FHC sai em defesa da Lava Jato: “errado quem pensa que favorece partido”

 
Jornal GGN – O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso saiu em defesa da Operação Lava Jato, em vídeo publicado nas redes sociais. O tucano disse que há uma singularidade nas investigações, ao “ver gente poderosa sendo julgada”.
 
“Quem imaginar que lava Jato é para perseguir alguém, para favorecer partido, está errado. É para fazer com que a Justiça se cumpra no Brasil”, disse FHC, em discurso complatamente contraditório com o último depoimento prestado em ação do juiz da Vara Federal de Curitiba, Sérgio Moro, contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
 
Na ocasião, em audiência junto ao magistrado do Paraná, FHC apesar de não criticar diretamente a Lava Jato, mostrou que as acusações contra Lula eram inconcebíveis, desmentiu que manter o acervo presidencial seria ilegal.
 
“Um problema imenso. Como o acervo é de interesse público, você (qualquer ex-presidente) apela para doadores, porque você é obrigado a manter a coleção de objetos, mas não tem recurso para manter”, havia dito o ex-presidente tucano em depoimento que desmontou uma das teses de acusação contra Lula.
 
Agora, entretanto, FHC sai na ofensiva a favor dos investigadores da Lava Jato. Disse que os procuradores da República e delegados da Polícia Federal têm feito “um trabalho excepcional”. “Muita gente tem me perguntado o que eu penso da Lava Jato, qual é a minha posição. Para começar, a Lava Jato é um órgão de Estado, funcionando e tem feito 1 trabalho excepcional. Tem feito busca dos erros, quem errou aqui, e quem errou ali”, disse.
 
 
Defendeu, ainda, que as críticas contra as investigações ocorrem porque “não estávamos acostumados a ver gente poderosa sendo julgada” e que “temos que prestigiar as instituições”, entre elas a Operação Lava Jato, “para funcionarem plenamente, com liberdade, com democracia”.
 
Afirmou, também, que “se houver” exageros, eles precisam ser contidos, mas que há sim espaço na própria justiça, por um canal legal, para resolver esses problemas, por meio de recursos. “Acho que estamos vivendo um momento novo no Brasil e muito importante”, concluiu.
 
Acompanhe o depoimento completo:

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora