Relembre: Na campanha, Bolsonaro prometeu 1 Bolsa Família para “cada brasileiro”

Quase 2 anos depois de eleito, Bolsonaro anuncia o Renda Cidadã para substituir o Bolsa Família, sem dizer quantos brasileiros serão contemplados e com qual valor

Publicado originalmente em 11/10/2018

Jornal GGN – A página 63 do plano de governo que Jair Bolsonaro apresentou ao Tribunal Superior Eleitoral oferece como uma das soluções para a crise econômica pagar “a cada brasileiro” um valor “equivalente ou superior” ao que é transferido pelo Bolsa Família apenas para as famílias em situação de pobreza.

O plano de governo diz: “Vamos deixar claro: nossa meta é garantir, a cada brasileiro, uma renda igual ou superior ao que é atualmente pago pelo Bolsa Família”. Em linhas anteriores, a ideia fica ainda mais clara: “(…) pretendemos institutir uma renda mínima para todas as famílias brasileiras.”

A proposta de Bolsonaro copiou, no título, o “Renda Mínima” de Eduardo Suplicy, principal bandeira encampada pelo ex-senador durante sua trajetória política dentro do PT.

Em 2017, o jornalista Reinaldo Azevedo publicou um artigo criticando o fato de Suplicy “só pensar em Renda Mínima.” Um dos argumentos utilizados era o impacto negativo nas contas do governo.

“Há 200 milhões de habitantes no Brasil. Se fixarmos um valor de R$ 100 ao mês por habitante (…), o montante necessário para financiar a empreitada totalizaria R$ 240 bilhões ao ano! Isso corresponderia a 4,6% do PIB, ou a dez vezes o orçamento anual do Bolsa Família. Ainda que a ideia fosse acatada pelo governo, caberia perguntar: de onde sairiam os recursos? De mais impostos, ou de menos gastos sociais?”
Segundo dados do Ministério do Desenvolvimento Social, um beneficiário de Bolsa Família pode acumular benefícios que chegam ao teto de R$ 376.
POLÊMICAS
Após o primeiro turno, Bolsonaro insinuou nas redes sociais que não venceu a eleição porque o Nordeste opitou majoritariamente pelo candidato do PT, Fernando Haddad, com medo de perder o Bolsa Família.
O capitão reformado disse que irá manter o programa e recebeu uma sugestão do vice, General Mourão, para implementar o 13º do Bolsa Família.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora