A companheira

Uma das cenas bonitas dessas eleições foi a entrevista de Geraldo Alckmin reconhecendo a derrota, e sua declaração de amor à sua esposa, Lu Alckmin.

Na viagem que fiz com ele a Juiz de Fora, para uma entrevista, na volta Alckmin era todo orgulho e paixão pela mulher. Ela tinha estado em Belo Horizonte, e visitado o Mercado Central acompanhado da família de Aécio Neves. Alckmin mostrava a primeira página de diversos jornais destacando a cena. Piedosamente, os mineiros esconderam a maldade do “Estado de Minas”: a manchete “Da Daslu ao Mercado Central”.

Pouco importa. Apesar do escorregão dos vestidos que recebeu, na solidão que caracterizou a campanha do marido, sem correligionários, sem confidentes políticos, até por suas características pessoais, dona Lu mostrou ser uma grande companheira.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora