Carta a Ciro Gomes, FHC e Maria Osmarina da Silva, por Rui Daher

Carta a Ciro Gomes, Fernando Henrique Cardoso e Maria Osmarina da Silva

por Rui Daher

Diz a lenda vocês serem democráticos, mantidas certas nuances, de passado e presente de esquerda, por assim se comportarem na política.

Pois bem, os seus não-apoios explícitos, altissonantes, peremptórios, à Fernando Haddad e Manuela D’Ávila, dos PT/PCdoB, são aterrorizantes e escabrosos tais são as qualidades humana e política de Jair Bolsonaro e hordas fascistas que o seguem.

No caso dos três, não fosse pelo exacerbado e inútil antipetismo, eivado em vaidades, rancores e inveja ao seu maior líder, que ao menos fosse pelo humanismo que a vida deveria tê-los ensinado.

Ciro, paulista e nordestino, advogado e professor universitário, que autoproclama o fato de sua passagem por Harvard, vai deixar voltar a truculência contra as minorias que sempre disse defender?

Carioca Fernando, um pé na cozinha, sociólogo, cientista político, professor e escritor, exilado pela ditadura militar, como ex-presidente em dois mandatos não teria força para comandar uma grande frente contra Jair Bolsonaro e a malta tresloucada que o apoia? Falta-lhe leitura? Creio que não. Discernimento ou pretensão de futuro? Também não. Talvez, assim, voltasse ao oráculo que sempre desejou ser. Então coragem!

Acreana Osmarina, começo de vida dura, hein? Empregada doméstica (já viu o que o ‘Demo’ prepara para elas?), lutou junto a Chico Mendes, é historiadora (Cristo!), professora, psicopedagoga, ambientalista. Ainda não entendeu o que #EleNão trará como capítulo nos livros de História do Brasil, para o futuro das crianças e de nossas matas, rios e biodiversidade? Pare para pensar. Releve por instantes o rancor que preserva do partido que a fez política e ministra de Estado. A senhora é cristã e criacionista, não permita que se crie um monstro.

Leia também:  Considerações sobre uma nazicomédia, por Gustavo Gollo

Todos concordam com o armamento de civis para se defenderem dos crimes cometendo outros?

A vocês não chega terem dado de ombros, apoiado, e outros levado no rabo um golpe mixuruca, de ínfima base intelectual, escandalosamente risível, mas de consequências as piores para o Brasil?

Entendo. No horizonte estavam suas candidaturas, daí terem se calado e permitido o impeachment de Dilma Rousseff, fora da democracia e da Constituição. Logo em seguida, ignoraram, mesmo sabendo falsa, a instrumentalização comandada por Sérgio Moro, apoiada pelas folhas e telas cotidianas, repetidoras das Organizações, até o domínio completo do Poder Judiciário para a prisão injusta e sem provas de Lula?

Com ele candidato, sabiam suas poucas possibilidades de vitória.

Mas e agora, que eventuais candidaturas têm futuro incerto, por que não berrarem contra as trevas que podem vir?

Fernando, suas palestras e passeios no Shopping Pátio Higienópolis estarão garantidos. Ciro, você que tanto andou e conhece o País, acredita possível o PT fazer no Brasil o que o bolivarianismo fez na Venezuela?

Eu também, sem ser político, ando muito, e sei impossível tais nossas complexidade e diversidade. Mas a ignorância oportunista diz que sim.

Dona Osmarina, a senhora, por certo, continuaria sendo respeitada como mulher, nortista, evangélica e defensora da preservação ambiental. Notou a qualidade dos novos ruralistas na bancada do Congresso? Chorará.

Se vocês continuarem mal se abrindo a favor de uma real Frente Democrática, então, nos resta aplaudir Arnaldo Antunes, e reconhecer que Mestre Moa do Katendê e Marielle Franco serão eternos.

Leia também:  Tal qual fez o nazismo, o bolsonarismo quer exterminar com os pobres e a esquerda?, por Francisco Celso Calmon

https://www.youtube.com/watch?v=sbcvvyO0AmQ]

[video:https://www.youtube.com/watch?v=Da7dqCqEJmA

  

 

   

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

55 comentários

  1. Criem vergonha

    A mera insinuação que Ciro Gomes deixou o golpe acontecer calado já deveria por si só invalidar todo esse amontoado de desperdício de tempo chamado “carta”.

    PT, Lula e Haddad não estão recebendo apoios porque são TRAIDORES, sacanearam com suas mídias (inclusive essa qui GGN) as campanhas principalmente de Ciro e Marina.
    Não toparam bolsonaro de frente em momento algum e maís, não param para assumir os erros.
    Nesse momento Bolsonaro está a caminho de ser presidente e a culpa é TOTALMENTE DO PT.
    Mas nem tudo é ruim o preço dessa burrice vai ser o PT encolher terrivelmente e se tornar insignificante nos proximos anos.

    • e o BRASIL com isso né mesmo

      e o BRASIL com isso né mesmo Jonatan ??!!

      Afinal, pra você e muitos, o “pecado” do PT em querer se manter no Poder é maior !? como se isso não fosse o sonho de todos os partidos e políticos  ..a isso temos um nome, INVEJA

      FATO, o PT exerceu a sua hegemonia porque os demais foram INCAPAZES de canalizar pra si a simpatia do povo

      e o pobre, a mulher, o negro, o GAY e todos os outros que se vitimam pela boca deste ANIMAL ? ele que o que mais faz é plantar o ódio, a ira e a OFENSA ???

      A BESTA que a sociedade esta libertando levará DÈCADAS pra retornar de onde JAMAIS deveria ter saído  ..muito provavelmente, pra quem passou dos 40, não verá o BRASIL apaziguado em sua existência

      EM verdade, de fato, nossa DEMOCRACIA é disfuncional, pois tamanha FERA NUNCA, em tempo algum, poderia ter sido autorizada a conviver dentro das regras do direito e da cidadania plena

      ..ele é, e sempre foi, fruto da omissão e do medo, das coisas mal resolvidas, do eterno JEITINHO BRASILEIRO  ..antes, por seus CRIMES, deveria estar APODRECENDO na cadeia, este sim, com provas e gravações sobejas

      • O PT assumiu o risco ao não
        O PT assumiu o risco ao não aceitar uma frente ampla contra o nazifascismo representado por Bolsonaro apenas por não ser cotado como cabeça de chapa.
        Ponderaram que elegendo Ciro presidente, ainda que com Haddad ou Manuela como vice, os frutos de uma possível boa gestão cairiam fora da cestinha do PT.
        Agora, quando aquilo que mais foi dito durante a pré-campanha e o primeiro turno, que Haddad, mesmo apoiado pela máquuna petista e abençoado pessoalmente por Lula não tem cacife pra bater de frente com a mídia e as forças conservadoras, querem colocar a culpa da falha de avaliação petista naqueles que tiveram suas campanhas vergonhosamente prejudicadas pelas manobras escusas.
        Ao menos tenham a humildade de assumirem a culpa dos erros de suas jogadas eleitorias mal-sucedidas e peçam perdão ao povo brasileiro pelos caos em que seremos obrigados a viver, talvez fazendo válida a consideração de abandonar o Brasil e ser refugiado na Venezuela, quando a soberania brasileira for totalmente varrida pela loucura bolsonariana.

        • VOCÊ, parece, se esqueceu de

          VOCÊ, parece, se esqueceu de que discutir política IMPLICA tentarmos ser honestos e éticos. em termos argumentos críveis e verdadeiros

          Suas considerações são DESONESTAS, e nem precisaria ir a tanto pra desmascará-lo.

          O PT governou o país por 13 anos (interrompido por um GOLPE)  ..todos sabem que NUNCA houve nenhum traço ditatorial em sua administração  ..LULA por exemplo não se deu um terceiro mandato (com 87% de aprovação) nem proporcionou NENHUM passa moleque (como confisco ou criação de Estados), ou se pleiteou a vitalicidade como a turma do Supremo ou num cargo de senador (como queria THC)

          Cometer erro de avaliação não implica pecado capital pra se ter que pedir perdão. Ademais, a prisão de LULA, cravejada de ILICITUDES e de abusos (segundo ONU e Associação AMERICANA de Juristas, há 2 dias) estava em jogo  ..LULA esta (va) travando uma luta contra a suspensão dos direitos constitucionais dele e de TODOS os  brasileiros

          Em todas as pesquisas canditados do PT ficavam a frente  ..NÂO FAZ sentido a qq agremiação ceder espaço a candidatos pior colocados

          A CRISE veio de 2008, era MUNDIAL, devastadora

           ..o BRASIL não sentiu ela pela maestria de LULA, que NÂO seguindo a regra, pisou no acelerador do crédito e do investimento  dando-nos recordes em emprego, renda e crescimento

          ..TAL crise durou mais do que devia e em 2013 houve NOVA quebra, das commodidites

          ..rebote da crise que DILMA tentou administrar desonerando as empresas pra que elas investissem. Esta ingenuidade, aliada a falta de traquejo e TALENTO político da moça, desaguou no golpe de Temer

           ..e o resto é história, com o MILITARES, judiciário e EUA se aproveitando pra auferirem no caos, através da MENTIRA e da MANIPULAÇÃO das massas, querendo com isso AUMENTAR suas influências, ganhos e poderes.

          • Ronanneli, por favor, aqui
            Ronanneli, por favor, aqui também lhe falta honestidade, aceite que Lula e o CBN fizeram um viagem lisérgica. lembre-se se as pesquisas diziam que até Marina ganharia do monstro. Lula e CBN foram covardes com quem correu o mundo denunciando a injustiça com vocês, o impeachment de Dilma, ao tratar contra a candidatura Ciro, precisa desenhar? Haddad pediu a Luka que o candidato vc fosse Ciro,era o desejo de Jacques Wagner, tanto que recusou ser candidato pois sabia que não daria certo, vcs pensaram somente na hegemonia de Lula e do PT, do Brasil? Mas acredito que o PT precise morrer ora ressurgir das cinzas. ” Insanidade errar duas vezes esperando resultados diferentes, reflitam, sebastianismo não. Assumam os erros, tenho pedido foto pro Haddad na tá difícil ninguém quer mudar de opinião, hoje consegui que mudasse, o que as pessoas dizem é se fosse Ciro.

        • Assumindo riscos

          É muito simplista dizer que “o PT assumiu o risco ao não aceitar uma frente ampla contra o nazifascismo”.Esse risco foi assumido poe todos aqueles que vacilaram ao não assumir decisivamente a defesa de Lula, disnte de um processo obviamente fraudado. E não foi por falha de avaliação do PT que a maioria das lideranças de elite não defenderam o governo da Dilma, quando a direita gritava nas ruas “não vai ter Copa”, impedindo o povo de desfrutar uma alegria que esperou por tantos anos. Será que Ciro errou ao não aceitar ser vice de Lula, já preso, quando todos sabiam que seria impdido de disputar as eleições, dizendo que “não queria ser puxadinho do PT”, tentando desqualificar Haddad? Não existe “falha de avaliação eleitoral”, nem do PT, nem do Ciro.O que existe é a falta de compromisso das elites com a vontade popular – aliás ja admitida por algumas lideranças do PSDB – reconhecendo que foi um erro apoiar a derrubada da Dilma, democraticamente eleita. Não é o PT que deve pedir perdão ao povo, quando sua maior lidrança foi impedida de concorrer, mas sim, daqueles que são democraticos somente quando seus interesses são plenamente atendidos.E por falar em falha, considero um “ato falho” dizer que o PT é o unico partido responsável pra tirar o pais do caos nazifacista.

    • Lado

      E você está em plena campanha para que isso aconteça, não é? Na reta final de uma eleição dificílima, proclamando aos quatro ventos que o candidato da resistência democrática é um traidor. O que você espera com isso, senão facilitar a vitória do candidato da extrema-direita?

      • Na sua opinião então tem que
        Na sua opinião então tem que esconder debaixo do tapete para o povo votar sem ter todas as informações e análises.

        • Desde quando choradeira e

          Desde quando choradeira e rame-rame é informação e análise? Outra coisa: MESMO, repito MESMO que fossem totalmente pertinentes essa zangas de vocês, ainda assim não se justificaria em hipótese alguma apresentá-las agora, quando o país está correndo risco de adentrar numa zona de turbulência.

          Sabe o que acho mesmo? É que vocês nunca foram de Esquerda. São apenas a claque do Ciro Gomes. Posso estar errado, mas é isso que penso.

          PS: o GGN esta servindo de Muro das Lamentações para ciristas. 

          • Será mesmo?

            Será que esse pessoal é mesmo claque do Ciro Gomes?

            Pelo que eles fazem aqui, parecem mais bolsonaristas infiltrados, fazendo campanha para que os ciristas não votem no Haddad.

    •  BELAS PALAVRAS! PALMAS PRA

       BELAS PALAVRAS! PALMAS PRA VOCE!

       Me da NOJO ver essa gente que exala um cheiro de enxofre falar mal do Ciro, ele já deu o apoio dele, queriam mais oq? que ele lambesse o chão que o Haddad pisa? só pode ser isso! petistas dissimulados, é por isso que o povo brasileiro está disposto a pular num abismo com o Bolsonaro ao inves de deixar voces colocarem os pés imundos em brasilia novamente!. Ciro, um grande patriota, antecipou oq iria acontecer com o Brasil, tentou impedir, chamou o Bolsonaro de Nazista FDP, falou que receberia a turma do Moro na Bala, falou que iria meter general na cadeia!, e enquanto ele falava isso oq os petistas faziam? conspiravam contra ele, esfaquiavam ele pelas costas, e agora que todas as previsões dele se concretizaram querem oq? que ele se afogue no barco furado que o próprio PT construiu? Podem falar que essas mortes que vem acontecendo são culpa dos bolsonaretes e bla bla bla, mas a realidade é que esse sangue está na mão do PT, essa gente que está sendo morta e espancada pelas ruas só está sendo pq o PT inflou a polarização, quer o poder a qualquer custo, e a sua mídia vendida como DCM e B247 está colocando eles como santinhos, quando na verdade são vilões que devem ser “excretados com milho e tudo” do Brasil, pelo bem do nosso sofrido povo!.

      • Sobre a moderação

        Caro Gustavinho,

        Neste sábado (13) a redação do GGN está operando em esquema de plantão. Há um jornalista cuidando de todo o portal. Pedimos compreensão aos leitores e blogueiros, mas comentários e postagens não são liberados imediatamente. 
        Recordamos que, como de praxe, comentários com ofensas e que não apresentam nenhuma crítica construtiva são deletados.

        Att.,

        A redação

  2. Pitaco musical

    SAMBA DO CIRO (Haddad)

    Vai, meu irmão
    Pega esse avião
    Você é um fujão, de correr assim
    De uma fria, mas veja
    O meu Rio de Janeiro
    Antes que um aventureiro
    Lance mão

    Pede perdão
    Pela sua omisão, nesta grão cruzada
    Mas não vale nada
    Me deixou lutando
    E pros da pesada
    Vai voltar me culpando.
    Terá mais quatro anos
    da sua vida à toa
    E num novo partido
    voltará na boa

  3. Esquecimento

    Daher, esqueça Fernando Henrique e Marina. Eles já foram esquecidos pelo eleitorado.

    Seja menos injusto com Ciro. Não é o momento. temos uma eleição a ganhar. Não passe a ideia de que já perdemos.

    Não precisamos ganhar votos de caciques. Precisamos ganhar voto de povo.

     

      • Tudo tem hora

        E a hora do ajuste de contas é depois da derrota.

        Lavando a roupa suja agora, a mensagem que se passa é que já perdemos, tanto que estamos ocupados em procurar culpados.

        Quando o que precisamos é mostrar que a luta continua, que estamos vivos e de pé, e combatendo. Contra Bolsonaro, que é o inimigo a ser derrotado.

  4. Livro de cabeceira

    Todos os politicos e líderes partidários deveriam ler o livro  “Como    as    democracias    morrem” de Steven    Levitsky    e    Daniel    Ziblatt. Poderão ali encontrar o que eles estão plantando para o futuro próximo do país.

  5. Desculpe a sinceridade galera

    Desculpe a sinceridade galera do GGN, sem querer dividir a os nossos bravos combatentes da blogosfera progressista, mas gostaria de saber a opinião do PHA e do Miguel do Rosário sobre esta atitude do Ciro de, assim como o fhc, tirar férias européias num momento escabroso como o que estamos vivendo.

  6. Morcegos

    Seu Rui,  Li com atenção o texto e me pareceu que ele se encaixa com exatidão aos 11 morcegões do STF, mais aquela com nome de automóvel que sempre lá comparece.  Pensando melhor, também aos de menor instância que os imitam nos estados.  Há, claro, raríssimas exceções.  Do lado de cá, estamos cheios de donos de empreiteiras que prestam serviços públicos, empresários, gente de bem, que nunca fizeram uma mutretazinha sequer. Nas midias, nas igrejas e igrejinhas, repartições, idem.  Parece que isso é uma epidemia provocada por um vírus pior que o famigerado Ebola.

  7. A resposta dessa gente está

    A resposta dessa gente está no próprio post:

    “A vocês não chega terem dado de ombros, apoiado, e outros levado no rabo um golpe mixuruca, de ínfima base intelectual, escandalosamente risível, mas de consequências as piores para o Brasil?”

    Essa gente não teve dignidade em nenhum momento,terá agora?

    Se não tiveram,como ressalta o post,dignidade de se manifestar sequer com solidariedade ao presidente Lula,preso político,terão dignidade com o quê?

    Democracia para eles é retória eleitoral.

    Deixemos que a história os julgue e façamos nossa luta diária pela democracia prosperar.

    Seja qual for o resultado das urnas,a democracia sairá mais fortalecida do que dois anos e meio atrás onde,por manobras hipnóticas,grande maioria do povo brasileiro acabou apoiando o golpe de Estado.

    Temos que continua a acumular forças.O inimigo,em 2 anos e meio perdeu muita força e,alguns,foram varridos a sua verdeira insignificância.

    A democracia vencerá porque,com todos os seus defeitos e contradições,inclusive permitir que contrários a democracia se candidatem,ainda é o melhor e mais justo sistema de governo existente.

    Vamos à luta!

  8. Peço desculpa por não ter
    Peço desculpa por não ter conseguido ler a coluna inteira pois achei muito mal escrita e de difícil entendimento. Entretanto, consegui entender o raciocínio de que todos são obrigados a apoiar o PT. Na verdade todos já abriram os olhos para o que o PT quer: usá-los para chegar ao poder a qualquer preço, como é prática corrente desse partido. Nao fosse assim, teriam apoiado Ciro que desde o início mostrou ser mais competitivo.

    • CIRO NUNCA foi competitivo 

      CIRO NUNCA foi competitivo  ..perdeu SEMPRE pra candidatos do PT

      Chegava em 1o no 2o turno com APOIO DOS PTistas que, despreendidos – contrariando o BOBAGEM que escreveu – pra evitarem um mal maior ao BRASIL – um maluco da direita – até topavam votar num desequilibrado que pensa ser de esquerda

       

  9. O PSDB está mortinho. Marina,

    O PSDB está mortinho. Marina, que não tem consciência que seria um fantoche no poder, naufragou de vez. Ciro obteve seus votos graças ao antipetismo e, pasmem, deseja a renúncia de Haddad. Rui, a obrigação dessas figuras derrotadas é lutar contra a barbárie; se a preferem ao PT, então que descansem em paz.  

  10. Esqueçam FHC, Ciro, Marina

    Nem que haja declaração conjunta dos três apoiando enfaticamente Haddad, o quadro muda significativamente. FHC, Marina, Ciro foram atropelados por um caminhão.

    Há uma enxurrada de memes e vídeos maliciosamente editados acompanhados de interpretações fantasiosas sendo injetados diratamente na veia de eleitores que já votaram a vida inteira no PT.

    Esse material está sendo produzido de forma industrial em linhas de montagens (talvez orientados por Steve Bannon) e distribuído maciçamente através dos grupos de WhatsApp por policiais, militares, pastores evangélicos e outros.

    A raiva anti-pt disseminada nos setores que racionalmente não deveriam jamais votar no coiso pode ser sentida nas ruas.

    Se não intervirmos neste processo, Haddad terá uma derrota histórica.

    Não sei se ainda há tempo, nem se teremos a capacidade de entrar nesse circuito.

    Nenhuma mentira propagada deve ficar sem resposta.

    Cada vídeo, editado, mostrando Lula ou Haddad falando barbaridades deve ser contestado com força. Cada interpretação maldosa distorcendo declarações de Lula, Dilma, Haddad, deve ser respondida maciçamente nos mesmos canais e também com ajuda dos programas de TV.

    A diferença de votos não poderá ser diminuída com eleitores de Ciro, Marina, FHC. Estes eleitores, se já não se decidiram por Haddad, não irão mais. Nem que a vaca tussa. E, ademais são ínfimos comparados com a massa de trabalhadores, trabalhadoras, negros, mulheres LGBTQ que estão sofrendo lavagem cerebral.

    Insistir nos debates na TV, acusando o coiso de amarelão por não comparecer não vai alterar nada. Essas pessoas já foram devidamente lobotomizadas. A hora de agir é ontem.

    • Justiça ineficaz, o mal intencionado se faz

      TSE nega pedido do PT para retirar mensagens de grupo de WhatsApp .

      https://aovivo.folha.uol.com.br/2018/10/13/5557-aovivo.shtml#post383215

      Brasília – O ministro do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) Luis Felipe Salomão negou nesta sexta-feira (12) um pedido de liminar feito pela coligação do candidato a presidente Fernando Haddad (PT) para retirar conteúdos ofensivos e falsos de um grupo de WhatsApp.

      O alvo do pedido do PT era um grupo de WhatsApp com 173 participantes, cujos administradores já foram identificados, que tem divulgado notícias falsas. Uma delas diz que o partido financia performances com pessoas nuas. Outra, que Manuela d’Ávila (PC do B), candidata a vice, disse que o cristianismo vai desaparecer. Outra, ainda, afirma que Haddad incentiva a hipersexualização de crianças.

      O ministro do TSE afirmou em sua decisão que as mensagens via WhatsApp não são abertas ao público, como as do Facebook ou do Twitter. “A comunicação é de natureza privada e fica restrita aos interlocutores ou a um grupo limitado de pessoas, como ocorreu na hipótese dos autos, de modo que a interferência desta Justiça especializada deve ser minimalista, sob pena de silenciar o discurso dos cidadãos comuns no debate democrático”, escreveu Salomão.

      “Em um exame preliminar -e ressalvados os casos de difusão de práticas criminosas-, parece evidente a inviabilidade desse tipo de controle, porquanto a Justiça Eleitoral é incapaz de acompanhar todas as conversas e manifestações externadas nas mídias eletrônicas, como aplicativos de mensagens instantâneas”, completou.

      O ministro deu dois dias para os responsáveis pelo grupo no WhatsApp apresentarem sua defesa e um dia para o Ministério Público Eleitoral se manifestar. (Reynaldo Turollo Jr.)

       

  11. Derrota iminente
    Vc pode falar e escrever um bíblia inteira a fim de convencer combalido apoio ao quase derrotado pseudo-Lula.
    Por que vc não pensa com outro olhar? Por que será que vc não quer se recordar da arrogância e da tentativa infantil de querer ser deus? Parece que o tido “pai dos pobres” não pensou no Brasil, como ele diz, quando colocou o seu mórbido e imundo partido acima dos integrantes nacionais.
    Chega de tanta sujeira e mesmices. Chega de mísera hipocrisia. Ninguém está obrigado a seguir a marcha da insensatez do PT, nem mesmo fazer parte de uma turba sedenta pelo poder.
    Não voto em Bolsonaro, mas também não quero ver Lula comandando meu país novamente. Quero um virar de página em nossa história,mesmo que pra isso, tenhamos que experimentar um ambiente ameaçador.
    Pensa um pouco fora da caixa e entenda de uma vez por todas que o maior culpado pelo acontecido e por tudo o que pode acontecer é o PT e seu zumbí encarcerado.

    • Se não fores um vulgar

      Se não fores um vulgar infiltrado, és um mal agradecido e destemperado anti-lulista. Posicionamento, alás, muito cômodo para os transfugas de última hora.

      Ningúém é obrigado a gostar de Lula, muito menos segui-lo politicamente. Todavia, desconhecer seu valor e abandoná-lo nessas horas amargas, é inaceitável. Agora,  insultá-lo é de uma indignidade própria de mentecaptos,

  12. Ciro
    Único estado que não colocou Jair no segundo turno. Única capital nordestina onde Jair não venceu. O estado que deu a maior fatia de votos contra o impixa.

    Nao fosse Ciro o vexame seria maior. Sua opinião é descolada da realidade. Boa sorte digerindo esses fatos.

  13. Ciro
    Único estado que não colocou Jair no segundo turno. Única capital nordestina onde Jair não venceu. O estado que deu a maior fatia de votos contra o impixa.

    Nao fosse Ciro o vexame seria maior. Sua opinião é descolada da realidade. Boa sorte digerindo esses fatos.

    • Prezado menos, menos, tá? Sou

      Prezado menos, menos, tá? Sou cearense e conheço mais ou menos o estado e seus politicos. 

      Votos(arredondados): Ciro: 41%; Haddad: 33% e Bolsonaro: 21%. Aí tu argumentas que, por causa do Ciro, foi o “único estado que não colocou Jair no segundo turno”. Ora, como achar uma “glória” uma votação dada a um candidato da terra, um ex tudo, como ele próprio gosta de se jactar, e ainda com a ajuda(pela neutralidade) do governador do estado Camilo Santana(consagrado) do PT, que alcançou apenas um quarto do eleitorado?

       

       

  14. O PT ajudou a dividir o
    O PT ajudou a dividir o Brasil lançando candidatura própria na hora errada. Agora divide a esquerda postulando que só existe esquerda no PT. Quem sabe a Kátia Abreu não esteja certa? Se o PT renunciar a esquerda terá mais chances…

    • Foi mesmo? A “divisão do

      Foi mesmo? A “divisão do Brasil” foi culpa do PT? Takvez o PT devesse ter se auto implodido e Lula, quem sabe, cometido suicidio na cadeia. Vai ver assim o Brasil se reconciliaria num longo e fraterno abraço de tamanduá. 

       

  15. É muito simplista dizer que o
    É muito simplista dizer que o PT “assumiu o risco ao não aceitar uma frente ampla contra o nazifascismo”. Este risco foi assumido por todos aqueles que vacilaram ao não apoiar decisivamente Lula, num processo obviamente fraudado. E não foi por falha de avaliação do PT que a maior parte das lideranças da elite não defenderam o governo da Dilma, em 2014, nem quando a direita gritava nas ruas “não vai ter Copa”, impedindo o povo de desfrutar uma alegria que esperou por muitos anos. Será que Ciro errou ao não aceitar ser vice de Lula quando todos já sabiam que Lula preso seria impedido de disputar as eleições, dizendo publicamente que não queria ser “puxadinho do PT”?. Não existem “falhas de avaliação eleitoral” nem do PT e nem do Ciro. O que existe é a falta de compromisso das elites com a vontade popular, alias já admitida por algumas lideranças do PSDB, quando reconhecem que foi um erro votar a favor da derrubada da Dilma, democraticamente eleita. Não é o PT que deve pedir perdão ao povo, pois sua maior liderança foi impedida de concorrer, mas as elites que são democráticas somente quando seus interesses são plenamente atendidos. Considero um ato falho, e até um elogio do autor, dizer que o PT é o único responsável para livrar o pais do caos neonazista.

  16. Jogo jogado, tragédia consumada
      

    Wilson Gomes

     Ontem às 07:54 · 

    Até 7 de outubro o PT tomava as suas decisões baseadas em ESTRATÉGIAS políticas: sabotou as articulações de Ciro com o centrão, passou-lhe a rasteira quando ele costurava um acordo com o PSDB, manteve a candidatura em Lula até o último momento e resolveu ser cabeça de chapa mesmo quando tudo indicava que a rejeição ao PT estava nas alturas. Afinal, Lula só sairá do cárcere se o vencedor da corrida eleitoral for um petista; um partido com 40% de intenções de voto não pode ser conduzido, tem que conduzir; A, B, C e D não disseram que Lula era preso político e que foi golpe, portanto não são lulistas roots; ou Lula ou Nada.

    Desde o dia 8 de outubro o PT quer que os outros partidos e políticos tomem decisões baseadas em PRINCÍPIOS: é preciso salvar o Brasil do fascismo, não importa se o custo disso for ter que engolir um novo governo do Partido dos Trabalhadores. Espera dos outros grandeza: Onde está Ciro quando precisamos de um líder na luta contra as forças do mal? Por que FHC não se comporta à altura do seu legado? Será que Marina Silva não se dá conta do que está em jogo neste momento histórico?

    Para si, a racionalidade instrumental (Zweckrationalität) está valendo, mas os outros devem exercer uma racionalidade em conformidade com valores e princípios (Wertrationalität). Uma gracinha de raciocínio. Freud pode nem estar entendendo, mas Weber explica. Não é à toa que partidos e políticos estão tirando o corpo fora: o PT simplesmente não está conseguindo convencê-los de que não os vê simplesmente como peões do seu próprio jogo de volta ao poder. Por princípios, se sacrificam estratégias, é certo, mas se o PT não sacrificou as suas em nome de valores, como pode esperar que os os outros o façam? 
    Em sã consciência, há como lhes tirar inteiramente a razão?

    Em suma, meus amigos, se querem ganhar esse eleição, tentem ganhar uns votos, pois no andar de cima o PT está sem moral alguma para conseguir apoio do establishment político. E não é apenas por mesquinharia dos outros, como poderia lhes parecer à primeira vista. Bom feriado.

    PS. O que foi aquilo de Marcia Tiburi ser candidata a governadora do Rio de Janeiro? Até hoje não encontrei um fiapo de racionalidade ou princípio nessa imposição lulista. Alguém consegue me explicar?

     

  17. Jogo jogado 2. “…precisa preparar-se para o pior”
      

    Sylvia Moretzsohn

     23 h ·  

    Eu sei que todos os esforços agora estão concentrados na tentativa de virar esse jogo. É claro que vou fazer a minha parte, naquilo que estiver ao meu alcance. Conversando com as pessoas, tentando entendê-las, tentando demonstrar o equívoco de votar em quem vai prejudicá-las. 
    Mas acho importante também tentar entender como chegamos até aqui. Do ponto de vista da campanha, especificamente. 
    Cansei de ver exaltações sobre a capacidade de estratégia do Lula, de sua genialidade, de sua intuição etc. 
    Claro que Lula tem um talento enorme, mas não é infalível, como tantos parecem acreditar. Sempre contestei a estratégia adotada. E creio que agora está mais do que evidente que ela foi mesmo muito errada. 
    Em primeiro lugar, parece óbvio que subestimaram o crescimento de Bolsonaro e não se prepararam para a campanha subterrânea pelas redes sociais. Isso chega a ser meio chocante, para quem tem tanta experiência em campanhas políticas.
    Mas não é só. 
    Toda a campanha foi feita em torno de Lula: da demonstração do significado da sua prisão injusta como síntese simbólica do golpe que impediu a sua candidatura e (aí me parece o erro fundamental) da sustentação dessa candidatura até o limite, embora se soubesse que ela seria inviável. A ideia era que, na hora certa (naturalmente, a hora que Lula percebesse adequada, com sua infalível intuição), seu substituto seria apresentado e receberia a enxurrada de votos que caberiam originalmente ao líder. Logo, chegaria em primeiro no primeiro turno, talvez por larga margem. 
    Se tivesse sido assim, estaríamos muito bem, com todas as chances de vencer. 
    Porém, foi precisamente o contrário o que aconteceu. E enfrentar Bolsonaro não é o mesmo que enfrentar qualquer outro candidato à direita. Para enfrentar um trator é preciso um trator mais potente. Não é isso o que temos do lado de cá: temos um candidato muito capaz de argumentar, mas não são os argumentos que estão na pauta. E não há debate no horizonte, por mais que se apele (polidamente) para essa necessidade. 
    Desde aquele suposto atentado a faca (insisto no “suposto”, até agora não engoli essa história), a campanha, que antes girava em torno de Lula, deslocou-se para o fascista, que ganhou o que lhe faltava: a exposição (vitimizadora) na mídia tradicional. 
    Não faltaram alertas para a necessidade de formação de uma frente desde o primeiro turno. Foram ignorados, e agora estamos no limiar de um desastre de proporções inéditas na nossa história. 
    Mas é o que temos. Então, vamos enfrentar a situação da melhor maneira possível. Apenas gostaria de fazer essas observações porque a gente não pode perder o senso de realidade e precisa se preparar para o pior.

     

    • O “desastre de proporções inéditas” está em pleno curso

      É o maior e mais bem arquitetado golpe da história do Brasil.

      E isso não é um detalhe

      É  a realidade que não pôde ser ignorada, focando exclusivamente nas estratégias eleitorais que, se equivocos tiverem, não deram causa ao desastre já consolidado.

       

    • Lulo/petismo jamais se
      Lulo/petismo jamais se arrependerá do fez ao Brasil, inclusive a covardia com Ciro.

      • Suportar uma eventual

        Suportar uma eventual derrota, até que dá. Agora os choramingos das “viúvas” de Ciro Gomes, aí é dose cavalar. 

        Se queremos reconstruir de verdade a Esquerda que o abandono de personalismos seja amplo, geral e irrestrito. Ciro Gomes, ao ensarilhar as armas em plena batalha – talvez a final – pela Democracia, não se fez digno de respeito. 

        • Acho até que o problema não é

          Acho até que o problema não é só do Ciro. No PDT não se pode confiar e Lula sabe disso.

  18. Sinto muito pela boa vontade de ultíssima hora

    Qualquer apelo, qualquer tentativa de uma frente ampla democrática (que agora todo o mundo clama e vai atrás…) teria sentido há muitos anos atrás. Mas antes tarde do que nunca. Todos os lados contribuíram pro estreitamento (honrosas exceções sempre há). Desde os mais que indícios da AP 470, vulgo Mensalão. Mas foi tudo ignorado. Não sou dos que ficam em cima do muro, mas digo que quem ficou em cima do seu muro certinho teve sua grande parcela nesse impasse, no ódio (que não é só de umm lado: 2 não brigam se um não quer). A Globo demorou a fazer um “mea culpa” em editorial no telejornal mais visto no país, abertamente. – Quanto tempo os “progressistas” (de todas as cores) levarão pra fazer os seus “mea culpa” ? ? ? ?

  19. Conversa Afiada republica do
    Conversa Afiada republica do Cafezinho magistral artigo de Miguel do Rosário:

    A voz terrível das urnas

    Conforme a eleição se aproximava, senti-me diminuir, tornar-me um personagem liliputiano: minúsculo e insignificante. Tinha a sensação opressiva de que estávamos sendo enganados, ou nos enganando a nós mesmos, debruçados sobre pesquisas incapazes de atingir as profundezas da consciência popular.

    E foi exatamente isso que ocorreu. Fomos enganados. E nos autoiludimos até o limite da nossa ingenuidade ou estupidez. Diante da violência dos fatos duros da vida, até mesmo o cinismo dos dirigentes partidários nos parece pueril.

    As urnas soltaram um terrível grito de desespero.

    Então, ao auscultar a sua voz triste e raivosa, voltamos a diminuir, até nos tornarmos praticamente invisíveis. De que adianta berrar, se nossa voz chega ao mundo dos gigantes, ao povo, com o mesmo som de uma formiga caminhando sobre o assoalho?

    Agora não importam mais “pesquisas”.

    Agora temos números reais, palpáveis, com os quais analisar a realidade, não mais projeções utópicas de nossos sonhos e medos.

    Sejam compreensivos se eu me render à irritante, intolerante vaidade de afirmar qualquer coisa como: viram, eu avisei! Mas é que poucas vezes eu escrevi com o espírito tão atormentado, tão apreensivo, tão acossado por previsões sombrias.

    É fato que havia indícios no ar desde o início do ano. Não bastava olhar apenas a primeira página das pesquisas. Era necessário olhar o que vinha a seguir, as altíssimas taxas de rejeição nas classes mais instruídas.

    Daí nasceu essa grande ilusão, que permitiu ao PT silenciar, isolar, e até mesmo humilhar seus críticos, por mais amigos, honestos e francos que fossem, e que se esforçavam para devassar a realidade para além das patriotadas partidárias.

    Durante meses, o PT viveu da ilusão das “pesquisas”, se recusando a ouvir aqueles que alertavam: amigos, virem a página das mesmas pesquisas, olhem a estratificação do eleitorado, confiram a rejeição, as coisas não estão boas!

    O que disseram as urnas? Rasgaram todas as ilusões! Vamos continuar nos enganando?

    Vamos usar meias palavras? As urnas rechaçaram violentamente a estratégia do PT e de Lula.

    Bolsonaro devorou o eleitorado do sudeste, sul, centro-oeste e norte, e agora avança rapidamente sobre o nordeste.

    O capitão da reserva ganhou as eleições em Recife, Maceió, Aracaju, João Pessoa. Haddad ganhou apenas em São Luiz, Teresina e Salvador. Na capital do Maranhão, Haddad teve 38% e Bolsonaro, 37%. Em Piauí, o placar foi de 44% a 32%. Em Salvador, Haddad obteve uma vitória mais expressiva: 47% X 28%.

    Essa é a verdade dura, com a qual temos de lidar agora: Lula e o PT nos levaram a dançar na beira do abismo, e caímos no abismo!

    Os leitores nos dirão, ah, agora é olhar para frente, Miguel, de que adianta chorar o leite derramado? Percebi, no twitter, que os mesmos setores da “militância petista” que reagiam agressivamente aos alertas críticos às estratégias de seu partido, agora se recusam a olhar os números que emergiram das urnas, e ainda atacam quem tenta trazê-los para a discussão!

    Isso é mais um erro. Mais um terrível erro.

    Os partidos políticos precisam formar uma militância crítica, inteligente, insubmissa, culta. Isso é fundamental para o futuro do campo progressista. Militância puxa-saco, nível “mensalinho do PT”, não nos ajudará a conquistar um mísero eleitor novo; ao contrário, ajudará o partido a persistir nos mesmos erros e a conduzir o PT e todos aqueles que se juntarem a ele, ao mesmo buraco.

    A criação de uma bolha de fantasia, com blogs que só dizem o que a militância quer ouvir, com pesquisas que só trazem números que agradam aos interesses do partido, e, pior, com cientistas sociais que, mediante generosa remuneração, cumprem o papel de avalizar as estratégias da burocracia, gerou esse buraco negro que nos tragou.

    Bolsonaro obteve 49,3 milhões de votos (46%) e Haddad, 31 milhões (34%).

    A situação que emergiu das urnas é muito mais dramática, para o PT, e para o campo popular como um todo, do que o imaginado pelo mais pessimista dos analistas.

    Ah, dirão, não é hora de autocrítica, Miguel, é hora de “lutar contra o fascismo”…

    Tenho a impressão, ao ouvir certos militantes, que eles esperam que saiamos a rua empunhando tacapes.

    O que significa “lutar”, para essa militância acrítica, espremida em suas bolhas cada vez menores? Dizer que Haddad foi “magnífico” em determinada entrevista ou debate, e passar o dia inteiro disseminando notícias negativas sobre Bolsonaro?

    A responsabilidade de quem se cuidou para não engolir o LSD servido pela burocracia petista é manter a lucidez até o final.

    Precisamos lidar com dois cenários sombrios.

    Se Haddad ganhar, hipótese improvável, ele lidará com um congresso bem mais golpista do que vitimou Dilma, tanto na câmara como no senado. Com Dilma, o PT tinha 11 senadores, agora tem 4. Com Dilma, o PT tinha 61 deputados e agora tem 56 deputados. E com algumas perdas relevantes, como o combativo Wadih Damous, que fez sua campanha usando o slogan “o advogado de Lula” e recebeu 31 mil votos, menos do que em 2014, quando obteve 37,8 mil votos.

    Como, diante de um quadro assim, alguém vai acreditar na propaganda petista, de que o povo “vai ser feliz de novo”? A única verdade a ser contada ao povo é que haverá luta. O último patrimônio político do representante popular, quando ele não tem mais nada a oferecer, é sua honestidade e sua coragem.

    Todos os candidatos que se aproximaram demais da narrativa petista de vitimização sofreram grandes derrotas ou tiveram enorme dificuldade de se eleger. Até mesmo o senador Roberto Requião, que prestou um apoio tardio a Ciro Gomes, e que liderava as pesquisas até a véspera das eleições, foi punido pela condescendência com que tratou o sebastianismo lulista.

    O PCdoB, que elegeria tranquilamente Manuela D’Ávila como deputada federal pelo Rio Grande do Sul – e certamente ela obteria uma das maiores votações no estado -, conseguiu emplacar apenas 9 nomes, de 7 estados, na Câmara Federal e corre o risco de ficar abaixo da cláusula de barreira, perdendo fundo partidário e tempo de TV. Espera-se que os votos de um deputado da Bahia, cuja eleição está “sob judice” sejam computados para superar a cláusula… A aliança meio forçada com o PT, costurada de última hora num processo brutal denominado de “domingo sangrento” por um dirigente comunista, pode impor ao PCdoB a derrota política da qual ele queria fugir, ao oferecer ao PT, numa bandeja, a cabeça de Manuela.

    No Rio de Janeiro, terceiro maior colégio eleitoral do país, o PT só elegeu 1 deputado federal, Benedita da Silva, de 78 anos. Washington Quaquá, ex-prefeito de Maricá, obteve uma votação suficiente para se eleger, superior a 70 mil votos, mas seu mandato ainda espera liberação do TSE, e não sei se, a esta altura, devemos esperar qualquer decisão positiva do judiciário em relação ao PT. As jogadas geniais de Quaquá, pouco antes das eleições, e com sua candidata, Marcia Tiburi, ainda fazendo campanha, foram se aproximar de Garotinho, campeão máximo de rejeição nas classes médias fluminenses, e de Eduardo Paes, que ao cabo quase nem chegou ao segundo turno…

    Agora o partido se vê preso numa armadilha. Se se afastar de Lula, será atacado pela própria militância sebastianista que criou, e que iludiu até o limite com a história de que Lula seria o candidato, e de que era possível, sim, torná-lo presidente. Se continuar atrelado a Lula, dará munição ao mais forte argumento de seus adversários, que é justamente esse antipetismo emocional, e que agora alcançou a população de baixa renda, alimentado pela narrativa oferecida pelo próprio PT, com essas visitas constantes à Curitiba, além do desgaste inevitável após treze anos de governo.

    Numa das últimas pesquisas do Datafolha, feita no dia 2 de outubro, a cinco dias da eleição, havia uma questão que o PT vinha fingindo não ver desde o início do ano, apesar dos alertas: entre famílias com renda de 2 a 5 salários, mais de 60% defendiam que Lula deveria continuar condenado e preso. Ora, uma família que ganha 2 salários não é exatamente representante de uma “elite egoísta e fascista”. Entre famílias que ganham de 5 a 10 salários, 75% acham que Lula deveria continuar condenado e preso. Esses números, que na verdade pouco mudaram desde a prisão de Lula, não significam que o PT deveria ter “abandonado” o ex-presidente, mas sim feito uma distinção clara entre sua defesa jurídica e a estratégia eleitoral do partido, até mesmo para proteger Lula.

    O que o PT acha que sucederá a Lula em caso de vitória de Bolsonaro?

    Se Bolsonaro ganhar, ele estará à frente de um bloco parlamentar não apenas profundamente conservador e alinhado às suas ideias, mas essencialmente antipetista, como se constata pela eleição, para a Câmara federal, de nomes como Kim Katiguiri e Alexandre Frota.

    Qual a saída para esse impasse? O que fazer?

    Bem, a única solução agora é fazer o que, desesperadamente, defendíamos desde o início do ano: montar um grande arco de alianças, mas sem a hegemonia do PT.

    E eu falo isso não como uma estratégia contra o PT, e sim para salvar o PT de si mesmo, de suas viagens lisérgicas e de seu descolamento da realidade. E a realidade é que a rejeição ao PT ganhou dimensões monstruosas. Não adianta o PT ser o partido preferido de 20% da população, se os outros 80% o odeiam. A ação política, ensinou o professor Wanderley Guilherme dos Santos, em vídeo recente, pressupõe que o conjunto de vontades à favor seja superior ao conjunto de vontades em desfavor. É a velha e singela matemática!

    Um partido de esquerda precisa, necessariamente, construir uma imagem positiva junto às classes mais instruídas, porque são elas que tem condições intelectuais e materiais de levar adiante a luta política nas redes sociais. Esse é o segredo da força de Bolsonaro. Pretender fazer campanha ou governar apenas com o apoio silencioso de analfabetos residentes em cidades do interior é outro delírio petista que está nos custando muito caro.

    Os petistas precisam parar de achar que críticas ao partido significam “antipetismo”. Não é antipetismo. É apenas o esforço honesto de setores da esquerda para salvar o próprio PT de seus erros. Se a reação a essas críticas permanecer intolerante e agressiva, aí sim, o PT ampliará sua rejeição, dessa vez dentro da própria esquerda.

    “A guerra é importante demais pra ser deixada na mão dos militares”, dizia Clemenceau, premiê francês durante a 1ª Guerra Mundial. Ele criticava as estratégias dos generais na batalha, que impunham grandes perdas de vidas e não davam resultados satisfatórios. Clemenceau, um socialista que havia se destacado, uma década antes, pela defesa corajosa de Alfred Dreyfus, posicionando-se contra o judiciário e contra a maioria da mídia francesa, conseguiu impor uma estratégia mais prudente ao exército francês, e venceu a guerra.

    Podemos dizer a mesma coisa sobre o PT: ele se tornou um partido importante demais para ficar em mãos de seus próprios dirigentes. Ele tem que buscar novas ideias junto à sociedade.

    O PT e sua “militância” precisam entender que o seu inimigo não é o intelectual progressista insubmisso às estratégias da burocracia partidária e às decisões do grande líder injustiçado.

    O campo progressista, além disso, precisa ser mais plural, até mesmo para não ser arrastado pela reprovação popular a um partido. Por isso é tão importante construir lideranças progressistas para além das atuais hegemonias.

    Estamos perdendo todas as batalhas desde 2013. A vitória eleitoral em 2014 foi quase um acaso, e que não se traduziu, de qualquer forma, em vitória política.

    Não é possível que alguém ache que estamos no caminho certo.

    Lançar uma candidatura diante de uma prisão, e passar a imagem, ao eleitor, de um candidato postiço, que precisa consultar uma liderança presa antes de tomar qualquer decisão, não é, evidentemente, uma boa ideia, pelo menos na opinião da maioria dos brasileiros que foram às urnas no último domingo. O PT sacrificou a candidatura de Marília Arraes em Pernambuco para perder para Bolsonaro em Recife e ver o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, ser derrotado, humilhantemente, no primeiro turno. E tudo para quê? Para eleger Paulo Câmara, que apoiou, com todas as suas forças, o impeachment, e prejudicar Ciro Gomes, que, igualmente com todas as suas forças, lutou contra o golpe?

    Lula foi um dos melhores presidentes da nossa história, mas também cometeu grandes erros: escolheu Dilma uma e duas vezes, entupiu os tribunais superiores de reacionários e golpistas, fortaleceu a Globo, não se esforçou para politizar o povo e, por falta de uma política de comunicação digna, deixou que a classe média fosse cooptada pela extrema-direita.

    O fato de estar preso, num processo viciado, sem provas, não é exatamente prova do sucesso de suas estratégias políticas ou jurídicas.

    O nosso objetivo não pode ser mais apenas as eleições deste ano, e sim a criação de uma frente de resistência de longo prazo, que tenha estratégias para as eleições municipais de 2020 e nacionais de 2022, com foco não apenas na eleição de um “salvador da pátria”, que não terá condições de salvar nada, mas na reconquista da classe média (que não é “elite”, e sim maioria da população brasileira) e na formação de uma bancada legislativa progressista, nacionalista e socialmente sensível.

  20. O Ciro esta corretissimo em

    O Ciro esta corretissimo em não ficar para subir em palanque algum.

    Só pode ser brincadeira isso.

    O PT de forma deliberada sabotou a campanha do Ciro apenas e tão somente visando com isso resguardar seus interesses primarios no tocante a manter sua liderança no campo da esquerda Brasileira.

    Para isso ele “RIFOU” o Brasil.

    Não houve preocupação nenhuma com direitos humanos, garantia e compromisso com a continuação da democracia ou defesa das minorias que ele diz estar comprometido.

    O que aconteceu foi simples, Lula percebeu que se Crio fosse eleito ele inevitavelmente perderia a hegemonia no setor progressista, e pior caso Ciro conseguisse fazer ao menos metade do que ele se comprometeu, o PT como partido seria devastado por um lado devido ao antipetismo e por outro devido aos eleitores da esquerda em boa parte adotarem a liderança de Ciro Gomes.

    Lula podia escolher salvar o Brasiil apoiando Ciro Gomes ou rifar o Brasil em uma aventura imprevisivel onde ele de forma covarde correu para tirar o tempo de tv do PDT entregando de bandeja o estado de Pernambuco apenas em troca do Não apoio do PSB a candidatura Ciro.

    Ou seja Lula mais do que qualquer outra pessoa sabia pefeitamente o que estava fazendo e os riscos envolvidos, entao quando teve que escolher salvar o PT (leia-se sua liderança) ou salvar o Brasil de uma aventura com alguem sem as minimas condições para fazer um governo sustentavel, ele optou (comoi todo coroné) por apostar na sua conveniencia.

    E agora CINICAMENTE estão dizendo que cabe ao Ciro o papel de “Corno Manso de Lula” ,  pois ele ja foi traido uma vez ainda quando Lula era governante e não aceitou apoiar sua pretenção a presidencia em futura eleição (já ciente do risco que ele era para a hegemonia Lula/PT)

    Foi elemento principal na sabotagem a sua candidatura neste ano.

    E agora espera que ele se preste ao papel de endoçar uma escolha feita a revelia dos interesses da nação, e caso ele se negue ainda dizer que é ele (Ciro Gomes) o judas?

    Brincadeira isso né?…rs

    Foi   

  21. O Ciro esta corretissimo em

    O Ciro esta corretissimo em não ficar para subir em palanque algum.

    Só pode ser brincadeira isso.

    O PT de forma deliberada sabotou a campanha do Ciro apenas e tão somente visando com isso resguardar seus interesses primarios no tocante a manter sua liderança no campo da esquerda Brasileira.

    Para isso ele “RIFOU” o Brasil.

    Não houve preocupação nenhuma com direitos humanos, garantia e compromisso com a continuação da democracia ou defesa das minorias que ele diz estar comprometido.

    O que aconteceu foi simples, Lula percebeu que se Crio fosse eleito ele inevitavelmente perderia a hegemonia no setor progressista, e pior caso Ciro conseguisse fazer ao menos metade do que ele se comprometeu, o PT como partido seria devastado por um lado devido ao antipetismo e por outro devido aos eleitores da esquerda em boa parte adotarem a liderança de Ciro Gomes.

    Lula podia escolher salvar o Brasiil apoiando Ciro Gomes ou rifar o Brasil em uma aventura imprevisivel onde ele de forma covarde correu para tirar o tempo de tv do PDT entregando de bandeja o estado de Pernambuco apenas em troca do Não apoio do PSB a candidatura Ciro.

    Ou seja Lula mais do que qualquer outra pessoa sabia pefeitamente o que estava fazendo e os riscos envolvidos, entao quando teve que escolher salvar o PT (leia-se sua liderança) ou salvar o Brasil de uma aventura com alguem sem as minimas condições para fazer um governo sustentavel, ele optou (comoi todo coroné) por apostar na sua conveniencia.

    E agora CINICAMENTE estão dizendo que cabe ao Ciro o papel de “Corno Manso de Lula” ,  pois ele ja foi traido uma vez ainda quando Lula era governante e não aceitou apoiar sua pretenção a presidencia em futura eleição (já ciente do risco que ele era para a hegemonia Lula/PT)

    Foi elemento principal na sabotagem a sua candidatura neste ano.

    E agora espera que ele se preste ao papel de endoçar uma escolha feita a revelia dos interesses da nação, e caso ele se negue ainda dizer que é ele (Ciro Gomes) o judas?

    Brincadeira isso né?…rs

    Foi   

    • Leônidas, você está certo (todo o mundo se põe como julgador, eu

      você está certo (todo o mundo se põe como julgador, eu tô julgando tuas palavras, assim como julgo que um figurante por aqui é muito infantil ao se referir a “personalismo” de um Ciro Gomes. (Os infantilismos sempre são presunçosos e sutilmente arrogantes e certos). Faça um apanhado da história das rasteiras e facadas que o personalista Lula deu não apenas em Ciro, mas dentro de seu próprio partido, e verás. Procure saber de várias fontes (não tema direita, esquerda ou fonte de centro, que se tenha como progressista, democrática, esquerda , seja de que cor for ) sobre como e por qual motivo Lula foi pra vida sindical,pisou pela primeira vez um sindicato. Já notou (logo notei) que aqui é um clube de amigos sem divergências sérias?

  22. O personalismo do Ciro Gomes

    O personalismo do Ciro Gomes nunca enganou a quem o conhece de perto(em termos políticos). Ressentido – se com razão isso é detalhe frente à enormidade da causa – se manda para a Europa enquanto políticos e personalidades do chamado Centro e até de Direita se expõem publicamente declarando apoio a candidatura de Haddad.

    Nem um textão de trocentas linhas, merce de bem escrito e articulado, do MIguel do Rosário vai amenizar esse “lava as maõs”.

  23. Chuto que 70% de quem votou
    Chuto que 70% de quem votou em Ciro votará no Haddad e 30% vai branco/nulo/ausente, principalmente por esta postura petista que insiste em apoio explicito ao seu projeto.
    Todos foram claros em dizer Democracia Sim, ele não. SIM, isto nao significa adesão ao projeto do PT. ISTO SIGNIFICA REJEIÇÃO A BOLSONARO.

    Logo, o unico modo de fazer isto é apertar 13 e confirmar.

    O centro do debate não é o PT ou seu plebiscito sobre LulaLivre (preso injustamente). O centro do debate é o antipetismo. BOLSONARO É MOVIDO POR ÓDIO CONTRA O PT,
    Bem que os petistas podiam tornar esta tarefa fácil, parando de incomodar aqueles que buscam, de verdade, que o pior não aconteça para o povo, e nao para o PT.

    Votar 13 nao é votar no Lula, no PT, ou em Haddad.
    Votar 13 será uma tarefa muito dificil. Será escolher por mais 04 anos de mais do mesmo caos politico economico. Serão mais 04 anos de coxinhas e mortadelas.

    Mas democracia é dificil mesmo. E os democratas escolherão o menor dos males, para para evitar o pior deles.

    Como dia minha sabia vozinha “muito ajuda aquele que não atrapalha”. Então chega de estorvo e vamos tentar salvar o Brasil votando 13.

  24. “De onde menos se espera é

    “De onde menos se espera é que não sai nada mesmo”. 

    Barão de Itararé

    O belo texto do Rui poderia muito bem ser resumido nesse aforismo do grande Apparício Torelly. E não por coincidência, mas por simples empirismo, as três personalidades arroladas são, digamos assim, da mesma espécie: Homo Egocentrum. São pessoas altamente solidárias……com elas mesmas!

    Extraordinário mesmo seria a grandeza de, pelo menos nessas horas angustiantes, pensarem no país e esquecerem suas mágoas políticas e pessoais. 

     

     

     

  25. Vocês querem culpar políticos que não são do PT pelo antipetismo
    Acho engraçado que vocês fantaziam que simplesmente Ciro e outros subindo num palanque ao lado de Haddad dizendo que ele é lindo e maravilhoso irá acabar com o antipetismo.

    O apoio deles é concgruente com todos nós que votamos no Haddad não pelo PT, mas contra Bolsonaro. É só o que vão conseguir independente de subirem em palanque, ou não.

    Se Ciro subir num palanque com Haddad tudo o que ele vai conseguir é novamente não ser eleito em 2022, pois sabemos quw petistas não vão votar nele e Bolsonaristas mesmo desiludidos não votaram em algué associado tão próximamente ao PT.

  26. “mentecapto”,”infiltrado”,”falta de humildade” (de ex-candidato)

    Dalagnol fez carreira espalhando “convicções”: há quem seja discípulo do santo Lula e condene ao inferno os “mentecaptos”, “infiltrados” que não compartilhem no clube, do fã-clube que pensa tudo do mesmo jeito e só veja auto-estima (falta de humildade) e temperamento forte em Ciro Gomes (humildade é um sentimento bastante religioso, por vezes muito falso, e temos um excepcional exemmplo que nem é bom falar, senão o fuzilamento se prepara). Há uma enorme ignorância (no sentido de desconhecimento) do que foram os anos Lula, daí o enaltecimento cego. Chega a ser a outra face do fascismo.

  27. Ouvi Ciro protestar, sem
    Ouvi Ciro protestar, sem cargo público, durante o processo inteiro de impeachment. Muito mais do que Lula. E obviamente mais do que Renan Calheiros e Eunício Oliveira.

    Nós de esquerda defendemos acima de tudo os direitos individuais. Ninguém é obrigado a nada. E Ciro não seria obrigado a subscrever a proposta ridícula que o PT submeteu ao TSE. É como subscrever a nova crise no país.

    O PT minou a campanha de Ciro por ter medo de um bom governo dele. Agora ganhar ou perder não faz diferença. Enquanto isso, “jornalistas” de quartel, alijados das decisões da cúpula, tentam pôr a culpa em outrem.

    O Brasil já era, e a culpa é de Lula e Gleisi.

  28. Bravo!!!

    Parabéns à peça teatral do PT, colocaram o povo em um beco sem saída onde se beneficiarão  de qualquer modo, perdendo, já acharam o seus bodes expiatórios e votarão como salvadores da pátria ,ganhando, perpetuarão com suas garras sobre o poder e continuarão a usar imagem milagrosa de São Lula. O saudoso Maquiavel sente orgulho. 

  29. Agora é tarde, Inês, Inácio,
    Agora é tarde, Inês, Inácio, Marina,Fernando e Ciro estão mortos. Mortos pelo ódio anti PT. É muito chato ouvir as pessoas comuns falarem que serão obrigadas a votar no Haddad pq Bozo é medíocre e possui escrúpulos suficientes para não conseguir referendar este Energúmeno. Realmente foi a melhor hora para disputar a hegemonia da esquerda e seguir Lula numa jornada em busca da redenção eleitoral. jair bolsonaro tem a quem agradecer pela vitoria: A nós da esquerda.

  30. Meu caro Rui

    Eu queria ter o dom de conseguir tocar o sentimentos destas pessoas, já que a racionalidade está fora de cogitação. Eu como você Rui, entendo que a oposição dos mesmos, está mais perto da palavra ego do que de racionalidade. Eu gostaria de neste momento poder compreender, pois afinal eu sei que as coisas do ego machucam muito duramente. Eu sei que a rejeição, ou ser preterido em uma dada escolha doi muito. Eu sei que  ver desafiado em todo o conhecimento, e principalmente na propalada sabedoria é devastador.  Eu sei que ver evidências claras de meus erros é insuportavel.

    Mas infelizmente eu tenho que deixar estes conflitos para o divã. ( Coisa que nosso colega blog Maestri detesta) Afinal o que está em jogo vai muito além dos egos e dores e daquelas miradas furtivas no proprio espelho. O que está em jogo é um país . Mas meu caro Rui eu não tenho o dom de tocar os sentimentos destas  pessoas. Apenas quero avisá-los que após ajudarem no processo,  mensalão – impeachment entraram numa rota suicida. Foi o suicídio sucessivo de todas as nossas Instituições: Com o impeachment suicidaram as instituições democráticas condenando a morte o executivo, que para se manter no poder colocou o país na mão do centrão que  condenou o legislativo,  perseguindo politicamente um ex-presidente condenaram o judiciário.  O judiciário inflado pela mídia se suicidou em cada  campanha difamatória, em cada abuso de poder.  Através da mídia criaram a narrativa que destruiu não apenas um partido, mas destruiu  a política. Esta mesma campanha que destruiu a própria instituição Imprensa.    Se a mídia teve um dia a veleidade de controlar corações e mentes, foi superada pela tal rede, que é algo incontrolável.  E assim a imprensa também se suicidou. A noticia não ser  news mas apenas fake foi a imitação do exercício diário da imprensa nos últimos anos.

    E agora o silêncio destas figuras políticas  que talvez não tenha compreendido, é uma carta de suicidio, não apenas político, mas também pessoal. Afinal uma vez instalado o fascismo eles vão  existir apenas como fantasmas. Assim como Lacerda, Juscelino e Jango transformados em figuras  virtuais no pós 64. 

     

    PS: Meu caro Rui não tenho o direito de colocar Ciro no mesmo saco que Marina e FHC, , afinal não aplaudiu nem mensalão nem impeachment, nem a campanha  difamatória.  Mas tenho o direito de pedir a ele que tome uma posição agora, pois senão será muito grave para o país, e também para ele mesmo. Pois ainda acho que Ciro tem muitas contribuições a dar, mas espero que não como fantasma.

  31. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome