A fase dois da operação “Boi de Piranha” começou, por Rogério Maestri

Essa fase será composta da saída de Mandetta, uma série de discursos e editoriais da imprensa golpista e o começo da verdadeira GRANDE EPIDEMIA no Brasil.

A fase dois da operação “Boi de Piranha” começou

por Rogério Maestri

Como já havia escrito há cinco dias (foi publicado no GGN dia 11, pois enviei no fim de semana), a fase dois da operação “Boi de Piranha” começou.

Se lerem o post “Boi de Piranha” verão claramente quem são os bois de piranha e qual o motivo dessa “Operação Boi de Piranha”.

Na realidade essa operação servirá para dois objetivos, livrar a população da figura ignóbil do atual ocupante da cadeira da presidência da república, colocar nas suas costas a fantástica crise sanitária e social que vamos entrar e livrar a cara da grande burguesia nacional e internacional.

O que consiste a fase dois dessa operação, a saída de Mandetta do Ministério da Saúde, a colocação de qualquer “baba ovo e estúpido no seu lugar” e preservar a imagem do grande capital (por isso o Itaú doou para ele mesmo um bilhão) salvando assim o DEM (ex-Arena) em evidência como a “direita racional”. Essa fase será composta da saída de Mandetta, uma série de discursos e editoriais da imprensa golpista e o começo da verdadeira GRANDE EPIDEMIA no Brasil. Com isso vão morrer milhares (ou mesmo centenas de milhares de pessoas) que será divulgado com o maior escândalo possível, aparecendo infectados que todos já sabem que existem e mais mortos indevidamente classificados como outras doenças.

Será um tsunami de más notícias que serão alardeadas pela grande imprensa e canais de TV e quando atingirmos um patamar macabro de mortes será oferecido ao ocupante da cadeira da presidência soluções do tipo, sofre outro atentado ou renuncia e sai do país com toda a trupe, ou tem um derrame de chumbo na cabeça e sai do país com toda a trupe ou finalmente outra coisa horrível e sai do país com toda a trupe.

Feito isso entra e ação o Vice, que apesar de ser Vice ele sabe muito bem que não mandará nada, porém como fez uma carreira completa nas forças armadas sabe muito bem do ditado:

– Manda quem pode, obedece quem tem juízo.

Após a fase dois terminada vem a três, ou seja, coloca-se o Mandetta de novo no ministério, como o país estará num caos induzido e propagandeado pela Globo, será decretado estado de qualquer coisa (sítio, emergência,….) e um toque de recolher colocando todas as forças policiais militares sobre o comando do exército. Esse estado de qualquer coisa vai servir para dois objetivos, segurar a extrema direita assim como a esquerda, sugiro aos militantes de esquerda que ocorrendo isso vão para a casa de uma tia distante para não ser pego na primeira onda.

Decretado o estado, não sei o qual, serão feitas ações mínimas de mitigação da desgraça dos mais miseráveis e baixando o cacetete em quem não quiser as benesses.

Volta-se ao trabalho e leva-se até o fim do ano com o Vice de papel de rainha da Inglaterra até normalizar um pouco e ele mesmo renunciar ou sofrer um acidente. Nesse ponto assume o presidente do congresso, que é do DEM  (ex-Arena) e daí por diante vem a quarta, a quinta e a derradeira sexta fase.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora