobre os eleitos e participação nas decisões, é quase nada. Pode-se alegar até que já existem mecanismos para cassar políticos, e para participação social por iniciativa popular de lei. Sem dizer exatamente o que propõe, o PT está enrolando, e não se compromete com nada nesse “plano de governo”.

6) UNIVERSALIZAÇÃO DA INTERNET: Acho que deveria dizer mais claramente o que pretende fazer, mas é um compromisso muito positivo.

Leia também:  Embaixador dos EUA trabalha pesado por tarifa zero em etanol americano

V – CLAREZA: Se quiser ganhar mais credibilidade, a Dilma precisa se comprometer de forma mais clara com a reforma política e a DEMOCRACIA DIRETA, estabelecendo isso como prioridade. Ela tem a chave do cofre, e pode ao longo do segundo mandato usá-la para negociar a aprovação da PEC 286/2013; mas mesmo assim será um processo complicado. Se não houver um comprometimento mais claro em seu programa de governo, ou em seu discurso, provavelmente seremos enrolados de novo.

Já há sinalizações claras de apoio à DEMOCRACIA DIRETA nas propostas do PLEBISCITO POPULAR PELA CONSTITUINTE, mas seria bom que o PT levantasse oficialmente essa bandeira, e deixasse bem claro o que o partido representa. Porque já tivemos comprometimento com isso anteriormente, e nada foi feito. Se foi culpa do Congresso, isso é outra história; mas seria muito importante um compromisso mais sério e claro com a questão, colocando-a como prioridade absoluta.

VI – CONCLUSÃO: Podemos até votar na Dilma, ela realmente apoiou as manifestações de rua, principalmente com a proposta de CONSTITUINTE EXCLUSIVA, encaminhada assim que os protestos começaram; mas não reelejam os atuais deputados e senadores.

NOTÍCIA VEICULADA NA ALEMANHA  APONTA 7 MOTIVOS PARA SE VOTAR NA DILMA:

http://plantaobrasil.com.br/news.asp?nID=82208&p=3

“Li nos últimos dias que a presidente do Brasil corre o risco de não ser eleita efiquei chocado com a notícia. Nos últimos 10 anos o governo atual mudou a maneira como o Brasil é visto na Alemanha. Se antes víamos apenas um país de terceiro mundo, agora nós sabemos que o Brasil é uma potência econômica.

Para os brasileiros eu diria 7 simples motivos para reeleger o atual governo.

1. Durante a crise mundial (2008-2013) a economia brasileira cresceu quase 5 vezes mais que a alemã.

2. A taxa de desemprego na alemanha duplicou durante a crise mundial enquanto a brasileira surpreendentemente abaixou. Na Itália, por exemplo, 12.3% das pessoas estão desempregadas e na Espanha 24.5%. O atual governo brasileiro protegeu o emprego das pessoas enquanto as nações europeias protegeram o dinheiro dos bancos.

3. Apesar de a Alemanha ter um bom governo, em 2014 a economia brasileira vai, de novo, crescer mais que a alemã.

4. Durante a crise mundial (2008-2014) o IDH alemão diminuiu de 0.940 para 0.911. EUA diminuiu de 0.950 para 0.914, o espanhol de 0.949 para 0.869. Enquanto as maiores economias do mundo sofreram esses efeitos, Brasil aumentou seu IDH de 0.710 para 0.744. Ainda distante do primeiro mundo? Sim. Mas no caminho certo de ascensão.

5. A desigualdade social cresceu em todos os países europeus enquanto diminuiu no Brasil. Continuando no mesmo caminho, em apenas 10 anos o Brasil alcançará o nível de desigualdade dos EUA.

6. O discurso de Roussef nas Nações Unidas inspirou o mundo inteiro contra a espionagem dos EUA. Depois disso, nossa primeira-ministra Merkel e outros líderes nacionais se pronunciaram contra Obama. Pela primeira vez um país de terceiro mundo teve coragem para enfrentar o governo estadunidense.

7. O atual governo de Lula e Roussef mudou a maneira como o Brasil é administrado. Se antes era um país de terceiro mundo trabalhando para os EUA e o mercado financeiro, hoje trabalha para as pessoas.

A alemanha tem corrupção. Na europa temos corrupção assim como nos EUA e no Brasil e, infelizmente, isso nunca vai mudar, não importa quem esteja no governo. Mas se há um país que enfrentou a crise mundial e melhorou a vida das pessoas como nenhum outro no mundo, esse é o Brasil. E isso deve ser levado em conta.

Kurt Neuer, economista

Gesucht: http://epp.eurostat.ec.europa.eu/tgm/table.do?tab=table&init=1&plugin=1&language=en&pcode=tec00115

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome