Os recaldos (Venceu a Democracia, perderam “os derrotados”)

O Blog Palavras Diversas reproduz a série de posts sobre os derrotados na eleição 2010, os que perderam além do voto: comprometeram seriamente a credibilidade, a pouca que ainda detinham, em uma batalha inglória e contra todos contextos e cenários desfavoráveis, em que vislumbraram manipular, caluniar, difamar, mentir…Os meios justificaram os fins (?), de fato, mas não resultaram em êxito (!).
A vontade do povo suplantou até a intromissão do papa a dois dias das eleições em um tema que interessa a sociedade brasileira discutir.  Mas quem não tem como resolver as contendas com seus próximos, recorre ao “irmão mais velho” para afugentar os adversários.  Mas os adversários eram muitos, dezenas de milhões, o que prevaleceu no final?
Uma outra pergunta que se faz nacessária e talvez nunca seja respondida sob o olhar científico político-social: qual teria sido o tamanho da vitória de Dilma, não fossem todas as artimanhas utilizadas apenas para adiar o inevitável?
Aos textos de Marco Antonio Araujo.
Derrotados da eleição – parte 1
Globo: o altar do sacrifício perdeu
 
As Organizações Globo agiram como um partido de oposição durante as eleições que levaram Dilma Rousseff à presidência da República.
Preferiam continuar aliados ao candidato das elites, como sempre estiveram durante a ditadura militar e os governos Collor, Itamar e FHC. Mas perdeu, playboy(…)  
  
  
  
Derrotados da eleição – parte 2
Veja não forma mais opinião
Das 42 capas da revista em 2010, até as vésperas do segundo turno, dezoito continham ataques a Lula, Dilma e o PT. Quase metade da existência da Veja é dedicada a montar palanque contra o governo federal e espalhar pânico e ódio(…)
  
  
  
  
  
  
  
  
  
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Derrotados da eleição – parte 3

Leia também:  Lava Jato usa conta imaginária e sentença de Moro para denunciar Lula pela 4ª vez em Curitiba

Otávio Frias Filho e sua Folha se esforçaram de forma comovente. Trabalho árduo ser uma usina de denúncias inúteis.

Nos 30 dias que antecederam o primeiro turno, em 23 deles a Folha estampou em sua primeira página manchetes garrafais sobre escândalos envolvendo a candidata Dilma. Uma verdadeira obsessão patológica.
Ela foi acusada até de ter causado prejuízo de R$ 1 BILHÃO a consumidores de luz. Factoide patético. Em nenhum único dia apareceu algo negativo sobre José Serra. Nem unzinho sequer.
Até a ombudsman do jornal acusou a Folha de ser parcial na cobertura da campanha(…)

Leia íntegra aqui>>>

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome