A medição oficial de velocidade da internet e a influência do wi-fi

Comentários ao post “A velocidade da banda larga da Net
 
Por PeixeBr
 
Nassif, tem uma informação que deveria ser divulgada pelas operadoras de internet mas nem todas o fazem.
 
 A  Resolução Anatel n.º 574, de 28 de outubro de 2011 criou um programa oficial de medição de velocidade de internet. O endereço é o http://www.brasilbandalarga.com.br/, as medições que você faz ficam registradas e servem como base para a ANATEL saber se as operadoras estão entregando a velocidade prometida. De outra forma não há como a ANATEL aferir esses dados. Uma função que eu acho interessante é que as suas medições prévias ficam registradas e com isso você pode ver o histórico de evolução da velocidade.
 
Por Obtuso
 
Um roteador wireless típico oferece os canais 1 a 11 (alguns modelos vão de 1 a 14). Não há diferença de velocidade entre os canais, apenas de frequencia de transmissao.
 
O problema, que muitos usuários desconhecem, é que se roteadores próximos usam o mesmo canal, pode ocorrer forte interferência e degradar a velocidade.
 
O ideal é que os vizinhos conversassem para uma divisão dos canais. 

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Marx já previa a economia digital: é o extremo da técnica, por Wilton Cardoso

8 comentários

  1. Não é por aí…

    Amigo acho que vc não está atualizado.

    Não é por aí que se faz o controle de velocidade pela Anatel.

     

    Houve um cadastramento(eu sou cadastrado) de voluntários para aferição de velocidade.

    Na casa dos usuários cadastrados escolhidos, foi instalado um equipamento de medição.

    Este teste não serve para controle da anatel, apenas para o seu.

     

    Abraço

    • Sobre canais de wi fi…
       
      Ao

      Sobre canais de wi fi…

       

      Ao invés de conversar com vizinhos, instale um programa no seu cell e verifique os canais livres. Existem vários.

       

      • O SIMET também mostra essa informação

        Basta clicar no botão WiFi acima dos gráficos e ele mostra que canais estão em uso e que canais podem atrapalhar sua navegação.

        No caso, o meu canal (6) conflita com outras redes WiFi próximas a mim que também estão usando esse canal. O Simet, inclusive, sugere modificar o canal usado para 3.

  2. Boas dicas

    A dica do PeixeBr é excelente! Vale a pena se inscrever no programa, Nassif.

    Eu tinha montado um esquema para fazer as monitorações aqui em casa, mas chegou uma hora que encheu os pacovás. Além disso, como coloco o computador para hibernar antes de ir dormir, as medidas ficavam incompletas. Por conta disso, resolvi me inscrever no programa, já que meu maior interesse nem era tanto a banda (aqui em casa tá certinho) mas sim a instabilidade da rede.

    As medições são feitas indepententemente dos computadores estarem ligados ou não, já que eles mandam um roteador adicional para fazer isso por você. E por outro lado, os gráficos gerados pelo sítio de relatórios da EAQ são muito bons – inclusive, existe a opção de se enviar um relatório mensal para o seu e-mail todos os meses.

    Esta é a visão que se tem ao entrar no painel de controle do sítio de relatórios:

  3. 3G no Celular

    Para medição do 3G no celular há um aplicativo para android  e iOS da Proteste:

    Você acha seu sinal de internet 3G lento? Para ajudar a PROTESTE a avaliar o sinal de internet móvel, baixe o aplicativo Crowdmobi no seu smartphone e avalie a qualidade do sinal 3G sempre que utilizar a internet no seu celular. 

    Ajude a PROTESTE a comprovar que o sinal 3G no Brasil não é de qualidade. Juntos podemos iniciar uma ação na Justiça contra as operadoras de telefonia para exigir melhorias no serviço, além de lutar por uma indenização em favor de todos os consumidores prejudicados.

    Contamos com sua colaboração!

    Baixe aqui o app para Android e para iOS.

    • Obrigado Gilberto

      Puxa vida, valeu Gilberto.

      Acabei de baixar e já gostei do aplicativo. Era o que eu procurava. Tenho tentado encontrar uma maneira de registrar o engodo do qual fui vítima por conta da operadora TIM.

      Tinha um plano pré-pago e depois que adquiri um smartphone, em função da facilidades proporcionadas pela tecnologia, procurei ter uma banda 3G. É claro que ao contratar o serviço questionei o vendedor na loja sobre a qualidade e alcance do sinal, ao que o dito cujo replicou que era excelente. Ao menos nas áreas nas quais transito e utilizaria o celular na maior parte do tempo.

      O fato é que não disponho de sinal 3G  praticamente em tempo algum embora transite por áreas centrais no Rio de Janeiro.

      1) Moro em Niterói, centro  – sinal? NENHUM !

      2) Uso como transporte a Barca, NIterói-Rio-Niterói. sinal? NENHUM !

      3) Trabalho num prédio na esquina da Rio Branco com a Sete de Setembro,  no centro do Rio. sinal? NENHUM !

      4) Frequentemente viajo pela Dutra para o interior do RJ. sinal na estrada? NENHUM !

      Só consigo obter alguma qualidade de sinal quando  estou em SP capital.

      Em resumo vendem aquilo que NÃO PODEM ENTREGAR. Mas como entrar no procom ou recorrer à ANATEL ou mover um  processo sem provas? Tudo que precisava era uma maneira de registrar diariamente este verdadeiro estelionato que a TIM RIo pratica.

      Converso com outras pessoas e tenho muitos conhecidos passando pela mesma situação.

      Detalhe: na conta detalhada vem registrados ‘toneladas” de Kbytes os quais eu teria usado. 

      OBRIGADO mesmo pela dica. 

       

  4. sobre os canais de wifi 2,4GHz

    conforme pode-se observar no texto do artigo, os canais são superpostos dentro da faixa de 2,4 GHz. Então na prática pode melhorar um pouco o caso, mas é provável que você sempre tenha um nível de interferência dentro desta faixa. como a tecnologia é de guerra, esse sistema costuma ser bem resistente as interferências, embora a resistencia seja criada com a redução da velocidade da comunicação. o ideal seria a utilização dos canais 1,6 e 11, mas a presença dos outros canais se manisfestará como interferência para estes 3 canais também.

    http://www.techtudo.com.br/artigos/noticia/2012/05/o-que-pode-atrapalhar-minha-rede-wi-fi.html

    Pedro Pisa Para o TechTudo

    Recomendar

     

    O Wi-Fi é a tecnologia de transmissão de dados sem fio mais popular na Internet. Neste artigo, você vai entender como funciona a transmissão de dados nesse padrão e por que o desempenho da rede pode variar bastante. O padrão que define a rede Wi-Fi é o 802.11, mantido pelo IEEE (Institute of Electrical and Electronics Engineers). Esse padrão evoluiu e, atualmente, a versão mais utilizada é o 802.11g, que permite taxas de transmissão de até 54 Mb/s. Com o lançamento do padrão 802.11n, pode-se chegar em taxas de até 300 Mb/s.

    Entenda o padrão mais utilizado

    Um dos objetivos do padrão 802.11 era poder ser utilizado sem necessitar de uma concessão do espectro de frequência. Por isso, adotou-se a banda de frequência ISM (Industrial, Scientific, and Medical), que compreende diversas faixas reservadas, das quais as mais conhecidas são as faixas perto de 900 MHz, 2,4 GHz e 5,0 GHz. Essa escolha trouxe a grande vantagem de se poder utilizar pontos de acesso Wi-Fi livremente, o que contribui para a popularidade da tecnologia. No entanto, utilizar a frequência livre implica em disputar o espectro com outros serviços, como o Bluetooth, os telefones sem fio ou qualquer outra tecnologia de transmissão de dados não homologada. Não se preocupe com os telefones celulares, pois eles utilizam faixas diferentes. O padrão 802.11g utiliza a faixa perto de 2,4 GHz enquanto o novo padrão 802.11n utiliza tanto faixas perto de 2,4 GHz quanto de 5,0 GHz.

    Exemplo de rede Wi-Fi (Foto: Arte/TechTudo)

    Embora o compartilhamento da banda ISM com outras tecnologias cause interferências, o principal vilão das redes Wi-Fi é a sua popularidade. Em prédios de apartamentos, por exemplo, é comum encontrar dezenas de redes Wi-Fi em uma mesma localidade. A presença dessas várias redes prejudica o funcionamento de todas elas. Para tentar minimizar a interferência entre as redes, são definidos canais para elas.

    No Brasil, definiram-se 11 canais de 22 MHz, cada um na faixa de 2,4GHz. Assim, uma configuração importante que deve ser feita para evitar perdas de sinal é a escolha correta do canal que sua rede vai utilizar. No entanto, como o espectro total para essa faixa tem 100 MHz, não seria possível alocar todos os canais continuamente. Para solucionar esse problema, necessita-se que os canais sejam sobrepostos, como apresentado na imagem abaixo. Isso faz com que os mais próximos interfiram uns nos outros. Por isso, sempre se sugere a utilização dos canais 1, 6 e 11. Como é possível observar pela imagem, esses canais não se sobrepõem.

    Canais Wi-Fi na frequência de 2,4 GHz (EMCTest)

    Aprenda a verificar sua rede

    Para escolher qual é o melhor canal para a sua rede, você precisa de um programa que verifique os canais usados pelas diversas redes Wi-Fi. Existem aplicativos para as mais diversas plataformas, como o Wifi Analyzer, para Android e o inSSIDer, para Windows. Nesses programas, você poderá saber informações sobre as redes Wi-Fi acessíveis a partir da sua localização. Dessa forma, será possível descobrir o canal e a intensidade de cada rede, permitindo escolher os menos utilizados. No exemplo da imagem abaixo, o melhor canal para instalar uma nova rede é o canal 11, que possui apenas uma rede de baixa intensidade. Esse seria o canal de melhor desempenho para o usuário.

    Análise das redes acessíveis com o Wi-Fi Analyzer, para Android (Reprodução / HowToGeek)

    Além das outras redes, outros fatores atrapalham o sinal da Wi-Fi, como paredes, móveis e até mesmo pessoas circulando. Como toda rede sem fio, o sinal do ponto de acesso perde força conforme encontra obstáculos, pois sofre reflexão, refração e difração. Dessa forma, quanto maior a quantidade de paredes e a distância do roteador até o seu computador, pior será o desempenho da sua rede. Por isso, busque sempre uma localização central para instalar o seu roteador.

    saiba mais

    Como funciona o Wi-Fi

    Como escolher a rede Wi-Fi preferida no Mac OS X

    Infraero instala Wi-Fi grátis em nove aeroportos

    Como ajustar a antena do roteador

    A antena de transmissão da maioria dos roteadores e pontos de acesso que são utilizados é do tipo omnidirecional, ou seja, ela transmite o sinal em todas as direções, como se fosse um círculo completo ao redor da antena. Dessa forma, se for possível ajustar a posição da antena do seu dispositivo, mantenha-a na posição vertical, fazendo com que o círculo de transmissão do sinal seja horizontal. Quando deseja-se cobrir mais de um pavimento de uma edificação, deve-se colocar o ponto de acesso no andar mais alto, pois as antenas têm dificuldade de enviar o sinal para cima.

    Caso você detecte que seu sinal está fraco e o desempenho da sua rede está pior do que o esperado mesmo após considerar essas dicas, a sugestão pode ser comprar uma antena mais potente. A maioria dos roteadores e pontos de acesso permite a troca da antena por uma maior, com maior potência.

     

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome