Raio X dos dados do comércio e de serviços no início da pandemia

Nos dois levantamentos, captou-se apenas parte dos efeitos do isolamento social.

As vendas do comércio recuaram 2,5% em março.

Duas observações: pega apenas parte dos efeitos do isolamento; e mostra uma enorme disparidade entre setores.

Numa ponta, houve um aumento expressivo das vendas de Hipermercados, supermercados e farmácias. Mas dos 13 setores que compõe o índice, houve alta em apenas três.

E quedas substantivas nos demais, a começar por Livros, Jornais, Revstas e Papelaria (-51%), e Tecidos, Vestuário e Calçados (-35,7%).


Aqui, as quedas por estado. no setor de Turismo.

 

 

 

 

 

 

 

Setor de serviços

No Setor de Serviços a queda foi de 6,9% em março. Mais uma vez, houve disparidade entre os diversos setores. O mais afetado foi Serviços Prestados à Família, com queda de 31,2%, seguido de Transportes, Serviços Auxiliares e Transportes e Correio, com 8,6%.

Nos dois levantamentos, captou-se apenas parte dos efeitos do isolamento social.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora