Os ataques no Rio, por Marcelo Freixo

Do Estadão

‘É momento de ter cuidado 

ENTREVISTA

Por Bruno Paes Manso, estadao.com.br, Atualizado: 25/11/2010 1:18 

Marcelo Freixo

DEPUTADO, SERVIU DE INSPIRAÇÂO A PERSONAGEM DO ‘TROPA DE ELITE 2’

Deputado estadual mais votado nas últimas eleições do Rio, Marcelo Freixo (PSOL), de 43 anos, também serviu de inspiração ao personagem Diogo Fraga, historiador e político que combate milícias no filme Tropa de Elite 2. Em 2008, presidiu CPI na Assembleia e indiciou 225 envolvidos.

O que vem ocorrendo no Rio?

Está ligado às UPPs e à transferências de presos a Catanduvas. Mas ninguém sabe direito, nem mesmo o governo. A instalação de UPPs desestabilizou o varejo do tráfico, que já vinha perdendo mercado pelas drogas sintéticas e violência. As UPPs consolidaram esse processo de decadência. Era natural esperar reação. Se ela não ocorreu na implementação das UPPs, era provável acontecer no final do ano, momento de festas.

AreaA reação da polícia preocupa?

Conversei à tarde com o coronel Mario Sérgio (comandante geral da PM), falando dos limites e cuidados que precisamos tomar. Porque o Estado não pode disputar quem é mais violento. A gente compreende que a situação é limite, que há necessidade de policiais nas ruas. Mas as ações têm de ser pensadas.

Como foi a conversa?

Liguei porque havia oito crianças em uma escola no meio do tiroteio na Vila Cruzeiro. Ele ligou para o Bope, que recuou. Nesses casos o Estado tem de recuar. Mas a polícia do Rio tem tradição de ser violenta. É a que mais mata no mundo em autos de resistência. Em momento de comoção, boataria, tensão, é preciso cuidado.

Leia também:  Milícias do Rio mantêm parceria com polícia, facções e igrejas pentecostais, aponta estudo

E como estão as milícias?

Estão quietas porque não estão sendo incomodadas. Não tem UPP na área de milícias. 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome