A fama de mau de Paulo Henrique Amorim

Sabe aquele jornalista que fazia o tipo debochado, sarcástico, gozador pleno, durão que nem ele só? Que parecia levar tudo no deboche e não se permitia nem um momento de relaxamento?

Pois é. Pagou estudos de colegas mais necessitados da Record. E, quando o reajuste demorava para sair para os jovens repórteres, completava o salário com dinheiro do proprio bolso até que o reajuste fosse sacramentado.

Acabei de saber por uma equipe do domingo Legal, que veio me entrevistar sobre ele.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Sob os céus de Brasilia, o strip moral dos poderes, por Luis Nassif

7 comentários

    • Também li o relato da irmã de PHA no portal UOL. Não sabia que PH tinha saído da TV Band por exigência e pressão do intragável FHC. Por aí se vê o quanto PHA sofreu com perseguições políticas. E, segundo a irmã de PHA, foi um baque o afastamento do programa Domingo Espetacular que ele não deve ter suportado. É triste saber que tudo isso aconteceu para uma pessoa com um coração tão generoso que ajudou muita gente. Muito triste.

  1. Não li a entrevista da irmã de Paulo Henrique Amorim, mas já sabia dos imensos estragos que a decisão da Record poderia ter feito.
    Não é à primeira vez e nem será a última, infelizmente, que interesses outros vão empurrando profissionais dedicados ao ostracismo, ao autodesmonte.
    Foi assim com Norton Nascimento. Brilhante ator da Vênus Platinada que por força de contrato nao pode sobreviver na profissão. Racismo, discriminação, inveja foram os fiéis da balança que o puseram no ostracismo, porta aberta para doenças, como adepress a o, alcoolismo, infarte..
    Haroldo de Andrade após mais de 4 décadas na Rádio Globo foi descartado. Não durou 12 meses.
    Temos inúmeros de exemplos de ações inumanas contra o profissional que “incomoda” o sistema, pessoas de um dado poder.

  2. Enquanto a grandeza de Paulo Henrique Amorim cresce sem cessar, a Record, Bispo Macedo, FHC e tantos e tantas que tentaram calar Paulo Henrique Amorim, não conseguiram. Não conseguiram por vários motivos e várias razões, entre elas: incompetência, mesquinharia, pequenez, confissão de culpa, covardia, sordidez, submissão, submissão e submissão. Porém, prefiro a melhor de todas: Não conseguiram porque ele tinha e razão e a verdade incontestável como aliadas. Parabéns Paulo Henrique Amorim, você botou todos no chinelo e todos e todas foram para o lixo imundo da história.

  3. Faltou aquele check-up anual de saúde para dar um flagrante na doença coronariana que acabou p/ nos privar dessa lenda do jornalismo. No seu auge.
    😢

  4. O coração parece ser menos resistente à amargura que que outros flagelos da alma. Foi o que matou um profissional com mais de cinquenta anos de batente e décadas na TV como apresentador e âncora.
    Dava para sentir no ar a revolta pela dispensa da Record cujo ânimo foi apenas o de não perder as graças do novo esquema de Poder capitaneado por um rancoroso inimigo da democracia.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome