Datafolha: a diferença pode ser maior

Por J

A diferença pode ser ainda maior

Além de não ir ao RURAL (15% do país), e somente controlar a amostra para SEXO e IDADE (com desvios na ESCOLARIDADE coletada), o Datafolha apresenta 2 (dois) sérios problemas:

1º Problema: a AMOSTRA COLETADA equivale a uma AMOSTRA TELEFÔNICA

Para uma pessoa ser entrevistada, ela tem que necessariamente dar o nome e o telefone para checagem, mas somente 75,5% dos domicílios do país têm telefone fixo ou celular. A pesquisa é feita nas ruas, mas equivalente a uma amostra telefônica, sendo uma amostra dos mais ricos do país.

PNAD 2008 / IBGE

DOMICÍLIOS NO PAÍS

Domicílios /Telefone fixo convencional

44,4%

Domicílios / Telefone celular, existência

75,5%

www.ibge.gov.br 

2º Problema: os NOMES DOS CANDIDATOS são apresentados SEM OS PARTIDOS

Os nomes dos candidatos são apresentados sem os nomes de seus respectivos partidos. Como Dilma é menos conhecida como a candidata de Lula e do PT, a pesquisa induz os resultados para José Serra, diminuindo as intenções de voto em Dilma.

www.datafolha.com.br

www.tse.gov.br

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador