Gleisi responde a Temer e ao programa do PMDB

Jornal GGN – O PMDB de Temer preparou um programa especial para alavancar a sumida popularidade do governo. Falou, se localizou na história do Brasil, se colocou como protagonista, mostrou algumas mazelas e colocou toda a culpa no PT. O programa foi assunto na internet sendo criticado, desmontado e vaiado por opositores, que mostraram a que veio o atual governo.

Houve desmonte, desmobilização e entrega do país. Um programa sistemático de entrega. E a culpa foi colocada no PT. Não havia um projeto de país, mas um projeto de desmonte da democracia e da soberania. E Temer tenta, ainda, vender a ideia de que reformas da previdência e trabalhista são benéficas ao cidadão.

O PT, em nota assinada pela sua presidente, a senadora Gleisi Hoffmann, respondeu. Veja a nota a seguir.

Resposta ao programa do PMDB: Golpistas quebraram o País para tomar o poder

O povo brasileiro não esquece que o governo do PT foi um tempo de desenvolvimento, democracia, inclusão social, oportunidades e empregos como nunca houve antes neste país.

Quem deve desculpas ao povo brasileiro é o partido do golpista Michel Temer, que aprofundou deliberadamente a crise fiscal em 2015 e 2016 para chegar ao poder. Sob o comando de Eduardo Cunha, sabotaram todas as iniciativas de recuperação apresentadas pelo governo Dilma Rousseff e quebraram o Brasil com suas pautas-bomba: o aumento de 42% nos salários do Judiciário, o orçamento impositivo, a manutenção das desonerações, o fim do fator previdenciário e outras medidas irresponsáveis.

Não fosse a sede poder dos golpistas do PMDB e seus aliados, o Brasil já teria superado a recessão e o desemprego e teria hoje um governo legitimamente eleito, dentro da normalidade democrática. O povo brasileiro não esquece que o governo do PT foi um tempo de desenvolvimento, democracia, inclusão social, oportunidades e empregos como nunca houve antes neste país.

Gleisi Hoffmann – Presidenta Nacional do PT

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora