Enquanto isso, bolsopatas cantam Vandre e a PF canta João Bosco, por Armando Coelho Neto

 
Enquanto isso, bolsopatas cantam Vandre e a PF canta João Bosco
 
por Armando Rodrigues Coelho Neto
 
“Você, naturalmente, já foi à Disney, não é?”, perguntou a socialite ao escritor e dramaturgo Ariano Suassuna, durante um evento social no Rio de Janeiro. Perplexa com a resposta negativa, retrucou: “foi aos Estados Unidos e não foi à Disney?”. Mais uma decepção, pois o poeta respondeu que nunca havia saído do país. No desenrolar da conversa, Ariano acabou se convencendo que aquela senhora havia dividido a humanidade em duas partes: entre os que foram e os que não foram à Disney. O episódio está relatado em vídeo no Youtube e, brincadeira ou não, reflete o fútil e alienado perfil de grande parte da sociedade brasileira.
 
Tenho ironizado o perfil classe média brasileira com uma fala da filósofa Marilena Chaui. “A classe média brasileira é uma aberração cognitiva” – seja lá o que for que ela quer dizer com isso. Aliás, vigente dentro da Polícia Federal, onde vivi mais tempo do que com minha família. Mais da metade de minha existência foi lá. Entre tapas e beijos, conheci as entranhas do pensamento dominante, o ideário do carreirismo, das fogueiras de vaidades e das puxadas de tapete… Observei perplexo o frenesi da cultura do chegar lá – pouco importa o sentido e a dimensão do que isso possa representar para os federais. Havia e há um chegar lá a qualquer custo – puxando o saco honesta ou desonestamente.

 
Grande parte dos integrantes da PF tem o denominado perfil “qualificado”, quando se toma por base os referenciais médios de aferição cultural, saldo bancário, o carro, os eletrodomésticos. Mergulhados e ou fechados nesse universo de números, signos e significados, muitos sequer têm idéia do que possa ser o tal “ideário classe média”. Até se irritam quando “um classe média” como eu (sob a perspectiva deles) critica a classe média. Mas, o universo PF não difere das demais confrarias golpistas. Numa entrevista sobre salário, um desembargador paulista disse que seus colegas entram em depressão por não poderem viajar pra Miame. Um auditor fiscal, durante debate salarial com um ministro, fundamentou a necessidade de reajuste dizendo: “ministro, tenho dois aparelhos de ar condicionado e só estou ligando um”.
 
O que a Polícia Federal tem a ver com Ariano Suassuna e Marilena Chaui? O ideário classe média descrito por ambos, que por conta da aberração cognitiva separa o mundo entre quem foi ou não à Disney. Quero, pois, falar da burrice crônica da classe média desconectada e o faço ao me dar conta de que numa manifestação pró-intervenção militar, uma legião de bolsopatas o fez entoando a canção “Pra não dizer que não falei das flores”, de autoria do Geraldo Vandré. Perdidos de tudo, os bolsopatas não conseguem estabelecer um diálogo político civilizado com qualquer cidadão. Ao mesmo tempo em que têm informação, a conjugação de dados é rasteira e tendenciosa. Como assim? Já ouviram falar de Geraldo Vandré mas não sabem o que defendeu e nem o que aconteceu com ele por defender suas idéias. 
 
Ao ver o uso inadequado da canção de Vandré, lembrei de uma campanha política de Paulo Salim Maluf embalada pela música “Explode Coração”, composta por Gonzaguinha, que se vivo estivesse à época, não permitiria o aviltamento público de sua obra. Não sem propósito, Chico Buarque desautorizou o uso da canção “Roda Viva” no hoje desmoralizado programa do mesmo nome. Coisas da aberração cognitiva de que fala Marilena Chaui, tão odiada dentro da PF quanto o ex-presidente Lula, justo ele que propiciou os melhores salários e recursos materiais para instituição. Justo ele, ligado ao partido que, por meio da legítima Presidenta Dilma, conferiu o maior arsenal jurídico para a PF trabalhar. 
 
Daí que quando discuto a acefalia crônica do ideário classe média, de pronto me ocorre os barnabés da golpista Polícia Federal. Seus servidores não aprenderam nada, quando, por burrice, maldade, preconceito ou ódio aos pobres, apoiaram a candidatura de Aécio Neves e até hoje integra a vassalagem do covil tucano. A propósito, a falange paulista concede ou concedeu sesmarias a delegados ativos e inativos da PF. Afinal, Alckmin, Serra, Dória e Huck não dormem em serviço e quer manter sesmarias na polícia judiciária mais bem paga do País. Polícia, aliás, onde cresce vertiginosamente o ideário bolsopata, no melhor estilo aberração cognitiva do quem foi ou não à Disney.
 
Pois bem. Recentemente, se o ideário bolsopata da PF não engrossou o coral cantando Vandré pró-intervenção militar, em mais uma pirotecnia truculenta, batizou uma operação pelo nome de “Esperança Equilibrista”, numa alusão a obra de João Bosco e Aldir Blanc (O Bêbado e a Equilibrista). Indignado, o autor, por meio de nota no Facebook, destacou a truculência bolsopata que a cada dia se consolida na PF. Segundo ele, a canção foi concebida “em honra a todos os que lutaram contra a ditadura… Não autorizo, politicamente, o uso dessa canção por quem trai seu desejo fundamental. Noutras palavras, o ideário classe média da PF poderia dormir sem essa.
 
Vexames da PF à parte, o que choca é a superficialidade que tem marcado as ações da PF, com matizes mais intensas na trupe golpista de Curitiba. É dela que brotam as interpretações rasteiras da lei e dá mote à mídia produtora de sofismas. Via cínico jogo de palavras, produz ilusões de verdades e pós-verdades. Inspirada, movida e consubstanciada pela mentalidade excludente e precária de quem divide a sociedade entre quem foi ou não à Disney.
 
É essa gente com raciocínio raso que vem traçando os destinos do País. É com essa “profundidade” que produzem leis, investigam, acusam, condenam, destroem reputações. É com essa mentalidade que a Farsa Jato exibe como troféu a recuperação de R$ 1,4 bilhões para a Petrobras. Um fundamentado discurso da Senadora Gleisi Hoffmann revela que os ativos da empresa são de R$ 802 bilhões e que só no primeiro mandato da Presidenta Dilma Rousseff foram investidos R$ 462 bilhões. Mostra também que a Farsa Jato causou prejuízo de R$ 140 bilhões à empresa e que causou três milhões de desempregados. 
 
O fruto dessa aberração cognitiva impede a análise daqueles números e intensifica o conteúdo ginasiano da sentença condenatória de Lula.  É com essa profundidade que os meios de comunicação colocaram o Brasil como o segundo pais do mundo em que as pessoas têm a percepção equivocada sobre a realidade, segundo pesquisa internacional do instituto Ipsos Mori.
 
A rasidade do raciocínio superficial que divide o País entre os que foram e não foram à Disney e o voyeurismo estimulado que gravita em torno disso se tornam engraçadas na crônica de Ariano Suassuna. Mas é trágica na vida real do povo brasileiro, dominado por uma elite burra, mesquinha, atrasada e malvada. A verdadeira aberração cognitiva, na qual bolsopatas cantam Vandré e a PF canta João Bosco…
 
Armando Rodrigues Coelho Neto é jornalista e advogado, delegado aposentado da Polícia Federal e ex-representante da Interpol em São Paulo
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Equipe da PGR não copiou nem a metade dos dados da Lava Jato em Curitiba

19 comentários

  1. Grande João Bosco

    A classe mérdia é fraquérrima. Não querem se identificar com os de baixo, de quem são muito próximos, nem são aceitos pelos de cima, onde não conseguem alcançar.

  2. Uma dúvida para que colegas advogados nos esclareçam..

    Todas as “autoridades do estado brasileiro” que articularam, insuflaram ou apoiaram ativamente o golpe de 2016 (verdadeiro crime de estelionato contra dezenas de milhões de brasileiros) não deveriam ser enquadrados em artigos do código penal ?

    Incluíndo crimes de apologia ou incitação a crimes de conspiração contra a ordem democrática ? 

    Ou vamos para uma campanha eleitoral em 2018 sem discutir a punição aos autores deste crime hediondo ?

    • Por exemplo :
      É concebível

      Por exemplo :

      É concebível que autoridades do judiciário (inclusive policiais federais) sejam partícipes ou omissos em crime de emissão de cheques sem fundos (art.171) ? .

      Se for, então vamos todos para a robauto (robtudo) de Acari .

  3. A tragédia da classe média

    A tragédia da classe média não é a ignorância, é ignorar que não sabe. Se acha intelectual ! Não percebe que lhe foram dados meios de entender melhor o mundo e recusa evoluir. Até piada de ignorante da base é mais engraçada que a do meio da pirâmide. Essa da madame e de Miami é pungente, dolorosa. Diferente daquela do calouro que se apresenta diante de Ari Barroso e perguntado sobre o que vai cantar responde “um sambinha”, Aquarela do Brasil. A ginga do calouro da favela colore-a de alegria. A depressão da madame do apartamento deságua no projac, ops, prozac. A classe média, espremida entre os de cima que não a quer e os de baixo que não quer,  paga ao Psiquiatra o preço de sua mediocre solidão miamiesa. E por falar em Psiquiatra, quem conhece a subdivisão médica da classe média vai achar que os policiais são felizes. Pra finalizar, que fique claro, não estou generalizando, não me refiro a exceções, não estou falando de Armando Coelho Neto nem de Aldir Blanc.

  4. “Meu delirio é experiência com as coisas reais”

    Uma tristeza sem fim conversar com certas alas da classe média, sobre politica em particular. O compositor e cantor Paulo Vanzolini numa entrevista onde fora perguntando qual a diferença entre o publico do inicio de sua carreira e desses tempos, ele respondeu que a diferença basica é que quando escrevem pedindo para que cante Ronda, agora escrevem Honda… Que fazer? Ajudar a esclarecer os que não entendem ou estão confusos com tanta desinformação politica e da velha roupa descolorida: a eterna luta de classes.

    • Vanzolini e Ronda
       

      Quando escrevem para que Vanzolini cante honda,  num gesto de civilidade o Paulo, em vez de cantar faz:

      “vrumm,vrum,vrum,vrum, rram,rrram,rrrammmr,rrram,rrrammrrammmm”

      E’ uma  “honda cívica”!!!

  5. enquanto…..

    Esquerdopatas do Mundo. Uni-vos. O que já foi esquerda, muito melhor que todos casos citados (da direita que apoiados por esta classse média), e que era detentora do monopólio da verdade? Pallocci já foi esquerda? Agora acusa descaradamente Lula e a corrupção que compartilhavam.  Vaccarezza, preferiu a cadeia a devolver os milhões conseguidos com tanto empenho anticapitalista. Do PT a Conselheiro e Assessor de Kassab. Marta Suplicy. Lembram? Esposa de quem mesmo? Expressão maior da ala feminista do PT. Me parece, só me parece que estava no Programa Partidário do Temer, na semana passada? Onde está então a Esquerdopatia Messiânica que nos salvará para todo o sempre. Amém? Maluf, diziam, era ladrão. Ainda bem que vemos algo tão diferente agora, não é mesmo? Mas a esquerda, lançou de todos meios juridicos e judiciais, para prender tais bandidos. E conseguiu. A certeza que um será preso na 2.a Instância. José Dirceu, já cumprindo pena. José Genoino, eliminado da Política, depois de cumprir sua pena na cadeia. Fora outros tantos. Judiciário tod oempossado por progressistas coxinhas e mortadelas. Não me venham com perseguição política. Ou façam como o Tucanistão. Aliciem todo MP e se livrem de acusações. Grande estratégia de bandidos. Se aliar com o Judiciário. Bolsonaro é só uma opção. A possibilidade da sua vitória é que incomoda. É muito fácil. Mostrem algo melhor que suas propostas. Mostrem averdadeira democracia. Do Povo, pelo Povo, para o Povo. E não Representantes do Politicamente Correto, ditadura disfarçada em pseudo-democracia. Até porque, esta gente toda e suas certezas etrenas, já nos ofereceram Tancredo Neves, parasita secular da Elite Mineira e toda a sua família. “Rato de Gabinete”, segundo os seus. “Onde tem um Cargo, lá estará, não importa o Governo”. Como demonstrou sua vida pública e política. E nos venderam como a Renovação e Transformação na Política. Todo restante da família esta aí, para nos revelar a verdade. Até para os mais céticos. Farsa que já dura novamente 40 anos. Então, quem pode atirar a primeira pedra? Bolsonaro é a prostituta a ser apedrejada? Quem é melhor que ele?     

    • Absolutamente Didático!

      Esse texto do Dr. ze, exemplifica com pefeição a mentalidade bolsopática. Ele escreveu essas aberrações

      para mostrar como é feia, abjeta e desonesta essa forma de pensar e agir. A função didática é a de que

      ao deparar com toda a ratice, as pessoas evitem  praticalas.

      Quem é melhor que Bolsonaro?  Existe um monte de caras que se rivalizam a ele, e possivelmente são

      melhores, como por exemplo o FHC, o Temer, Dória, Huck, Serra, Cunha, Jucá, Mourão, Moro…,  a lista

      é grande,  o Lobão, Quim Katag.., Skaff, enfim um melhor que o outro, com a vantagem de não serem

      esquerdopatas, direitoPATOS, a maioria…

  6. O MT também estuprou a canção

    O MT também estuprou a canção do Vandré. Declarou na maior cara de pau agora em Buenos Aires: “Para não dizer que não falei das flores, a reforma da previdência vai bem”

    O nível de deboche dos golpistas está atingindo as raias do absurdo. 

  7. Bolsopatas

    ARMANDO COELHO

    (1)  Eu já disse que se eu fosse Presidente da República, o nomearia Diretor Geral da Polícia Federal com uma missão prioritária: defenestrar da instituição todos esses pseudo-policiais que contribuiram para a destruição do Estado Democrático de Direito.

    (2)  O qualificativo BOLSOPATA é muito apropriado a essa classe média, exatamente por sua ambivalência. Ao mesmo tempo em que significa identidade com os valores fascista de Bolsonaro, significa também aquele que orienta sua existência pelo princípio do “conteúdo de seu Bolso”.

  8. A mais pura verdade

    O que o colega Armando fala sobre a Polícia Federal é a mais pura verdade. É o local mais insalubre para trabalhar que existe dentro da Adminisgtração Pública. Facada nas costas e puxada de tapete (pra falar do mínimo…) é corriqueiro lá dentro. É o tipo de local em que você frita peixe tendo que manter um olho no gato…

  9. Verdadeiro bundalelê…

    1) O supermercadista Abílio Diniz acaba de proferir apoio total a todas as  reformas efetuadas pelo salafrário que roubou os votos de dezenas de milhões de brasileiros .

    2) Com que moral a Rede Globo e outras emissoras de rádio e TV’s, que infringiram as leis de outorgas ao conspirarem contra a ordem democrática,  cobrarão o fechamento de rádios piratas ? 

    a) Como o supermercadista Aílio Diniz e a polícia federal terão autoridade moral para combaterem os roubos de cargas que se disseminam nas periferias do RJ e de outros estados da federação ?

    * Nas últimas 48 horas, toneladas de mercadorias natalinas que abasteceriam supermercados foram extraviadas para diversas comunidade do RJ .

     

    • Diniz = Temer

      Abílio Diniz é sócio de Jorge Paulo Lemann – financiador do golpe contra o Estado Democrático de Direito. Lemann, um dos homens mais ricos do Brasil, tem mais de 20 offshores em paraísos fiscais para, legalmente, não pagar imposto no Brasil.

      Diniz e Leman são ilustres membros da plutocracia escravocrata e colonialista. São parceiros de Temer, Aécio etc.

       

  10. Faz tempo que estão tentando

    Faz tempo que estão tentando igualar as operações da PF com as grandes  propagandas da Bombril. Se a Bombril pelas mãos de Washignton Oliveto usava os fatos reais para suas paródias com o genial garoto da Bombril, o propagandista da PF tenta mostrar erudição e conhecimento histórico (só que não), plagiando frases dos antigos romanos e da Grécia dos filósofos, além de obras artísticas clássicas e populares, títulos de músicas  ou de obras literárias, – porque plágio é a palavra certa, não é paródia, mesmo que tentem. Aliás, lá pelos anos das décadas de 1990 e 2000, a revista especializada em publicidade e propaganda fez uma reportagem sobre os nomes de efeito das operações policiais (.Meio&Mensagem, só não lembro do número). Com os plágios, o que conseguiram fazer foi expor as ações da PF como uma paródia de si mesma. Tipo  comédia  como Corra ,que a polícia vem aí.

  11. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome