A regulamentação da imprensa em Taiwan

No dia 2 de maio de 2013, foi aprovada, na China, e em primeira instância, uma proposta de lei antimonopólio, que inclui a proibição das operadoras de TV a cabo que tem mais de 20% do mercado, também serem detentoras de TV a ondas, canais de notícias e financeiros, rádios e/ou jornais nacionais. Esta proposta ainda depende de ser aprovada por mais duas instâncias para se transformar em lei.

Esta lei antimonopólio está sendo criada como uma resposta às preocupações do público de que a Media na China caia sob controle dos conglomerados financeiros com vastos interesses, o que poderia comprometer a confiabilidade das coberturas jornalísticas.

Lendo esta notícia, os neoliberais vão dizer: estão vendo no que dá ter um Estado leviatã? E ainda querem regulamentar a imprensa no Brasil?

Não, meus caros. Isto não está a acontecer na China continental mas na China Taiwan, alinhada aos Estados Unidos e aos “liberais” brasileiros, paraguaios et caterva.

Link da notícia: http://www.wantchinatimes.com/news-subclass-cnt.aspx?id=20130601000106&cid=1104

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Governo do Reino Unido falha no rastreamento de Covid e região lança sistema próprio

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome