Após Temer elevar tributo, Skaf ressuscita pato da Fiesp

patao_paulista_ayrton_vignola_fiesp_0.jpg
 
Foto: Ayrton Vignola/Fiesp
 
Jornal GGN – Após o anúncio da elevação do Programa de Integração Social (PIS) e a Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins), que incidem na gasolina, diesel e etanol, a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) decidiu ressucitar seu pato inflável para reclamar da alta dos impostos.
 
Inicialmente, o pato fazia parte da campanha ‘Não vou pagar o pato’, que protestava contra o aumento dos tributos. Depois, acabou se tornando um dos grandes símbolos das manifestações pelo impeachment de Dilma Rousseff.
 
Depois de algum tempo escondido, o pato volta a dar as caras na sede da Fiesp, no número 1313 da Avenida Paulista. Ontem (21), Paulo Skaf, presidente da entidade, afirmou que estava “indignado” com o aumento dos tributos. Ele também afirmou que a elevação dos impostos deve piorar a crise econômica.

 
“Aumento de imposto recai sobre a sociedade, que já está sufocada, com 14 milhões de desempregados, falta de crédito e sem condições gerais de consumo”, disse Skaf. 
 
Em nota, ele ainda afirmou que a Fiesp mantém suas bandeiras “independentemente de governos”. Em 2014, o presidente da Fiesp concorreu ao governo do Estado de São Paulo pelo PMDB, mesmo partido de Michel Temer. 
 
“Somos contra o aumento de impostos porque acreditamos que isso é prejudicial para o conjunto da sociedade. Não cansaremos de repetir: Chega de Pagar o Pato”, afirmou. Além do pato, a Fiesp também está anunciando sua campanha em sites de jornais como a Folha de S. Paulo, em que um banner que diz “O que é isso, ministro? Mais imposto?”.
 
“A população vai compreender”
 
Ao chegar em Mendoza, na Argentina, o presidente Michel Temer afirmou que vai entender o aumento do imposto. “A população vai compreender porque esse é um governo que não mente”.
 
Ele defendeu a medida dizendo que ela não vai atrapalhar a economia e que a elevação faz parte do “o fenômeno da responsabilidade fiscal”. 
 
Números
 
A nova alíquota vai aumentar de R$ 0,3816 para R$ 0,7925 para o litro de gasolina e de R$ 0,2480 para R$ 0,4615 para o diesel nas refinarias. No caso do etanol, a alíquota passará de R$ 0,12 para R$ 0,1309 para o produtor e o distribuidor, que tem a alíquota zerada, passará para R$ 0,1964.
 
O governo adotou a medida devido à frustração na arrecadação, com a consequente dificuldade de cumprir a meta fiscal de deficit de R$ 139 bilhões para este ano. A expectativa é arrecadar R$ 10,4 bilhões Além disso, a gestão de Michel Temer vai bloquear mais R$ 5,9 bilhões de despesas não obrigatórias do Orçamento.
 
Após o aumento do PIS/Cofins, o mercado começou a rever suas projeções de inflação, e os analistas estimam um impacto de 0,51% no índice de preços. Ontem,  Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – 15 (IPCA-15), medido pelo IBGE, teve deflação de 0,18% em julho, a maior queda de preços em 14 anos. 
 
Assine

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

15 comentários

  1. O Skaf pode pegar seu pato e

    O Skaf pode pegar seu pato e cozinhar na panela de algum coxinha.

    Com Dilma e o PT, o pato aparecia só com a POSSIBILIDADE de aumento de impostos. Com Temer, o pato aparece DEPOIS que os impostos aumentaram. Será mesmo que ainda tem otário que acredita nessa gente?

  2. Comentário.

    É o Skaf, o industrial sem indústria, golpista fingindo não ser golpista, querendo usar um imposto (que recai sobre o consumo… os bancos agradecem) para dizer, novamente, que não vão pagar o pato.

    Pois é. Eles não vão.

    Quando a farinha é pouca, meu pirão primeiro.

  3. Será que por trás desse novo

    Será que por trás desse novo pato não está mais uma campanha moralista? 

    Antes o tema era impeachment e corrupção, com bonecos de Dilma e Lula enforcados em praça pública pra fazerem companhia ao pato amarelo com os amarelos de hoje a girtarem contra os corruptos: Lula e Dilma.

    Como Lula já foi ao palanque ontem, demonstrando sua capacidade de reorganizar as massas em seu favor, aqueles coxinhas, que amarelaram mais que o pato com a patacoadas de Temer, se não curtem o que está aí, menos ainda o Volta Lula. Ou seja, antes que os vermelhos tomem conta das ruas, e somente eles, os amarelos pretendem voltar, com Kinzinho e, pato e petistas degolados, mudando apenas o conteúdo do discurso. E vão aproveitar o momento para dizerem que são coerentes em suas demandas. E vão ter mais uma vez aquelas celebridades, com Regina Duarte, etc. Se duvidar, será a volta dos tucanos em praça pública contra Temer, pra defenderem suas posições de agora, etc.

     

  4. Entre a cruz e a espada !

    Este cabra  da fiesp sem moral nenhuma, está jogando prá platéia  porque ficou sinucado:  ou dá ou desce com o movimento midiático que criou.  Se  não fizesse nenhum movimento, ficaria  mal na jogada !!

    Mais ou menos o que o Moro fez: depois  de tanta babaquice dita  por ele  e  sua ” quadrilha de morte “,  era  praticamente “barbada”   a  decretação da prisão de Lula.  Não tinha  saída,  Ou entregava  a  encomenda feita pela  Casa Grande, ou estaria morto !!

     

    • entre….

      Mas o problema não era a Dilma? Onde está o espetáculo da recuperação quase 1 ano e meio depois da sua saída? Só conversa fiada. Só farsa. Éa história brasileira. Aumento de impostos no meio de uma recessão histórica !! Transformar empresas nacionais em multinacionais, patrimônio brasileiro em monopólios e oligopolios estrangeiros com Terceirização só trará empregos com baixa qualificação. Achatamento das condições salariais. Baixissimo nível educacional e escolar para funções que geralmente são braçais. Importação de produtos industrializados já prontos. Não é gostar do pt ou não gostar. Esta forma de governar, que ressuscita outro grupo politico que é o psdb e sua estupidez das Privatarias, só enfiará o país ainda mais no buraco. Soberania, Defesa intransigente dos interesses nacionais, produção nacional, empresas nacionais, liberdade, democracia, eleições, plebiscitos e referendos obrigatórios com voto facultativo. Chega de tanto atraso em 30 anos de medíocres. “Liberdade, Liberdade….Abra as asas sobre nós…” 

  5. Presidente da FIESP vive de

    Presidente da FIESP vive de aluguel. Baita exemplo de empresário!

    Deflação é a coroação dos objetivos hipócritas do golpe. Lembram da volta do crecimento?

    Crescimento da desigualdade que assombrou a Casa Grande.

    Exemplo maior – difícil a competição – foi a síntese da Danusa Leão e sua perplexidade diante da perda da exclusividade de visita à …

    New York.

    Nossa ‘elite’ é entreguista e não consegue aplacar as heranças da escravidão.

    Haja espaço no paredão.

    P.S: Janot será processado por tentar forçar flagrante contra o golpista no exterior?

    P.S2: Globo sem tutu para rolar a dívida? Só o acordão (Maia) a salvará?

  6. Kuah Kuah Kuah

    Nassif: isto é chantagem. Skacafitinho quer mais grana. Dizem que tá pedidndo não 5 (segundo denúncia homologada), mas 50 m ilhões. Bandido que se preza tem mais é que progredir.

     

    PS.: será que ele já pagou o fabricante do Pato?

  7. Esse aí, um oportunista do consórcido do golpe “original”

    Atualizado 21/7: Globo vs. Temer: o exemplo mais ilustrativo da tragédia brasileira

    Por Romulus

    A Globo nunca ficou do lado perdedor…

    Assim, em constatando a derrota final dos Procuradores, não hesitará 2 segundos antes de jogar o PGR Rodrigo Janot e o MPF ao mar…

    À Globo, no curto prazo, basta que siga a Lava a Jato de ~Curitiba~…

    (que visa exclusivamente a Lula e ao PT!)

    É verdade que o “passo maior que as pernas” – a guerra total contra ~toda~ a classe política tocada pela Lava a Jato de ~Brasília~ – animou a Globo (e a Finança) num primeiro momento…

    Afinal, a implantação da “Noocracia (escamoteada!)/ “‘Democracia’ à iraniana” no Brasil – seu projeto de longo prazo – estava a apenas um passo…

    Mas aí…

    Chegou o Ortega y Gasset e estragou a “festa”:

     

    “Entre o ser e o crer que já se é…

    … vai a distância entre o sublime e o ridículo”

     

    – Certo, Globo/ MPF/ Janot??

     

    LEIA MAIS »

     

     

     

     

  8. Professor, seria skafedeu-se ou skafudeu-se?
    Skaf tem mandato na Fiesp só até dezembro desse ano, quando completará 13 anos no cargo (como se vê, alternância no poder e papo de “ditadura bolivariana” é só para os outros). Detalhe: em novembro de 2014, após perder as eleições para governador de SP, Skaf deu um “golpe de estado” dentro da Fiesp para prorrogar seu mandato por 27 meses. Fez uma assembléia e conseguiu alteração no estatuto da federação para permitir a permanência dele e da atual diretoria, cujo mandato terminaria em 27 de setembro de 2015, até dezembro de 2017. O pato voltou para jogar para platéia (seu eleitorado patronal que provavelmente o destronará em dezembro, pois estão todos skafudidos em consequência do golpe).

  9. É só tirar a Dilma que tudo se resolve…

    Pois é, Scaf, os meios de comunicação, os grupos elitistas e tantos outros diziam que todos os males do mundo eram culpa de Dilma, Lula e PT. Bastaria tirá-los do poder que tudo se resolveria em um passe de mágica. Assim acabaria o desemprego, os altos impostos, a corrupção e tudo mais. Está ficando bonito de ver como a realidade desmente o discurso utópico dos golpistas.

  10. O meu, cadê o meu?

    A fiesp não quer ficar de fora dessa suruba.

    Braisl? Que se f… o Brasil e os miseráveis.

    É GUERRA!!!

    O Iraque é aqui. O Afeganistão é aqui.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome