As Forças Armadas tocam a bandinha, enquanto o Titanic afunda, por Armando Coelho Neto

Brasil é, entre as grandes nações, a mais incivilizada do mundo. É a única em que há um “presidente” da República incentivando um comportamento na contramão da Ciência e das recomendações da medicina e da OMS.

As Forças Armadas tocam a bandinha, enquanto o Titanic afunda

por Armando Rodrigues Coelho Neto

Passava do meio dia quando começou o panelaço, ontem, aqui na região central de São Paulo. De pronto, fui até a varanda quando ouvi o Hino Nacional, seguido de um grito isolado de “Fora Dilma! ”. Como assim? Pensei. De imediato rolou um flash back de um triste passado. A cena mais amarga desse passado foi estar junto com um delegado federal eufórico com as panelas. Seus parentes próximos figuravam entre beneficiários de programas sociais dos governos petistas, entre os quais Bolsa Família, Prouni e Ciências Sem Fronteiras. Consternado, dei àquele sentimento o nome de dor civil, do qual não me libertei até hoje.

Fora Bozo, fascista! Eis o grito seguinte que me trouxe alívio. Nesse ponto, percebi que o panelaço era uma reação à carreata que, a exemplo do que ocorreu em outros estados, era formada por carrões. Segundo relatos, dirigidos por gente “perfumada”, que deveria estar portando álcool gel, já que não creem em bruxas, pero las hay (elas existem). O veículo mais simples era o do peão que conduzia o carro de som. Era dali que vinha o convite para que, em nome de salvar a economia (suas contas bancárias) o pobre abrisse mão da única proteção que se conhece contra o coronavírus (isolamento). O barulho das panelas não permitia ouvir muita coisa. Mas a carreata era a insensatez em si.

Esse quadro de insensatez entra em choque com o mundo. Ganha realce com os 90 profissionais do Sírio-libanês afastados com coronavírus, além daqueles da Prevent Senior entre outros, onde se inclui o SUS, cujos problemas aumentaram depois do golpe de 2016. A Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco) destacou que um portador do vírus pode infectar de duas a três pessoas. Esse número de risco, porém, passa para nove, quando se trata de profissionais da saúde. Com dados desatualizados, na Espanha 15% dos 80 mil infectados são profissionais da saúde, contra 12% da Itália entre os quase 98 mil (dados dinâmicos).

Chovem denúncias sobre a precariedade do serviço públicos de saúde. Ao invés de tratar isso como dado real e servir de alerta, melhor culpar o PT. Quanto mais a imprensa toca no assunto, mais ela é atacada pelo instinto genocida do “Presidente”, que insiste no proselitismo ideológico patético. Ele quer faturar politicamente em cima da inevitável crise econômica. Enquanto isso, seus apoiadores espalham vídeos terroristas contra a China, vê tudo como um complô para derrubar o Bozo – o qual convoca panelaços, passeatas e carreatas contra a proteção dos brasileiros. Coisa de criminoso contumaz.

Leia também:  Flávio Bolsonaro sabia de operação da PF contra Queiroz, diz empresário

Convictos de que o mundo está errado, trabalham com possíveis números de mortos, comparando-os até com as de trânsito. Lidam com números frios de quem vai ou não morrer, como se os pretensos candidatos a morte (grupos de risco) fossem algo distante de suas famílias, vizinhos, quem sabe até o um avô rico, parente distante que pode lhes deixar herança.

É difícil para um bolsopata constatar que não se trata de morrer mais ou menos, mas sim do estrangulamento do serviço de saúde. Não há sistema público/privado no mundo que dê conta diante da explosão de casos. Ironizam ou banalizam a projeção de números de mortos. Coisa de gente como o apresentador e empresário Roberto Justos que é enfático: “se o vírus chegar na favela não vai acontecer porra nenhuma”. Deus o ouça. Insisto no meu otimismo quanto ao Brasil, graças aos do exterior e ações de governadores dos estados.

Bozo e seu rancho culpam a esquerda (quase muda nesse momento). Obcecado pela reeleição, tenta antecipar a disputa eleitoral entre a extrema direita raiz (ele próprio, quiçá o Marreco de Maringá) e a extrema direita nutela (Dória e Witzel). Todos da mesma laia. Na prática, porém, a disputa real nas eleições presidenciais terá que ser entre a civilização e a barbárie. Sim, Bozo apanha da Globo. Vai precisar apanhar bem mais até se nivelar ao que Lula e Dilma sofreram.

Na semana passada ficou aqui registrado. Ou Bozo ganha ou Bozo ganha. Se a equipe dele se der bem, ponto para ele. Vão festejar a vitória, ainda que com críticas. Como quem reclama de haver pago seguro de uma viagem pois não usou. Como quem nunca precisou do plano de saúde, airbag do carro. Já as consequências econômicas serão culpa dos outros, pois Boz, pessoalmente, trabalhou para a economia não parar. Ele defendeu o trabalho!

Leia também:  “Medidas de estímulo econômico pós COVID-19 não devem estimular futuras pandemias”

Volto à carreata de ontem. O panelaço venceu. Seja por que conseguiu abafar o som dos minions, seja por que o povão não foi, nem aplaudiu. Só olhou. De longe, se é que viu. Mesmo precisando muito mais de grana, o que soa positivo no campo da reflexão. É como se as pessoas, em especial as humildes, estivessem intuindo que essa parte da classe média sem medo de expor suas excrescências não é patriota p… nenhuma. Só olha para si e todas as contas – seja de grana ou de mortos. Só faz sentido os interesses dela.

Falsos moralistas, patriotas sabujos com complexo de vira-latas, estão se lixando para tudo. Para soberania, meio ambiente, educação, saúde, cultura, moradia, para tudo que pobre possa vir a ter acesso – público ou subsidiado. Direitos sociais? Nem pensar. Lazer? Ora pois!

Neste momento, o Brasil é, entre as grandes nações, a mais incivilizada do mundo. É a única em que há um “presidente” da República incentivando um comportamento na contramão da Ciência e das recomendações da medicina e da OMS. Isso só acontece por que a classe média brasileira é, sem dúvida, a mais atrasada do mundo. Estúpida a tal ponto que, no limiar da morte massiva, é incapaz de exigir o fim da asquerosa onda de ódio que ameaça nossa identidade como Nação.

Nota de rodapé. Para quem já sonhou em matar 30 mil, qualquer número de vítimas do coronavírus é pouco. Segue o jogo diabólico calculado, combinado ou descombinado, ou fruto de meras conveniências recíprocas. O caos construído pelas elites para impedir o mínimo de acesso do povo a um estado de bem-estar social pode ter consequências bem piores do que aparenta.

As Forças Armadas? Batendo continência para um timoneiro sabujo e tocando a bandinha do Titanic, enquanto ele afunda.

Leia também:  Ausência de dados raciais nacionais compromete combate à Covid-19 nas periferias

Armando Rodrigues Coelho Neto – jornalista, delegado aposentado da Polícia Federal e ex-integrante da Interpol em São Paulo.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

15 comentários

  1. Sobre a incivilizada brasileira, destaca o sempre certeiro articulista: “É a única (nacao do mundo) em que há um “presidente” da República incentivando um comportamento na contramão da Ciência e das recomendações da medicina e da OMS. ”
    Propus num comentário em outro post aqui no GGN mas acho também aplicável aqui: A EXEMPLO DO QUE FOI FEITO PARA TRATAR OS CRIMES DO NAZISMO, UM NOVO TRIBUNAL DE NUREMBERG DEVERIA SER MONTADO PARA JULGAR CRINES DOS NOVOS GENOCIDAS QUANDO CLARAMENTE AFRONTADAS REGRAS PARA MANUTENÇÃO DA SAÚDE MUNDIAL”
    Se cada infectado tem potencial para contagiar outras tres pessoas, atitudes como a deste “presidente”, e seu séquito infecto, só contribuirá para manter o mundo sob risco permanente.
    #NurembergJa

  2. BOZO ao menos nos fez um favor:
    ELE nos revelou aquilo que pensávamos não mais existir, o fato de que “nossas” Forças Armadas e policiais ainda possuem um contingente ENORME de ignorantes que se submetem docemente (ou será covardemente?) a ESQUADRA AMERICANA, forças que jamais se recuperaram do fracasso do GOLPE DE 64, e que em suas entranhas, fora o sentimento de revanche e de submissão, ainda acalentam e cultivam um ódio mortal e desprezo à DEMOCRACIA e a cidadania.
    UMA conclusão hoje me parece óbvia, a de que as PMs precisam de fato e URGENTEMENTE quebrar seu vinculo com as Forças Militares, e ainda, que o desfecho encontrado por GEISEL – na Anistia do possível – não pode se repetir, cabendo hoje aos democratas fazerem de tudo pra APENAREM severamente aqueles que insistem em lhe agredir.

  3. Lamentavel o autor do texto fortalecer os estereótipos, foi manipulado desde criança e ainda nao entendeu: “Segundo relatos, dirigidos por gente “perfumada”, que deveria estar portando álcool gel, já que não creem em bruxas, pero las hay (elas existem)”.

  4. Lamentavel o autor do texto fortalecer os estereótipos,: “Segundo relatos, dirigidos por gente “perfumada”, que deveria estar portando álcool gel, já que não creem em bruxas, pero las hay (elas existem)”.

  5. O que o articulista acha que a esquerda deveria fazer? Grandes manifestações? Grandes passeatas? Apresentar mais um impitimam para ficar na gaveta? Fazer um panelaço na porta do palácio?

    • Articular-se, fortalecer-se conjugar esforços apesar das diferenças para superar um mal maior.
      Não foi assim contra a Dilma?

  6. Triste situação do Brasil: O Pais optou, num momento de descrença, colera e desinformação, pelo pior possivel. O preço dessa escolha pode ser uma década perdida.

    Nesse fim de semana lançamos uma petição para sensibilizar, se que é possivel, o presidente brasileiro sobre os riscos que corre a população brasileira com o contagio do coronavirus. A petição é uma carta aberta de residentes brasileiros no exterior e todos são convidados a assinar a petição, dando apoio. Alias, agradeço ao GGN que foi o primeiro site de noticias a publicar esse manifesto.

    https://www.change.org/p/carta-aberta-de-brasileiros-e-brasileiras-residentes-no-exterior-ao-presidente-bolsonaro-o-brasideveparar?fbclid=IwAR16D2MZfEVBIf41k5AB_JFaWfJKqbtY_HLinixV8K6BIcldisuDh4t4fr0

    • Maria Luisa, o navegador não abril o link, enstão não sei o teor da carta, mas posso adiantar que se for para o bozo ler, esqueça. Ele não lê nem teleprompter.
      E se for “pedido de comunista” então, ele não vai ler mesmo,( talquei) ?

      • Oi, Amoraiza. Cliquei no link e fui à pagina da petição sem problema. Pelo menos agora esta funcionando. Claro que sabemos que o bolsonaro não vai querer saber desse manifesto, porém é mais um alerta das pessoas que estão em paises nos quais o coronavirus chegou antes, tem muita gente morrendo e os governos decretaram o confinamento obrigatorio. Quando bolsonaro for julgado por seus crimes – espero que isso ocorra – teremos provas suficientes de que ele foi alertado por todos dos riscos que a população corre ao não parar neste momento.

  7. As Forças Armadas são cúmplices de Bolsonaro desde 1988, quando o promoveu a capitão e o aposentou aos 33 anos com renda vitalícia. Em 2018 Bolsonaro saiu da reserva e entrou no time militar como titular e capitão.

  8. Nassif: até que enfim aparecem artigos, como esse, que mostram o MessiasDoBras é apenas uma das cabeças e que cortando-a aparecerão, como na mitologia (transportada para a Tupiniquim) outras 7 ou 7×7. De nada resolve cortar essa ou aquela cabeça. Tem de se liquidar a HidraDeLerna que foi imposta a Pindorama, mesmo que isso deixe indignado o dono do Quintal onde moramos.

  9. Fiz estes recortes abaixo do texto do Armando apenas para dizer que na minha opinião o BRASIL e NÓS BRASILEIROS estamos nas Mãos de um P S I C O P A T A👹👹👹👹👹👹👹👹👹👹👹👹👹 e, O pior que seus seguidores da classe MERDA 💩💩💩💩💩💩💩💩💩💩💩💩💩possivelmente têm as mesmas características de sua personalidade…(do Bozo)
    Opinião esta com base em uma amostra que tenho de pessoas que conheço, infelizmente…

    Como o Armando falou:
    “Criminoso Costumaz”, eu concordo!

    “…Bozo – o qual convoca panelaços, passeatas e carreatas contra a proteção dos brasileiros. Coisa de criminoso contumaz.”

    “Falsos moralistas, patriotas sabujos com complexo de vira-latas, estão se lixando para tudo. Para soberania, meio ambiente, educação, saúde, cultura, moradia, para tudo que pobre possa vir a ter acesso – público ou subsidiado. Direitos sociais? Nem pensar. Lazer? Ora pois!”

    Neste momento, o Brasil é, entre as grandes nações, a mais incivilizada do mundo. É a única em que há um “presidente” da República incentivando um comportamento na contramão da Ciência e das recomendações da medicina e da OMS. Isso só acontece por que a classe média brasileira é, sem dúvida, a mais atrasada do mundo. Estúpida a tal ponto que, no limiar da morte massiva, é incapaz de exigir o fim da asquerosa onda de ódio que ameaça nossa identidade como Nação.”

  10. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome