STF realiza audiência sobre crise ambiental e climática no país

Sessões começam na segunda feira pela manhã; ação ocorre às vésperas do discurso de Bolsonaro na Assembleia Geral da ONU

Foto: Reprodução

Jornal GGN – O Supremo Tribunal Federal (STF) vai promover uma audiência pública para o debate da crise ambiental no Brasil, e as medidas contra as mudanças climáticas do planeta. O relator é o ministro Luís Roberto Barroso.

A sessão foi programada depois que quatro partidos políticos – Rede, PSol, PSB e PT – entraram com uma ação devido à pausa do Fundo do Clima, uma vez que o governo federal descumpriu o prazo e travou 82% do orçamento destinado ao combate da mudança climática.

O evento foi convocado por Barroso no final de junho, e será realizado na véspera do discurso do presidente Jair Bolsonaro na Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU), na terça-feira (22/09).

Segundo informações do portal G1, as quatro sessões começam nesta segunda-feira (21/09), às 9h, e terminam às 18h de terça-feira. Na ocasião, serão ouvidos representantes da sociedade civil, ministros e autoridades do governo, professores especialistas, ambientalistas, economistas, banqueiros e representantes do agronegócio no Brasil.

 

 

Leia Também
Bolsonaro declara guerra contra ambientalistas
Recordes de queimadas no Brasil “indicam ação criminosa e coordenada em larga escala”, diz Demétrio Magnoli
Criminoso, incêndio no Pantanal repercute na imprensa internacional

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Bolsonaro cogita banir Huawei da disputa pela rede 5G, diz site

2 comentários

  1. De tantos novos olhares que não apagaram fogo nem salvaram animais, já estou de saco cheio desses eventos simbólicos…
    mais um que, se bobear, vai negar a palavra às pessoas mais interessadas por atingidas frontalmente pelos efeitos do desvio da grana do Fundo do Clima

    mais uma propaganda pro mundo civilizado pensar que os 3 poderes atuais estão levando a sério

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome