Caso Ribeiro: Bolsonaro silencia sobre possível interferência

Presidente participou de evento evangélico em Santa Catarina, onde voltou a defender armamento e discurso do “bem contra o mal”

O presidente Jair Bolsonaro esteve na Marcha para Jesus realizada em Balneário Camboriú – SC. Foto: Alan Santos/PR

O presidente Jair Bolsonaro (PL) esteve em Santa Catarina neste domingo (26/06), onde discursou em evento evangélico, mas não comentou sobre possível interferência na Operação Acesso Pago, que apura corrupção no Ministério da Educação.

Em discurso, Bolsonaro se esquivou do assunto e priorizou o ataque a gestões passadas e a narrativa do bem contra o mal, em ataque ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que lidera as pesquisas de intenção de voto para a eleição de outubro.

“Nessa briga do bem contra o mal, sabemos o que está na mesa. Um lado defende o aborto, o outro é contra. Um lado defende a família, o outro quer cada vez mais desgastar seus valores. Um lado é contra a ideologia de gênero, o outro é favorável”, ressaltou.

Democracia é coisa frágil. Defendê-la requer um jornalismo corajoso e contundente.

Junte-se a nós: www.catarse.me/jornalggn

Além de fazer referência à agenda de costumes, afirmando que “tirou da zona de conforto quem queria o mal do país”, Bolsonaro defendeu o armamento da população em nove da “liberdade”.

Enquanto isso, o delegado federal Bruno Calandrini, responsável por investigar o gabinete de pastores no MEC, disse em comunicado enviado à Justiça Federal que acreditava no vazamento do inquérito.

“Os indícios de vazamento são verossímeis e necessitam de aprofundamento diante da gravidade do fato aqui investigado”, escreveu, chegando a citar ligações do ex-ministro Milton Ribeiro que deixavam claro que ele “estava ciente” que ele seria alvo de buscas.

Com informações do jornal Correio Braziliense

Leia Também

Caso Ribeiro expõe tensões internas na Polícia Federal

CPI do MEC deve ser instalada no Senado Federal, diz Weiller Diniz

Investigação de Milton Ribeiro gravou mais de 1700 ligações

Gravação de esposa de Ribeiro aumenta suspeita de vazamento de operação da PF

Bolsonaro é suspeito de interferir em operação contra Milton Ribeiro. Caso é remetido ao STF

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador