Alexandre Padilha lança vaquinha para financiar campanha de reeleição; eleitor pode “parcelar” doação eleitoral

De acordo com o calendário eleitoral de 2022, os pré-candidatos podem lançar campanhas de financiamento coletivo desde 15 de maio

O deputado federal Alexandre Padilha é um dos primeiros pré-candidatos a lançar campanha de financiamento coletivo visando a reeleição. Foto: Divulgação

Ex-ministro da Saúde do governo Lula e ex-secretário da gestão Fernando Haddad em São Paulo, o deputado federal Alexandre Padilha (PT) lança nesta terça-feira (17) uma vaquinha virtual para financiar sua candidatura à reeleição.

Nesta modalidade, os eleitores poderão fazer uma doação pontual ou aportes recorrentes, “parcelando” a contribuição ao longo dos próximos meses, até a eleição em 2 outubro. As contribuições começam em R$ 20,00.

De acordo com o calendário eleitoral de 2022, os pré-candidatos e pré-candidatas podem lançar campanhas para arrecadação prévia de recursos na modalidade de financiamento coletivo desde o último domingo, 15 de maio. A liberação dos recursos por parte das entidades arrecadadoras está condicionada ao cumprimento do registro de candidaturas pelos candidatos, à obtenção de CNPJ e à abertura de conta bancária pelas campanhas, de acordo com a legislação eleitoral. É vedado o pedido de voto e outras violações à lei de propaganda eleitoral na internet nesta fase.

Deputado em primeiro mandato, Padilha divulgou a campanha nas redes sociais usando um vídeo que lista suas principais ações na Câmara dos Deputados. O parlamentar é um dos autores da lei que indeniza trabalhadores da Saúde que foram vítimas da Covid-19, da Lei Aldir Blanc e do relatório do piso nacional da enfermagem, entre outros feitos.

Um dos primeiros pré-candidatos do PT a lançar a vaquinha virtual, Padilha está entre as figuras do partido habilitadas para receber recursos do fundo eleitoral. O mandato do parlamentar é defensor do fundo, considerado uma conquista da democracia representativa. A vaquinha virtual será uma forma alternativa de financiamento, para estimular o eleitorado a participar mais ativamente da campanha.

Para acessar a vaquinha, clique aqui.

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador