Revista GGN

Assine

Justiça nega pedido para suspender investigação sobre cartel dos trens

Foto: Divulgação

Jornal GGN - O Tribunal Regional Federal da 3ª Região negou um pedido da CPTM para suspender um inquérito que apura se houve pagamento de propina e lavagem de dinheiro envolvendo empresas que formaram consórcios para executar as obras da Linha 5. 

Segundo o Estadão, o tribunal decidiu que Mário Bandeira, ex-presidente da CPTM, e José Luiz Lavorente, ex-diretor de operação e manutenção da empresa, devem continuar como investigados.

O inquérito contra ambos nasceu de uma investigação maior sobre fraude no aditamento ao contrato firmado entre o Consórcio Ferroviário Espanhol-Brasileiro (Cofesbra), integrado pelas empresas Alstom, Bombardier Transportation Brasil Ltda e CAF. "O aditivo – um complemento ao contrato – foi firmado em 2005 e destinou-se à aquisição de 12 trens pelo valor total de R$ 223,5 milhões", apontou o Estadão.

"Como houve prescrição em relação ao crime previsto na Lei de Licitações (art 92), o Ministério Público Federal (MPF) requereu e obteve na justiça o desmembramento do inquérito policial para instaurar um outro destinado à apuração de eventuais crimes de corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro", acrescentou.

Em habeas corpus na segunda instância, os ex-dirigentes tentaram suspender a apuração, alegando que "não há qualquer indício de que tenham cometido esses crimes".

A decisão do TRF-3 que acolheu o pedido de desmembramento do inquérito afirma que, ao contrário do que dizem os investigados, operações financeiras internacionais foram identificados e podem referir-se a eventual pagamento de “vantagens indevidas” a funcionários CPTM. Para os crimes de corrupção e lavagem de capitais não houve reconhecimento de prescrição.
Média: 3.7 (3 votos)
4 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".

E o Serra , Alckmin , Covas, etc ?

Ninguém falou deles ! Ah ! a tramoia toda foi feita por 2 funcionários da CPTM.

A locomtiva do Brasil pára,  para os tucanos passarem. E ainda se acham os reis da cocada branca !

Seu voto: Nenhum

lenita

imagem de Antonio C.
Antonio C.

Pq suspender?

O sistema de trem e metrô paulista é caixa-preta.

Vejam, por exemplo, a Linha Amarela.

A concessionária não tem como bancar a construção de mais estações. O governo resccindiu o contrato, MAS, pagou uma grana, coisa de milhões, pela rescisão!

Entendeu, caro leitor?

A empresa não tem como executar a obra do contrato e ainda ganhou uma grana!

O pior metrô de São Paulo.

Privatizado!

Fora isso, o sistema do Metrô, pra remunerar a empresa privatante, entrega grana limpinha pra ela!

A linha seria ruim e deficitária!

Dá pra entender?

Estamos em São Paulo. A locomotiva do país.

A metáfora começa a ter outro sentido.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

não entendi o motivo para bloquear a investigação.

não dar em nada mesmo, tudo tucano!

se alguém for condenado, será anulado por alguma irregularidade jurídica. é só o tempo de chegar na 2ª instância.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

"Se é para o bem de todos e felicidade geral da Nação, estou pronto! Digam ao povo que fico" MT

A vida é curta demais para se beber cerveja barata!!

A diferença entre o Brasil e a República Checa é que, a República Checa tem o gove

Um escândalo enorme que vai

Um escândalo enorme que vai acabar em pizza.  A Justiça de São Paulo é vergonhosa.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.